quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Compartilhe

Após vencer com autoridade o Cleveland Browns no MNF por 31×3, o 49ers é o único time invicto na NFC com uma campanha de 4-0. Kyle Shanahan, um pouco pressionado pela campanha ruim em 2018, mostra que é sim um bom HC com o seu QB titular em mãos e comanda a equipe a jogos bastante consistentes. E não só pelo ataque de Jimmy Garoppolo. Na defesa, que a torcida tem pesadelos desde a saída de Jim Harbaugh, está jogando muito bem e já é uma das melhores da NFC. Com a soma de todos esses fatores podemos ter a certeza, o 49ers é sim um time de verdade na disputa pela NFC.

Após diversas críticas a John Lynch por problemas na defesa, ele finalmente parece ter conseguido acertar esse ano. As adições de Nick Bosa, via Draft, e Dee Ford, via troca, surtiram bastante efeito e um setor que antes era nulo, hoje é um dos pontos fortes do elenco. São 5 sacks combinados em 4 jogos para a dupla, que se somados ao talento de DeForest Buckner no miolo da linha, tem causado pesadelos as linhas ofensivas adversárias. Isso tudo contribui bastante também para o trabalho da secundária, que melhorou muito seu jogo. São 5 TDs aéreos sofridos e 7 interceptações, sem tomar mais de 20 pontos em nenhum dos jogos até aqui.

Leia Mais: Jay Gruden é o maior culpado pela campanha do Redskins?

Leia Também: Guia da Semana 5 da NFL

No ataque, uma unidade muito balanceada, no estilo típico de Shanahan. Muito Play Action e comprometimento com o jogo corrido, facilitando a vida de Garoppolo, que vem bem. São 920 jardas, 7 TDs e 4 INTs. Quando precisou, colocou o time nas costas e conduziu a vitória, como no confronto contra o Steelers, onde virou o jogo dentro dos 2 minutos finais. Em outras partidas, quando o jogo corrido fluiu melhor, funciona mais como um game manager de luxo, onde distribui bem a bola para os recebedores e move as correntes. Contra o Browns por exemplo, por pouco não teve dois Running Backs passando das 100 jardas, onde Matt Breida teve 114 e Tevin Coleman com 97, ambos com 1 TD. O segundo, que voltou de lesão nessa semana 5, e melhorou ainda mais a qualidade desse backfield. Além dos dois, Raheem Mostert vinha dividindo as carregadas com Breida e indo muito bem. Sendo basicamente um RB2, jogou os 4 jogos até agora, teve 41 carregadas para 236 jardas e uma média de 5,8 jardas por carregada.

Hoje, o 49ers lidera a NFC Oeste com 4 vitórias e vê seus rivais logo atrás. O Rams, antes favorito, com 3 vitórias e 2 derrotas é o adversário dessa semana. O Seahawks, com um 4-1, vem logo abaixo em segundo. Em uma Conferência e Divisão bastante disputadas, cada jogo é importantíssimo e terá muita relevância no fim de Dezembro. 

Antes correndo por fora e podendo se aproveitar da falta de visibilidade para galgar vôos mais longos, isso não será mais possível. A quem diga que o 49ers já é favorito. E o jogo dessa semana contra o Seahawks será chave nesse processo. Vencendo, se torna não só favorito na divisão, mas um dos maiores favoritos na disputa pela NFC. Caso perca, poderá retomar seu lugar de postulante. Seja em mais evidência ou não, o torcedor do 49ers estava ficando desacostumado com isso. Após anos e anos de glória, vencendo ano sim ano também, 2019 parece ser o ano em que essa rotina poderá voltar.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.