quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Compartilhe

adrian-peterson-vikings-liga-dos-32

A expressão “panela velha é que faz comida boa” é bastante conhecida e usada pelos brasileiros. Por incrível que pareça, essa frase também pode ser usada na NFL na atual temporada. Após sete rodadas já realizadas, um fato que chama bastante atenção é a grande quantidade de jogadores com mais de 30 anos que estão tendo um ano espetacular. Não pense que isso está acontecendo em apenas uma posição ou outra; em praticamente todas elas os veteranos têm sido excelentes, desde QBs até Kickers.

Abrindo a lista de atletas experientes que estão fazendo sucesso no ano temos o WR Brandon Marshall (31 anos), do New York Jets. Trocado pelo Chicago Bears antes da temporada começar, muitos questionaram as condições do jogador e não acreditavam que ele conseguiria ter uma boa atuação na nova franquia, a 5ª em sua carreira. Foi só a bola oval voar para Marshall mostrar que os críticos estavam errados. Até aqui são 41 recepções (10º da NFL) para 578 jardas (9º da NFL), 4 TDs e quatro jogos onde passou das 100 jardas recebidas. Outro recebedor que está fazendo barulho é o WR Steve Smith (36 anos), do Baltimore Ravens, que já anunciou que vai se aposentar ao fim da temporada de 2015. Mesmo com sua equipe longe de estar tendo um bom ano e sem participar de uma partida devido a uma lesão, ele soma 41 recepções (10º da NFL), 588 jardas recebidas (7º da NFL) e 3 TDs, sendo assim uma das poucas notícias boas lá em Baltimore. O RB Matt Forte (30 anos a serem completados em dezembro), do Chicago Bears, desde que entrou na liga é um dos melhores da posição e isso não muda com o passar do tempo. Com oito temporadas nas costas, o atleta tem grandes números em 2015: 126 tentativas (2º da NFL), 507 jardas terrestres (6º da NFL) e 2 TDs, além de 21 recepções para 191 jardas e 1 TD.

chris-johnson-carson-palmer-cardinals-liga-dos-32

O Arizona Cardinals até aqui é umas equipes mais completas e bonitas de se ver em campo, mas isso se deve ao experiente trio que comanda as ações ofensivas do time. O QB Carson Palmer (35 anos), após ter sofrido uma séria lesão no joelho na temporada passada, voltou com tudo para 2015 e, em sete jogos, soma 2.012 jardas aéreas (3º da NFL), 16 TDs (1º da NFL) e apenas 5 INTs. O veterano tem mostrado total capacidade para vencer jogos – foram 5 vitórias na temporada até agora – e, se depender dele, o Cardinals é um dos principais candidatos para levar o título do Super Bowl 50. Na maioria das vezes, Palmer conecta o WR Larry Fitzgerald (32 anos), principal recebedor da franquia, que sofreu durante vários anos por não ter um bom QB para lançar bolas em sua direção. O jogador parece estar vivendo novamente os seus grandes momentos da carreira, já que até aqui teve 46 recepções (5º da NFL) para 622 jardas (5º da NFL) e 6 TDs (1º da NFL). O terceiro, não menos importante, destaque dessa equipe de Arizona é o RB Chris Johnson (30 anos), que parece ter renascido na temporada de 2015. É sempre bom lembrar que a “vida útil” de um RB na liga profissional de futebol americano é de aproximadamente oito anos, justamente o tempo que Johnson tem na NFL. O atleta foi um dos melhores da posição durante o período que esteve no Tennessee Titans e ano passado, no New York Jets, estava longe de ser o mesmo. Enquanto muitos pensaram que ele estava acabado, o Cardinals fechou um acordo de um ano e Johnson está mostrando ser o grande RB que sempre foi. Até aqui, são 111 tentativas para 567 jardas (2º na NFL) e 3 TDs que o colocam na conversa de “Comeback Player of the Year”.

Além do trio do Arziona Cardinals, outros jogadores experientes, mas de equipes diferentes, está chamando a atenção este ano. O primeiro deles é o QB Tom Brady (38 anos), do invicto New England Patriots, que em seis partidas em 2015 soma 2.054 jardas aéreas (2º da NFL), 16 TDs (1º da NFL), apenas 1 INT (o menor número entre os QBs titulares) e caminha para ser eleito o MVP da temporada regular. Outro velho conhecido dos fãs de futebol americano é o RB Adrian Peterson (30 anos), do Minnesota Vikings. Como já foi falado, a “vida útil” de um atleta da posição não é muito longa, mas Peterson já está em seu 9º ano na NFL – não atuou em 2014 devido a uma suspensão – e parece estar na mesma forma de quando entrou na liga profissional. Em seis partidas na atual temporada ele tem 120 tentativas (3º da NFL), 530 jardas terrestres (4º na NFL) e 3 TDs, o que ajudou o Vikings a ter quatro vitórias em 2015 até agora. Fechando a lista dos jogadores de ataque temos o TE Antonio Gates (35 anos), do San Diego Chargers, que não participou dos quatro primeiros jogos do ano por causa de uma suspensão. O atleta voltou a ação na semana 5 contra o Pittsburgh Steelers, quando recebeu 9 passes para 92 jardas e 2 TDs, e, na rodada seguinte, contra o Green Bay Packers foram as mesmas 9 recepções para 95 jardas. Provando que a idade definitivamente não é problema para ele continuar castigando as defesas adversárias.

Charles-Woodson-raiders-liga-dos-32

Não são só veteranos do ataque que estão voando em 2015, separamos quatro nomes defensivos que também mostram um grande desempenho mesmo com a idade avançada. Começando pelo SS Charles Woodson (39 anos), do Oakland Raiders, que tem presença garantida no Hall da Fama logo quando se aposentar e pelo também SS Mike Adams (34 anos), do Indianapolis Colts. Os dois veteranos são os líderes da NFL em interceptações, com 4 cada um – empatados com o CB Josh Norman, do Carolina Panthers. Já o DE Cameron Wake (33 anos), do Miami Dolphins, após um início de temporada bem fraco, a mudança de técnico da franquia fez com que o rendimento do atleta aumentasse consideravelmente. Nas duas últimas partidas foram 6 Sacks, o que colocou Wake na 4ª posição entre os defensores e a apenas 0,5 dos líderes. O DE é o grande exemplo da melhora do Dolphins em 2015 e voltou a grande forma que o transformou em um dos melhores Pass Rushers da liga. O OLB Julius Peppers (35 anos), do Green Bay Packers,  já soma 5,5 Sacks em seis partidas, a quantidade necessária para manter a grande média de sua carreira e fazer com que a defesa do Packers seja uma das razões para o time estar invicto na atual temporada.

Além de todos já citados, existem também os Kickers veteranos, que se mostram cada vez mais essenciais para uma equipe da NFL. Phil Dawson (40 anos), do San Francisco 49ers, 11/12 em FGs, Stephen Gostkowski (31 anos), do New England Patriots, 15/15 em FGs na temporada, Josh Brown (36 anos), do New York Giants, também 15/15 em FGs e Robbie Gould (33 anos), do Chicago Bears, 15/15 em 2015, são alguns dos exemplos que jogadores experientes não são menos eficientes.

Portanto, não despreze um jogador de uma equipe só porque ele já passou dos 30 anos. Diferente do que alguns acham, são esses atletas os mais importantes do time e que, muitas vezes, são os principais destaques ao longo do ano – como podemos ver até agora em 2015. Muitos ex-jogadores da NFL atingiram o auge quando já tinham passado dos 30 anos ou mais e, ao olharmos para a tabela das estatísticas e nos depararmos com tantos veteranos entre os dez melhores em cada categoria, parece que isso ainda será comum por muitos anos. Bom para nós, fãs do futebol americano, que vamos conseguir assistir grandes nomes do esporte atuando por muito tempo no mais alto nível de exibição.

Compartilhe

Comments are closed.