quarta-feira, 22 de junho de 2016

Compartilhe

football

O faturamento da NFL vem aumentando em um ritmo assustador desde que Roger Goodell assumiu o comando da liga. Em 2016, esse faturamento deve superar a cifra de U$ 13,3Bi, um incremento de mais de 50% comparado ao ano de 2010. Esse crescimento é bom para todos, pois segundo o acordo de trabalho entre a NFL e a NFLPA (associação dos atletas), um percentual  entre 47% e 48% do faturamento da liga deve ser repassado aos atletas. O controle desse percentual é feito através do Salary Cap. Todas as franquias são obrigadas a investir entre 88,8% e 100% do total no pagamento de seus jogadores, mas apenas os 51 atletas mais bem pagos do elenco entram nessa conta. O valor do teto vem sendo reajustado proporcionalmente ao faturamento e vem fomentando a assinatura de contratos que não param de surpreender o público que acompanha a liga. Neste ano, o valor do Salary Cap é de pouco mais de U$ 155M para cada franquia.

Porém, quem são os atletas mais bem pagos da liga atualmente? Fizemos um levantamento dos contratos mais generosos em vigor para a próxima temporada. Sob o aspecto do controle do teto salarial das franquias, o valor mais importante é o impacto do contrato. Para entendermos melhor esse conceito é necessário esclarecer alguns detalhes:

  • O valor do bônus da assinatura do contrato é pago integralmente ao atleta no momento em que ele assina o contrato, mas o seu impacto no teto salarial é dividido igualmente pelo número de anos restantes no contrato. Um bônus de U$ 10M pago para um atleta que assina um contrato de 5 anos pesará U$ 2M por ano contra o teto salarial da franquia.
  • Outro bônus que é comum nos contratos é o de treinamento, pago para incentivar o jogador a participar dos treinamentos não obrigatórios durante o período entre as temporadas.
  • Existe um terceiro tipo que é menos comum, chamado de bônus de restruturação, que, como o nome diz, pode ser pago na assinatura de uma reestruturação de contrato e, assim como o bônus de assinatura, é pago à vista, mas seu impacto no teto salarial é dividido igualmente pelos anos restantes do contrato.

O impacto do contrato de um atleta contra o Salary Cap é a soma dos salários base com todos esses bônus. O quadro abaixo lista os 15 atletas que têm o maior peso contra o teto salarial para a temporada de 2016:

Pasta1Fonte: Spotrac.com

Observando o quadro acima notamos que 14 dos 15 atletas listados são QBs. A única exceção é Justin Houston, do Kansas City Chiefs, que, diga-se de passagem, é a única equipe com dois nomes na lista. Mas esses não são necessariamente os atletas que mais embolsarão dinheiro em 2016. Drew Brees, por exemplo, receberá “apenas” 20 milhões de dólares em 2016. Os outros 10 milhões que constam na tabela acima equivalem a parcelas de bônus que ela já recebeu: 7.4 milhões referentes ao bônus de assinatura desse contrato em 2012 e mais 2.6 milhões de bônus da reestruturação do contrato, feita em 2015. Esse ano existem outros atletas assinando contratos e recebendo belos bônus. Esses normalmente lideram a lista de atletas que mais recebem dinheiro no ano. O quadro abaixo mostra o valor que cada atleta efetivamente receberá em 2016:

Pasta1Fonte: Spotrac.com

Novamente podemos notar alguns fatos interessantes: O Philadelphia Eagles tem três atletas nessa lista, sendo que dois deles são QBs, o que não é nada bom. O New York Giants tem dois atletas, mas são casos normais: um é o QB da franquia e o outro acabou de ser contratado e recebeu um belo bônus na assinatura do contrato. Outro método que temos para determinar os atletas mais bem pagos da NFL é através da média salarial do contrato, que nada mais é do que a soma de todos os valores que o atleta tem para receber dividida pela duração do contrato. Segundo esse método, os 15 atletas mais bem pagos hoje na NFL são:

Pasta1Fonte: Spotrac.com

Como podemos notar, a matemática envolvida na negociação dos contratos dos jogadores da NFL é bastante complexa e todo o tempo gasto para a negociação desses acordos voluptuosos é justificado. Determinar qual o salário justo para um jogador também é uma tarefa difícil, principalmente com o elevado crescimento do teto salarial nos últimos anos. O critério é subjetivo e sempre haverá muita polêmica em torno do valor que cada atleta merece receber, mas uma coisa é certa: logo essa lista estará desatualizada e um novo atleta – muito provavelmente um QB – estará figurando entre os atletas mais bem pagos da liga.

Compartilhe

Comments are closed.