segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Compartilhe

A NFL está oficialmente de volta e após um domingo recheado de jogos, fãs do esporte e imprensa já estão dando suas primeiras impressões sobre as equipes que entraram em campo na semana 1. Embora a amostra seja pequena e provavelmente não reflita o derradeiro cenário da liga em fevereiro, já é possível definir o que é exagerado e o que é fato após a rodada de abertura da temporada. No texto de hoje, vamos debater algumas das reações mais empolgadas e certeiras após a semana 1 do futebol americano e projetar o restante do ano. É importante lembrar que, em 2018, cinco equipes que venceram na 1ª rodada não foram para os playoffs, mas todos os adversários batidos nesses jogos conseguiram uma vaga na pós-temporada.

MATT NAGY É UM TÉCNICO SUPERESTIMADO

No jogo de abertura da temporada entre Chicaco Bears e Green Bay Packers, o técnico Matt Nagy foi muito criticado ao final da partida – Vitória do Packers por 10×3 –  por não conseguir fazer com que o seu ataque rendesse. Escolhido como o técnico do ano na NFL em 2018, Nagy demonstrou insatisfação ao final da partida, classificando os três pontos somados contra o rival como “ridículos” e chamando o desempenho do seu ataque de “inaceitável”. A própria postura autocrítica do treinador após a performance ruim do Bears na quinta-feira demonstra que ele mesmo sabe que ficou devendo em suas escolhas e chamadas e que a tendencia é que o desempenho tenha sido um ponto fora da curva. Apesar da decepção, a expectativa é que o Chicago retome o bom desempenho do ano passado e que Nagy mostre porquê ele é uma realidade na NFL (e não um treinador superestimado).

O BROWNS AINDA NÃO PODE SER CONSIDERADO UM FAVORITO

Nenhuma outra equipe da NFL carregou mais expectativas para a abertura da semana 1 como o Cleveland Browns em 2019. Após a temporada de destaque do QB Baker Mayfield e a contratação do WR Odell Beckham JR, Cleveland automaticamente mudou do papel de antagonista para protagonista nessa temporada, sendo considerada inclusive uma das equipes favoritas para chegar a final da AFC. A impressão deixada após o domingo, porém, ficou muito abaixo do esperado. Jogando em casa, a equipe foi dominada pelo Tennessee Titans E acabou derrotada por 43 x 13. O resultado acapachante deixou explícitas as principais dificuldades da equipe, que ainda sofre com a falta de entrosamento e dúvidas na posição de LB e secundária. O começo decepcionante pode servir também como um choque de realidade para Cleveland, que indiscutivelmente subiu de qualidade no papel, mas ainda precisa se adaptar a um trabalho em seu início e aos novos jogadores que chegaram. Por enquanto, é fato que o time ainda não pode ser considerado um favorito na AFC.

LAMAR JACKSON É FINALMENTE UM QUARTERBACK COMPLETO

Individualmente, poucos jogadores brilharam mais que o QB Lamar Jackson durante a semana 1 da NFL. O QB do Baltimore Ravens terminou a goleada contra o Miami Dolphins com 5 TDs lançados, 17 passes completos e 324 jardas aéreas, batendo o rival pelo ar e não pelo chão, como era esperado.  Ao final do duelo, que terminou em vitória de Baltimore pelo placar de 59 x 10, o jogador brincou com o fato de ser desmerecido como QB, dizendo que os números do domingo não eram “Ruins para o Running Back”.

A verdade é que o jogo aéreo sempre foi o grande ponto de evolução para a carreira de Lamar e questionar o desempenho do ataque do Ravens baseado nessa dúvida não era um absurdo. Enfrentando provavelmente a equipe mais fragilizada da NFL neste momento, o camisa 8 conseguiu achar seus recebedores com muita facilidade e foi muito pouco pressionado, o que facilitou na execução das jogadas. Ainda assim, embora demonstre total capacidade de se tornar um passador nato na NFL, é cedo para afirmar que as dificuldades apresentadas por ele no seu ano de calouro e na universidade não irão afetar seu desempenho em 2019. É melhorar esperar mais algumas partidas.

O COWBOYS ESTÁ PRONTO PARA CHEGAR AO SUPER BOWL

Em uma performance sólida e empolgante no duelo contra o rival de divisão New York Giants na abertura da temporada, o Dallas Cowboys mostrou muitas qualidades em sua estreia na temporada 2019/20 e se colocou rapidamente como postulante da NFC para alcançar o Super Bowl. Já com a presença do RB Ezekiel Elliot na escalação titular, o time dominou o Giants jogando em casa e venceu por 35 x 17, passando com muita facilidade pelo adversário. Próximo de ganhar um novo contrato, o QB Dak Prescott justificou toda a confiança de Jerry Jones no seu talento, acertando 25 passes para 405 jardas e 4 TDs. Mais do que isso, o jogo aéreo funcionou com maestria e a defesa foi sólida como sempre, mostrando um time equilibrado dos dois lados da bola. Apesar de ter enfrentado um rival com muitas dificuldades, Dallas foi a equipe da NFC que mais impressionou na semana 1 e não é exagero dizer que o time do técnico Jason Garrett conta com totais condições de retornar ao Super Bowl. Se isso vai acontecer, é outra história.

O NEW ENGLAND PATRIOTS PODE TERMINAR A TEMPORADA REGULAR INVICTO

O atual campeão brilhou no horário nobre ao bater o Pittsburgh Steelers com facilidade pelo placar de 33 x 3. Comandado por Tom Brady, o time não teve dificuldade para impor o seu jogo nos dois lados da bola e mostrou que continua funcionando perfeitamente após uma campanha vitoriosa em 2018. O que mais impressiona após o jogo da semana 1 é que a equipe fez tudo isso sem o recém-contratado Antonio Brown, que deverá estar à disposição a partir da semana 2. Além disso, o Steelers era considerado a equipe mais forte na primeira parte da tabela de New England nesta temporada; Nas próximas três semanas, o time de Bill Belichick enfrenta seus três rivais de divisão, seguido de duelos contra Redskins e Giants.

A expectativa é que o Patriots possa começar o ano com 6 vitórias e quem sabe repetir a temporada invicta de 2007, quando só perdeu no Super Bowl. Embora a performance do domingo e a chegada de Antonio Brown possam justificar essa empolgação, a segunda parte da tabela de New England apresenta desafios mais difíceis. Ainda assim, não seria um absurdo se a equipe da Nova Inglaterra fizesse história mais uma vez, embora bastante improvável.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.