segunda-feira, 18 de maio de 2020

Compartilhe

O elenco de uma equipe da NFL, por mais estrelar que seja, é formado em sua grande maioria por atletas que não chamam a atenção fora dos gramados ou assinam contratos astronômicos com patrocinadores, mas que em campo entregam estatísticas sólidas e às vezes até decidem jogos. Foi assim que o RB Damien Williams ajudou o Kansas City Chiefs a vencer o Super Bowl da última temporada, somando 104 jardas e 2 TDs no jogo mais importante da sua carreira, até então marcada pela discrição. Geralmente, esses heróis improváveis vão ganhando espaço ao longo do ano ou se aproveitam de lesões para somar minutos e melhorar o “currículo”. Independente de como isso acontece, você deve lembrar de pelo menos um jogador do seu time que passou por esse processo e hoje é fundamental para o funcionamento do esquema.

É quase impossível prever qual jogador menos badalado vai ter uma temporada de sucesso, levando em conta que qualquer projeção também precisa avaliar o nível do time em que ele atua ou a sua condição física ao longo do ano, mas se aprofundarmos essa questão e trabalharmos com estatísticas e atuações recentes, é possível ao menos eleger alguns nomes que podem ganhar um papel ainda mais importante dentro das suas funções e brilharem em 2020. No texto especial de hoje, nós escolhemos os melhores “segredos escondidos” da NFL, começando pela AFC. De acordo com as performances recentes desses atletas e os números que eles vem somando nos últimos anos, aqui está a lista da conferência americana.

Leia Mais: Os melhores destinos para Cam Newton

Leia Também: Com um bom Draft, o Chiefs vem ainda mais forte para 2020

Buffalo Bills – Levi Wallace (CB)

Dentro de uma das unidades defensivas mais sólidas da NFL, o CB de 24 anos do Buffalo Bills se destaca pelos números sólidos e a regularidade. Com Tre’Davious White do outro lado do campo, Wallace é bastante visado pelos ataques rivais e não vem decepcionando. Em 2019, o camisa 39 atuou em todos os jogos da temporada, somando 2 INTs e 66 tackles individuais, a melhor marca entre todos o CBs do Bills. A partir de 2020, os QBs deverão ter cada vez mais dificuldade em escolher entre Wallace e White na hora de lançar a bola.

Miami Dolphins – Mike Gesicki (TE)

Tua Tagoavailoa vai precisar de alvos seguros para desempenhar todo o seu potencial em Miami em seu ano de calouro e Mike Gesicki pode ser um deles. Em um ataque aéreo que sofreu para contar com um protagonista em 2019, o TE tem tudo pra se transformar em uma grata surpresa em 2020. Com 5 TDs anotados no ano passado, ele só ficou atrás de Devante Parker no quesito, mesmo atuando como titular em apenas 5 jogos no total. A tendencia é que Gesicki ganhe a vaga e continue evoluindo com um QB que tem talento suficiente para tirar o melhor dele a partir dessa temporada.

New England Patriots – J.C Jackson (DB)

Bill Bellichick é um verdadeiro mago da NFL em encontrar e desenvolver jogadores desconhecidos e em 2020 não será diferente. O candidato a vaga é o DB J.C Jackson, de apenas 24 anos. Na última temporada, Jackson atuou como titular em 6 jogos, mas esteve presente na rotação da defesa de New England em todas as partidas da temporada. Ele somou 5 interceptações, 2ª melhor marca da franquia no ano e se destaca pela sua versatilidade. Ao lado da melhor defesa da NFL (ao menos nas estatísticas de 2019), ele está a caminho de brilhar ainda mais na AFC Leste.

New York Jets – Jordan Jenkins (LB)

Apesar da temporada ruim em 2019, o Jets contou com uma defesa sólida em grande parte da campanha e com alguns bons nomes em termos individuais, entre eles o do LB Jordan Jenkins (25). Ao lado do líder da defesa, Jamal Adams, o camisa 48 somou 13 hits nos QBs rivais, além de 8 sacks (melhor marca do time) e 3 fumbles forçados. Draftado na 3ª rodada do Draft em 2016, ele está pronto para ter a melhor temporada da carreira em 2020, alcançando os 2 dígitos em sacks e se tornando um dos melhores de sua posição na NFL.

Baltimore Ravens – Myles Boykin (WR)

O Ravens teve uma grande temporada no ano passado, mas o jogo aéreo ficou devendo (6º pior da liga em jardas). Ainda assim, por conta do trabalho no jogo terrestre na construção das campanhas, nove jogadores do elenco tiveram a chance de pontuar na redzone por meio dos passes do QB Lamar Jackson, entre eles o WR Myles Boykin. Foram apenas 13 recepções ao longo da temporada, mas 3 delas terminaram em TD, mostrando um bom aproveitamento. Em seu 2º ano na NFL, o camisa 80 quer ganhar mais minutos em campo e pode se tornar uma arma mais recorrente no ataque do Ravens.

Cincinnati Bengals – Tyler Boyd (WR)

Mais um WR da AFC Norte pronto para brilhar em 2020, mas desta vez credenciado por uma ótima campanha no ano anterior. Tyler Boyd, de apenas 25 anos, alcançou as 90 recepções e 1046 jardas em 2019, substituindo com exito o contundido A.J Green. Com o camisa 18 de volta para a nova temporada, Boyd poderá aumentar o número de TDs anotados (5) na campanha passada e ter ainda mais espaço para trabalhar as suas rotas. Ele está pronto para se tornar um dos recebedores mais prolíficos da nova geração com Joe Burrow no comando do ataque.

Cleveland Browns – Mack Wilson (LB)

Mack Wilson teve uma temporada de calouro movimentada em 2019. Titular em 14 jogos, ele somou 1 sack, 1 INT, 1 Fumble Forçado e 82 tackles totais, 2ª melhor marca da unidade. Por outro lado, o camisa 51 falhou em alguns dos principais momentos do ano, teve dificuldades para trabalhar na cobertura contra o passe e ainda precisa melhorar no quesito tackles individuais. Mais uma aposta do que uma certeza, Wilson terá a função de comandar uma defesa que perdeu o seu jogador mais prolífico em 2019 (Joe Schobert) e que não sabe como Myles Garrett, seu atleta mais talentoso, irá retornar de suspensão.

Pittsburgh Steelers – Diontae Johnson (WR)

O ataque do Steelers não figurou entre os principais da NFL em 2019, muito por conta da lesão de Big Ben Roethlisberger no início da campanha, mas o WR Diontae Johnson teve um ano para se recordar. Com 5 TDs anotados, ele foi o jogador do elenco que mais visitou a Endzone no ano, estabelecendo o seu lugar cativo dentro da unidade. Johnson também foi o 2º jogador com mais jardas recebidas (680) e é uma arma com a bola nas mãos (11.5 jardas de média após a recepção). Com o QB titular de volta em 2020, espera-se que o camisa 18 continue evoluindo e somando números expressivos nessa temporada.

Houston Texans – Jordan Akins (TE)

Alvo de Deshaun Watson em Houston, o TE Jordan Akins é uma das armas do Texans para suprir a inexplicável saída de DeAndre Hopkins em 2020. No ano passado, Akins participou de todos os jogos do time e foi em titular em 9 deles, anotando 2 TDs e recebendo 35 passes. É verdade também que ele foi ofuscado pelo veterano Darren Fells, que ganhou a vaga no time principal e terminou a temporada com 7 TDs. Ainda assim, Akins tem totais condições de se recuperar em 2020 e alcançar números cada vez mais impactantes na carreira.

Indianapolis Colts – Braden Smith (RT)

O Jogo corrido do Colts se estabeleceu como um dos mais sólidos da NFL em 2019 e a proteção ao QB também não deixou a desejar. Um dos responsáveis por isso é o Guard Braden Smith, que em 2020 entrará em seu 3º ano como profissional. Em Indianapolis, Smith atua também como Tackle desde a sua temporada de estreia e vai muito bem, mostrando versatilidade. Em uma linha ofensiva comandada por Quenton Nelson, o jovem de 23 anos mostra talento e maturidade para manter o nível altíssimo da unidade. Foram 16 jogos como titular no ano passado e apenas 2 faltas anotadas contra o camisa 72.

Jacksonville Jaguars  – Dede Westbrook (WR) 

O Jaguars tem um novo comandante no ataque na figura do QB Gardner Minshew e ele vai precisar de alvos para se estabelecer na posição em 2020. Em uma unidade que não conta com grandes estrelas, um jogador começou a se destacar no ano passado e tem tudo para repetir o feito. Aos 26 anos, o WR Dede Westbrook foi titular em 11 jogos na temporada anterior, anotando 3 TDs e 660 jardas aéreas. Ele só recebeu menos passes (101) do que o líder do time no quesito. D.J Chark (118). O camisa 12 também trabalha como retornador e pode mudar o destino do jogo para o Jaguars há qualquer momento.

Tennessee Titans – Harold Landry (LB)

Landry não é o primeiro jogador a ser lembrado quando falamos da defesa do Titans, mas isso já começou a mudar após um ano muito prolífico em 2019. Com 9 sacks e 14 Hits nos QBs rivais na temporada passada, ele liderou o time nos dois quesitos e foi um dos responsáveis pela ótima campanha de Tennessee. Titular em todos os jogos da campanha, Landry é um LB versátil e que consegue também se destacar na cobertura individual contra o passe. Mesmo com o Titans adicionando Vic Beasley na Free Agency, a expectativa é que o camisa 58 seja novamente um dos líderes da unidade em 2020.

Denver Broncos – Alexander Johnson (LB)

Em um time cheio de jovens talentos, é na defesa que um deles se destacou de forma inesperada em 2019. TItular em 12 jogos, Alexander Johnson atuou no meio dos Linebackers do Broncos e foi uma verdadeira máquina de tackles, anotando 93 no total. O camisa 45 também somou 4 hits nos QBs rivais e 1.5 sacks ao final da temporada, ganhando posição cativa na unidade para 2020. Além do seu talento para chegar nos jogadores rivais, Johnson também é bastante instintivo: 1 INT e 2 Fumbles Forçados no ano passado.

Kansas City Chiefs – Juan Thornhill (S)

Em 2019, Thornhill não foi apenas o companheiro de posição de Tyrann Mathieu na secundária do Chiefs, mas conseguiu construir a sua reputação dentro da liga. Aos 24 anos, ele foi titular em todos os jogos da temporada regular antes de se machucar, somando 3 Interceptações e 58 tackles combinados ao longo do ano. Ele também é um jogador bastante instintivo e somou 5 passes desviados no ano passado, além de 1 INT retornada pra TD, mostrando talento na cobertura individual. A expectativa é que Thornhill saia novamente da sombra de Mathieu e se destaque mais uma vez

Las Vegas Raiders – Darren Waller (TE)

Em sua temporada de estreia em Las Vegas, o Raiders tem um sério candidato no elenco para cair nas graças da torcida já em 2020. Aos 27 anos, Darren Waller explodiu na campanha passada com números expressivos e muita habilidade atlética, conquistando a posição de titular. Em 16 jogos, ele anotou 3 TDs e liderou o time em jardas (1145) e recepções (90). O camisa 83 também é mortal após a recepção, com 12.7 jardas de média. A tendência é que o Raiders ganhe novas opções ofensivas em 2020 e Waller tenha mais liberdade para continuar a ser dominante dentro da NFL.

Los Angeles Chargers – Rayshawn Jenkins (S)

Aos 25 anos, Jenkins precisou suprir a ausência de Derwin James na secundária do Chargers em 2019 e não decepcionou. Ex-Dolphins, o camisa 23 liderou o time em interceptações na temporada com 3 no total e ainda se destacou desviando 4 passes em sua direção. Considerado pelo técnico de LA, Anthony Lynn, como um dos principais candidatos do Chargers a explodirem em 2020, o defensor ainda precisa evoluir em alguns aspectos do seu jogo, mas parece estar preparado para a melhor temporada da sua breve carreira como profissional na NFL.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.