sábado, 6 de junho de 2015

Compartilhe

Bones universidades

A maioria dos fãs de futebol americano já sabe que as franquias da NFL conseguem novos jogadores através do Draft; evento o qual os melhores atletas vindos das universidades são escolhidos pelos times. No entanto, nem todos sabem como as universidades adquirem novos jogadores. É através do Processo de Recrutamento que isso ocorre. Neste processo, os técnicos ou representantes universitários entram em contato com os jogadores que estejam prestes a se formar ou em seu terceiro ano de High School (Junior Year) e oferecem bolsas de estudos para jogar pela universidade.

Existem normas da NCAA que especificam como e quando esse contato deve ser. Cartas, ligações e visitas são limitadas a certo número e partes do ano. Segundo as normas, o ano é dividido em quatro períodos:

  • Período de Contato – Durante este período os jogadores podem receber cartas, ligações, visitas de representantes e fazer avaliações no campus ou fora dele.
  • Período de Avaliação – Neste momento, os representantes só podem ter acesso às qualidades acadêmicas e habilidades de jogo dos jogadores. Ligações e cartas são permitidas, mas não pode haver contato pessoal entre os jogadores e membros das universidades.
  • Período Quieto – Essa etapa é caracterizada pela permissão de contatos apenas no Campus. Fora dele, são permitidos apenas ligações e cartas.
  • Período Morto – Neste período, tudo é proibido, menos cartas e ligações.

Durante o processo, é comum as universidades convidarem os jogadores para uma visita oficial. Nesta visita, bancada inteiramente pela faculdade, os jogadores conhecem o Campus e têm direito a transporte, quartos e refeições durante a estadia. As regras da NCAA limitam cada atleta a fazer apenas cinco visitas e buscam restringir a forma como as instituições interagem com esses jogadores.

Limite de Bolsas

As franquias da FBS possuem um limite de 85 atletas bolsistas para cada equipe, o maior número dentre todos os esportes universitários. A cada ano, os times são permitidos a oferecer até 25 novas bolsas, desde que não exceda o limite de 85. Na FCS, o limite é de 63 bolsas, mas os times podem oferecer bolsas parciais, desde que não ultrapassem o limite de 85 jogadores no elenco. Já na D-II, são permitidas apenas 36 bolas completas por time.

Byron Cowart

Avaliação

O método mais utilizado para ranking de atletas é o de estrelas como, por exemplo, o do rivals.com. Os jogadores são classificados em até cinco estrelas de acordo com o talento demonstrado durante o seu tempo escolar. Os atletas cinco estrelas são os mais bem colocados em seus rankings de posições e representam os maiores talentos do país. A cada ano, especificamente no verão, os jogadores frequentam Football Camps Regionais, onde fazem diversos testes físicos para um melhor conhecimento das capacidades atléticas de cada jogador por parte dos representantes. É nesse período do ano que os jovens começam a receber as primeiras ofertas de bolsas.

Rivals Camp

The Commitment

Após receber uma oferta, o jogador pode se “comprometer” com uma universidade, que é um comprometimento oral e não vinculativo com a instituição. Dessa forma, é comum ver um jogador assinar com uma faculdade diferente da qual ele se comprometeu. O vinculo só se torna oficial a partir da assinatura do NLI (explicado abaixo). Os jogadores mais bem ranqueados se comprometem logo cedo com alguma universidade, alguns até mesmo um mês antes do National Signing Day. Esse dia ocorre na primeira quarta-feira de Fevereiro e é a última oportunidade para um Senior (quarto ano) do High School assinar com alguma universidade, oficializando o vínculo.

Cordell Broadus UCLA

Carta Nacional de Intenção (National Letter of Intent)

Com a NLI, o comprometimento dos jogadores com as determinadas universidades se torna oficial. Esta carta, oferecida pelos representantes e assinada pelos atletas, possibilita aos jogadores frequentarem determinada instituição com direito a uma bolsa integral por, no mínimo, um ano acadêmico. Ao assinar essa carta, outras universidades ficam proibidas de entrar em contato com o atleta. Apesar de não ser um método obrigatório de compromisso, é predominantemente utilizado pelas universidades por trazer benefícios tanto para o atleta como para elas mesmos.

Cartas recrutamento 01

Oversigning

Apesar de não ser um termo oficial, a palavra Oversigning é vastamente utilizada para denominar uma comum prática dos times do College em assinar com mais jogadores que o limite permitido (25 atletas) pela NCAA. Dessa forma, para ficar dentro das exigências, desvinculam outros jogadores que consideram menos importantes para o time. Mesmo gerando críticas da mídia e fãs por ser um método “antiético”, o oversigning é muito praticado pelos técnicos e, segundo eles, eficiente na construção de um elenco mais forte e saudável.

As 10 melhores classes de 2015 segundo o Rivals.com

USC

– Número de NLIs: 26 jogadores

5 estrelas: 4 jogadores

4 estrelas: 17 jogadores

3 estrelas: 5 jogadores

– Média de estrelas: 3.96 estrelas

– Principais Recrutas:

DB Iman Marshall (Long Beach, California): *****

LB John Houston (Gardena, California): *****

DE Rasheem Green (Gardena, California): *****

LB Porter Gustin (Salem, Utah): *****

OL Chuma Edoga (Powder Springs, Georgia): ****

Alabama

– Número de NLIs: 24 jogadores

5 estrelas: 4 jogadores

4 estrelas: 15 jogadores

3 estrelas: 5 jogadores

– Média de estrelas: 3.96 estrelas

– Principais Recrutas:

WR Calvin Ridley (Coconut Creek, Florida): *****

DB Minkah Fitzpatrick (Jersey City, New Jersey): *****

RB Damien Harris (Berea, Kentucky): *****

DT Daron Payne (Birmingham, Alabama): *****

QB Blake Barnett (Corona, California): ****

Florida State

– Número de NLIs: 20 jogadores

5 estrelas: 5 jogadores

4 estrelas: 10 jogadores

3 estrelas: 5 jogadores

– Média de estrelas: 4.0 estrelas

– Principais Recrutas:

WR George Campbell (Tarpon Springs, Florida): *****

DB Derwin James (Haines City, Florida): *****

DB Tarvarus McFadden (Plantation, Florida): *****

RB Jacques Patrick (Orlando, Florida): *****

DE Josh Sweat (Chesapeake, Virginia): *****

Clemson

– Número de NLIs: 23 jogadores

5 estrelas: 3 jogadores

4 estrelas: 9 jogadores

3 estrelas: 10 jogadores

– Média de estrelas: 3.61 estrelas

– Principais Recrutas

DT Christian Wilkins (Suffield, Connecticut): *****

WR Deon Cain (Tampa, Florida): *****

ATH Ray-Ray McCloud III (Tampa, Florida): *****

LB Chad Smith (Sterling, Virginia): ****

OL Mitch Hyatt (Suwanee, Georgia): ****

*ATH (Athletes) são denominados os atletas que conseguem jogar em mais de uma posição.

Tennessee

– Número de NLIs: 29 jogadores

5 estrelas: 4 jogadores

4 estrelas: 13 jogadores

3 estrelas: 11 jogadores

– Média de estrelas: 3.69

– Principais Recrutas:

RB Alvin Kamara (Hutchinson, Kansas): *****

DT Kahlil McKenzie (Concord, California): *****

OL Drew Richmond (Memphis, Tennessee): *****

DE Kyle Phillips (Nashville, Tennessee): *****

DT Shy Tuttle (Lexington, North Carolina): ****

Georgia

– Número de NLIs: 29 jogadores

5 estrelas: 2 jogadores

4 estrelas: 11 jogadores

3 estrelas: 14 jogadores

– Média de estrelas: 3.45 estrelas

– Principais Recrutas:

DT Trenton Thompson (Albany, Georgia): *****

ATH Terry Godwin (Hogansville, Georgia): *****

DB Rashad Roundtree (Evans, Georgia): ****

DE Jonathan Ledbetter (Tucker, Georgia): ****

DE Natrez Patrick (Atlanta, Georgia): ****

Auburn

– Número de NLIs: 27 jogadores

5 estrelas: 2 jogadores

4 estrelas: 16 jogadores

3 estrelas: 8 jogadores

– Média de estrelas: 3.7 estrelas

– Principais Recrutas:

DE Byron Cowart (Seffner, Florida): *****

RB Jovon Robinson (Milledgeville, Georgia): *****

WR Ryan Davis (St. Petersburg, Florida): ****

RB Kerryon Johnson (Madison, Alabama): ****

LB Darrell Willians (Hoover, Alabama): ****

LSU

– Número de NLIs: 25 jogadores

5 estrelas: 4 jogadores

4 estrelas: 8 jogadores

3 estrelas: 8 jogadores

– Média de estrelas: 3.44 estrelas

– Principais Recrutas:

DB Kevin Toliver II (Jacksonville, Florida): *****

OL Maea Teuhema (Keller, Texas): *****

RB Derrius Guice (Baton Rouge, Louisiana): *****

WR Tyron Johnson (New Orleans, Louisiana): *****

DB Donte Jackson (Jefferson, Louisiana): ****

Ohio State

– Número de NLIs: 27 jogadores

5 estrelas: 0 jogadores

4 estrelas: 14 jogadores

3 estrelas: 12 jogadores

– Média de estrelas: 3.48

– Principais Recrutas:

RB Mike Weber (Detroit, Michigan): ****

OL Isaiah Prince (Greenbelt, Maryland): ****

LB Jerome Baker (Cleveland, Ohio): ****

LB Justin Hilliard (Cincinnati, Ohio): ****

ATH Eric Glover-Williams (Canton, Ohio): ****

Texas A&M

– Número de NLIs: 25 jogadores

5 estrelas: 1 jogador

4 estrelas: 11 jogadores

3 estrelas: 10 jogadores

– Média de estrelas: 3.4 estrelas

– Principais Recrutas:

WR Christian Kirk (Scottsdale, Arizona): *****

DT Daylon Mack (Gladewater, Texas): ****

DB Roney Elam (Newton, Texas): ****

QB Kyler Murray (Allen, Texas): ****

LB Richard Moore (Cedar Hill, Texas): ****

Compartilhe

Comments are closed.