quarta-feira, 22 de maio de 2019

Compartilhe

Na terça-feira, dia 21 de maio, tivemos a realização do segundo treino de atividades organizadas, o primeiro em público, para o Green Bay Packers. Embora seja muito embrionário para tirar conclusões e definições dessa parte inicial de práticas, onde os jogadores nem mesmo podem utilizar seu material completo (Pads), é importante e válido observar o alinhamento de titulares e hierarquia estabelecida nessas atividades, ainda mais de um time com tantas peças novas e um novo coaching staff.

A preparação para essa temporada, de fato, é algo absolutamente novo, dentro das últimas décadas, para o Packers e seus fãs, onde após a saída de Mike McCarthy, que ficou no comando da equipe de 2006 a 2018, temos a chegada de Matt LaFleur, que terá sua primeira oportunidade como Head Coach na NFL e ainda um coaching staff quase que integralmente novo, com nova filosofia e metodologia de trabalho. Mais que isso, em seu segundo ano de trabalho o GM Brian Gutekunst já deixa claro que está inaugurando uma nova era em Green Bay, com uma nova forma de trabalho e abrangência na montagem de elenco, não medindo esforços e dinheiro para qualificar o roster, vide sua movimentação na última free agency, com a assinatura de 4 contratos de grande volúpia com jogadores importantes.

Leia Mais: A Resposta de Aaron Rodgers e o Outro Lado da História

Leia Também: As Melhores e Mais Valiosas Escolhas do 5ª Round do Draft 2019

Diante desse cenário, mais que evidente e justificável a curiosidade sobre como se apresentará e será montado esse novo time do Packers, que além das já citadas adições de free agents, das escolhas do Draft e dos jogadores Undrafted free agentes, contou ainda com a saída de jogadores emblemáticos, como Clay Matthews e Randall Cobb. Vejamos então, com relação a montagem e participação de jogadores, o que deu para se observar da prática inicial do time:

ATAQUE

Uma das maiores questões e ponto de interrogação na formação titular de todo o time, a vaga de right guard, começou a ser preenchido ontem, com Billy Turner ganhando a oportunidade de trabalhar e ter as primeiras repetições na formação titular, alinhando entre Corey Linsley e Bryan Bulaga. O jogador é uma das adições do time na free agency (contrato de 4 anos e $28 milhões), proveniente do Denver Broncos, onde conseguiu ser titular a maior parte do tempo em 2018, embora tenha sempre sofrido questionamentos. O fato é que o atleta parece agradar e estar agradando em Green Bay, tendo recebido elogios, inclusive de Aaron Rodgers, que destacou a importância de sua presença não apenas em campo, como também fora dele, no vestiário e reuniões da equipe. Turner larga na frente de nomes como Elgton Jenkins, draftado como Guard na segunda rodada desse ano, Lucas Patrick, Justin McCray e Cole Madison, naquela que promete ser uma das posições mais disputadas durante a pré-temporada.

OL Billy Turner – Green Bay Packers

Sem muitas surpresas nas demais posições de ataque, vale destacar, no entanto, que uma certa ordem e hierarquia vem ganhando forma entre os Wide Receivers. Embora presente na atividade, Davante Adams não treinou, o que fez com que Geronimo Alisson e Marquez Valdes-Scantling fossem os titulares na formação. Não surpreende a posição do primeiro, que após chegar ao Packers como UDFA em 2016, já provou que pode jogar e produzir em alto nível, tendo a confiança de Aaron Rodgers. No ano passado, inclusive, Alisson vinha num ritmo para conseguir uma temporada com mais de 1000 jardas, porém uma precoce e séria lesão o tirou de combate após o quinto jogo. Já a opção por MVS dá a entender que o jogador está um pouco à frente dos demais jovens recebedores do roster, como Equanimeous St. Brown, J’Mon Moore e do intrigante Jake Kumerow. Ainda assim, a profundidade e juventude do grupo só elucida como também será uma pesada batalha por vagas no elenco, num grupo que ainda conta com nomes interessantes, como Allen Lazard e Trevor Davis.

DEFESA

Do outro lado da bola não dá para falar que tivemos propriamente grandes surpresas, mas tem que se destacar o fato de que a unidade vem revigorada e renovada, com a maior parte das adições realizadas já despontando como titulares e em papeis importantes.

Começando pelo front seven, na linha defensiva tivemos a ausência de Mike Daniels, que mesmo presente na atividade, não treinou, o que fez com que a formação, de base 3-4, fosse composta por Kenny Clark, Dean Lowry e Montravius Adams. O curioso aqui é que, segundo reportado, Kenny Clark foi movido da posição de nose tackle para a função/posição de 3-technique, naturalmente realizada por Daniels, quando em campo, fazendo com que Montravius ficasse como nose, enquanto Lowry ficou em seu alinhamento habitual de 5-technique, alternando com 3-technique. Tal fato é surpreendente de certa forma, mas não será habitual, uma vez que o mais comum será mesmo a defesa atuar em formações no nickle ou dime. Porém reforça a confiança e o desenvolvimento no Pass Rush de Clark, que tem sido imparável na linha e demandado quase sempre double-team sobre si.

Como EDGE’s titulares alinharam os Smith’s, Za’Darius e Preston, ambas aquisições do Packers na free agency, provenientes, respectivamente, de Baltimore Ravens e Washington Redskins. Jogadores de qualidade e que chegam ao time com grandes contratos e a responsabilidade de se firmarem como EDGE rushers principais, com capacidade e dever de produção em alto nível. Papel natural dado o investimento nos atletas, mas que terão como “sombras” jogadores mais qualificados e com potencial, como Rashan Gary, escolha de primeira rodada da equipe nesse ano, que chega, prioritariamente, para jogar na posição, embora seja muito versátil e acabe alinhando por toda a DL e, também Kyler Fackrell, que teve finalmente um bom ano, com mais de 10 sacks em 2018, esperando manter o ritmo para seu último ano do contrato de calouro.

OLB Preston Smith, novo jogador do Packers

No meio do campo, também sem surpresas, Blake Martinez, titular absoluto e um dos principais e mais subestimados jogadores de sua posição na liga, segue como líder da unidade, ganhando a companhia de Oren Burks, escolha de terceira rodada no Draft de 2018, que teve pouquíssimas oportunidades em campo no seu primeiro ano, mas, aparentemente, estava sendo preparado para assumir um papel maior nessa temporada.

Passando a secundária, como esperado, temos a formação de uma nova e empolgante dupla de safeties, Adrian Amos, jogador que a equipe do Wisconsin assinou também na free agency, proveniente de seu rival Chicago Bears, junto com Darnell Savage Jr, outra escolha de primeira rodada do time no Draft desse ano e único calouro, até aqui, a ganhar a oportunidade de iniciar trabalhando e alinhando entre os titulares.

Safety Darnell Savage Jr.

A dupla de Cornerbacks foi formada por Jaire Alexander, escolha de primeira rodada no ano passado, que teve uma ótima temporada de calouro e, Tramon Williams, jogador veterano que volta a sua posição original após terminar a temporada de 2018 como safety. A boa notícia fica por conta da participação de Kevin King, que mesmo não tendo feito trabalho de repetições com o time, participou dos exercícios da posição e mostra que está num bom ritmo de recuperação, após uma grave lesão que o tirou novamente mais cedo da temporada, assim como em sua primeira. Será importante para o jogador, sobretudo manter-se saudável, para poder desempenhar com todo o potencial que toda a franquia e torcida espera do atleta.

O que dá para afirmar, sem sombra de dúvidas, é que o Green Bay Packers vem mais forte para 2019 e ainda que seja cedo para isso, uma nova cara começa a ser dada ao time, que promete uma renovada, intensa e forte defesa e um ataque que, se não tão novo assim com relação a peças, vem com conceitos, formações e playbook totalmente novos, sob o comando do Head Coach de boa e reconhecida mente ofensiva Matt LaFleuer e do incrível Aaron Rodgers.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.