quarta-feira, 1 de julho de 2020

Compartilhe

Na mesma semana em que acertou seu contrato com o New England Patriots, o QB Cam Newton foi visto treinando na companhia do WR Odell Beckham JR, atualmente jogador do Cleveland Browns. Como tudo vira notícia durante a offseason, alguns tweets citando uma possível troca envolvendo o WR e a nova equipe de Cam acabaram surgindo por toda a internet e chegaram ao jogador, que aproveitou para deixar claro que ainda tem “assuntos inacabados” para tratar em Cleveland.  Analisando de forma superficial as estatísticas do camisa 13 na AFC Norte, Odell somou o pior número de recepções de sua carreira profissional (74) e TDs (4), excluindo o ano de 2017 em que atuou em apenas 4 jogos oficiais. Mais do que isso, ele não conseguiu colocar o Browns na posição de protagonista da NFL e, ao lado de Baker Mayfield, precisa dar uma resposta positiva em 2020 antes que as criticas comecem a crescer cada vez mais.

Considerado um dos melhores WRs da última década, Odell Beckham JR foi o grande nome do New York Giants em um período em que a franquia da NFC só visitou os playoffs em uma oportunidade, no ano de 2016. Com a camisa do Big Blue, o jogador participou de 3 Pro Bowls, figurou no Top 10 de jogadores com mais recepções e jardas áereas em três temporadas e com TDs somados em outras duas. Também em Nova York, o camisa 13 colecionou polêmicas dentro e fora de campo, muitas vezes causadas por indisciplina e por sua personalidade forte, que já não condizia mais com o status de antagonista que a franquia se colocou nos últimos anos, perdendo espaço dentro da NFL e também da NFC Leste. Buscando por um acordo melhor e um ambiente em que pudesse potencializar a sua qualidade, o jogador de despediu do Giants e optou por trabalhar em um renovado Cleveland Browns, agora comandado por um jovem promissor na figura de Baker Mayfield.

Leia Mais: O que restou no mercado de Qbs pós Newton?

Leia Também: Cam Newton é o novo QB do Patriots: Bom pra todos?

Em seu ano de estreia na nova equipe, Odell não alcançou os objetivos coletivos esperados por todos os torcedores e também não foi capaz de brilhar individualmente dentro de um time que, no geral, quase não funcionou durante toda temporada de 2019. Em 15 jogos como titular, o camisa 13 somou apenas 4 TDs, alcançando a sua terceira temporada seguida anotando 6 TDs ou menos ao longo do ano; Entre 2014 e 2016, Beckham JR somou ao menos 10+ TDs enquanto esteve em campo pelo Giants. Outra queda que vem se tornando rotineira na carreira do WR é a do número de recepções, que em 2019 teve a sua 2º pior marca desde 2013, com 74. Fisicamente, Odell Beckham JR ainda não mostrou sinais de declínio, pelo contrário. Com mais de 1000 jardas totais somadas no ano passado e uma média 14 jardas por recepção, ele segue sendo uma das armas mais perigosas da NFL quando a bola está em sua posse. O problema, pelo menos na sua temporada de estreia em Cleveland, é que isso aconteceu muito abaixo do esperado.

Com uma média de 64,7% de jardas por partida em 2019, Beckham JR alcançou a sua marca mais baixa no quesito desde que se tornou profissional em 2013, um declínio em uma estatística tão importante para um WR1 da sua importância no futebol americano profissional. Por mais que ele conte com os melhores CBs da liga em sua marcação e também com a companhia do talentoso Jarvis Landry para dividir as recepções em Cleveland, um jogador com o “apetite” e a importância do camisa 13 sabe que precisa fazer mais a partir de 2020 e, proporcionalmente, receber mais dos seus companheiros para levar o Browns novamente aos playoffs. Em 2019, Cleveland figurou entre os ataques menos produtivos da liga, especialmente quando precisou lançar a bola, o que não condiz com o talento do seu atual elenco. Foi pensando nisso que a franquia optou por Kevin Stefanski, ex-coordenador ofensivo do Vikings, como novo treinador para a temporada de 2020. Necessitando de novas ideias para unidade, a franquia quer respostas imediatas já neste ano.

ODELL BECKHAM JR PRECISA SER PROTAGONISTA EM CLEVELAND

Em sua separação até certo ponto traumática do New York Giants em 2019, Odell Beckham JR deixou claro que não estava satisfeito com a forma que vinha sendo tratado pelo seu ex-time e que buscava um novo destino para ser o grande protagonista do ataque e ter uma condição real de lutar pelo Super Bowl. Embora não tenha encontrado esse cenário até o momento em Cleveland e a mudança de comando possa atrasar ainda mais o entrosamento de um elenco que no momento só é bom no papel, o jogador precisa entender o tamanho da sua importância dentro de um grupo de jogadores muito jovens do Browns e assumir a responsabilidade pelo destino da equipe em 2020. Para ser o líder dentro de campo que tanto almeja, Beckham deve começar o processo fora dele.

Ao menos nas redes sociais e na sua postura fora de campo, o jogador parece realmente disposto a resolver todos os “assuntos inacabados” que a temporada de 2019 deixou aberta em Cleveland após um frustrante recorde de 6-10. É cada vez mais comum na NFL as principais estrelas do jogo forçarem uma saída quando seus times já não apresentam competitividade por algumas temporadas e a própria situação envolvendo o camisa 13 em 2019 é um exemplo disso. Dentro de um elenco talentoso e que após muito tempo ganhou o apoio incondicional da sua torcida, ele pode ajudar a transformar ainda mais o ambiente em Cleveland, finalmente levando a franquia aos tão sonhados dias de glória dentro da AFC. São vários os fatores que irão definir o sucesso do Browns em 2020 e Odell Beckham JR não tem controle grande parte deles, mas certamente pode ser uma peça fundamental para que todos funcionem coletivamente ao longo do ano.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.