sábado, 24 de novembro de 2018

Compartilhe

Na tarde deste domingo (25), às 16h, horário de Brasília, Carolina Panthers e Seattle Seahawks fazem uma confronto bem interessante no US Bank Stadium pela semana 12. Os donos da casa chegam para o duelo com o retrospecto de seis resultados positivos e quatro negativos na vice-liderança da NFC Sul, enquanto os visitantes estão na mesma posição, com 5-5, na NFC Oeste. Para as duas franquias, a necessidade de vitória é grande, visando os playoffs.

Por que o Carolina Panthers é favorito?

Com o versátil e ligeiro quarterback Cam Newton no comando do ataque, os Panthers vão melhor correndo com a bola. Nas jogadas terrestres, a equipe é a 7ª do ranking, com 130.2 jardas conquistas. Juntos, Cam Newtown e o running back Christian McCaffrey, estão com oito touchdowns anotados. Já pelo alto, o QB chegou a marca de 20 TDs e 6 interceptações, colocando a franquia da Carolina no 22º lugar da liga.

A defesa, por sua vez, tem números medianos, nada de outro mundo, tanto contendo os passes quanto os lançamentos. Agora, forçando turnovers os caras vão bem. Até agora, foram 23 sacks, 8 fumbles forçados e 11 interceptações conseguidas. Será interessante ver os Panthers contra o jogo terrestre do Seattle, que é o 1º do campeonato em termos de jardas. Foram 154.3 permitidas. Os mandantes, neste quesito, estão no 8º lugar, com 98.5 jardas cedidas aos adversários.

Outro detalhe que contribui bastante para a cota do Carolina Panthers ser mais baixa, indicando o favoritismo para vencer, é que ela segue invicta dentro de casa. Em cinco jogos, foram cinco vitórias. De acordo com o Oddsshark.com, retorno é de R$ 1,55 a cada R$ 1,00 investido por você nas casas de apostas.

Por que o Seattle Seahawks é azarão?

Na situação de visitante, o Seattle chega para este duelo vindo de uma derrota para o fortíssimo Los Angeles Rams, na Califórnia, porém, venceu em casa o Green Bay Packers por 27 a 24 na abertura da semana 11. Em seis compromissos longe do estado de Washington, foram três resultados positivos e três negativos.

O ataque, sob a liderança de Russel Wilson, é o 20º do ranking. Este atleta tem um braço potente, sendo capaz de fazer cada passe incrível. A verdade é que esperávamos que este QB conseguisse números mais expressivos em relação às jogadas aéreas, que hoje ocupa a 27ª posição da liga. Wilson tem 23 TDs e 5 interceptações. Sabe onde está o problema? Na proteção da linha ofensiva. Ou melhor, a falta dela. Ele já sofreu 32 sacks, é muita coisa, meu amigo!

O setor defensivo, visto como uma grande referência nas temporadas passadas, tem conseguido um melhor destaque nos turnovers, contabilizando 26 sacks, 7 fumbles e 10 interceptações. Contendo corridas e passes, as posição são a 17ª e 12ª da NFL, respectivamente. Segundo o Oddsshark.com, o triunfo visitante está pagando R$ 2,60.

Aposta na diferença de pontos

A vitória dos Panthers por mais de quatro pontos diferença rentabiliza nas apostas R$ 1,83. Já a derrota do Seahawks por até dois pontos eleva o valor para R$ 2,00 para 1.

Meu palpite

Creio na vitória bem apertada do Carolina por dois pontos de diferença em relação ao Seattle.

                                                     Minnesota Vikings x Green Bay Packers

Mais uma duelo da NFC Norte para acompanharmos, às 23h20, horário de Brasília. Em casa, os Vikings medem forças com os rivais dos Packers. Os donos da casa estão na segunda colocação da divisão com 5-4-1, enquanto os visitantes vêm uma posição atrás, tendo o retrospecto de 4-5-1.

Por que o Minnesota Vikings é favorito?

O Minnesota precisa se recuperar da derrota sofrida para o Chicago Bears, fora, por 25 a 20. Para isso, nada como voltar para o lado do torcedor, no US Bank Stadium, onde a equipe conta com o retrospecto de três triunfos e dois reveses.

Um dos duelos aguardados nesta partida vai ser no jogo aéreo. Os Viks contam com o 8º melhor rendimento neste quesito. Eles terão pela frente uma defesa capacidade para pará-los, que ocupa a 5ª colocação da liga. O QB Kirk Cousins está com o retrospecto de 19 touchdowns e 7 interceptações.

A defesa é um dos melhores setores deste time, tanto contra a corrida quanto contra o passe. As colocações no ranking são as 4ª e 6ª, respectivamente. Dá para notar que ela é uma das melhores desta temporada, não é? Outros números interessantes são 32 sacks, 8 fumbles e 10 interceptações. Novamente segundo oOddsshark.com, o Minnesota paga R$ 1,55.

Por que o Grreen Bay Packers é azarão?

Os cabeças de queijo estão sofrendo uma pressão danada com Mike McCarthy no comando técnico. Há quem diga que ele não continua para a próxima temporada. Será? As duas últimas vezes que encararam os Vikings fora de casa, os Packers foram derrotados pelos placares de 23 a 10 e 17 a 14. No encontro de 2018, em Wisconsin, duelo apertado e empate de 29 a 29.

O ataque de Green Bay vem sendo sustentado com os belos passes de Aaron Rodgers, que conseguiu 19 TDs e apenas 1 interceptação. Em compensação, foi sacado 30 vezes. Diante dos defensores agressivos dos Vikings, prevejo problemas. Se a proteção fosse dada, certamente Rodgers não deixaria a equipe apenas na 7ª colocação da liga.

Usar o jogo corrido, que é o 17º da competição, não parece ser a saída, pois vai enfrentar 4ª defesa no quesito. Do outro lado da bola, o panorama também não é fácil, não! O melhor desempenho está no combate aos lançamentos, no 5º lugar da NFL. Só que o adversário tem, como falamos anteriormente, a sua melhor virtude ofensiva. Ou seja, não será tão simples tirar vantagem. O retorno nas casas de apostas dos visitantes é de R$ 2,60, indica o Oddsshark.com.

Aposta em diferença de pontos

A vitória dos Vikings por mais de quatro pontos diferença rentabiliza nas apostas R$ 1,86. Já a derrota dos Packers por até dois pontos eleva o valor para R$ 1,95 para 1.

Meu palpite

Neste duelo, vou de Vitória do Minnesota por mais de quatro pontos, o que faz você ter um rendimento melhor do que um triunfo sem explicitar a diferença na pontuação.

Dica

Para quem ainda não se sente seguro em fazer os seus investimentos por conta própria, os palpites do computador te ajudam a encontrar o melhor caminho, não desperdiçando a sua grana. Os valores dos odds são gerados a partir de análises de algoritmos, com base nos confrontos anteriores, mostrando qual time tem mais chances de levar a melhor em campo. Os índices de acerto são altos.

 

Jogos da semana 12:

Quinta-feira (21 de novembro)

15h30 – Detroit Lions (R$ 2,40) 16 x 23 (R$ 1,62) Chicago Bears

19h30 – Dallas Cowboys (R$ 1,27) 31 x 23 (R$ 3,80) Washington Redskins

23h20 – New Orleans Saints (R$ 1,13) 31 x 17 (R$ 6,25) Atlanta Falcons

Domingo (24 de novembro)

16h – Cincinnati Bengals (R$ 1,60) x (R$ 2,45) Cleveland Browns

16h – Buffallo Bills (R$ 2,50) x (R$ 1,60) Jacksonville Jaguars

16h – New York Jets (R$ 4,50) x (R$ 1,22) New Engand Patriots

16h – Philadelphia Eagles (R$ 1,40) x (R$ 3,10) New York GIants

16h – Baltimore Ravens (R$ 1,16) x (R$ 5,50) Oakland Raiders

16h – Carolina Panthers (R$ 1,55) x (R$ 2,60) Seattle Seahawks

16h – Tampa Bay Buccaneers (R$ 1,55) x (R$ 2,60) San Francisco 49ers

19h05 – Los Angeles Rams (R$ 1,14) x (R$ 6,00) Arizona Cardinals

19h25 – Indianapolis Colts (R$ 1,23) x (R$ 4,25) Miami Dolphins

19h25 – Denver Broncos (R$ 2,45) x (R$ 1,60) Pittsburgh Steelers

23h20 – Minnesota Vikings (R$ 1,55) x (R$ 2,60) Green Bay Packers

Segunda-feira (25 de novembro)

23h20 – Houston Texans (R$ 1,40) x (R$ 3,10) Tennessee Titans

*Estão de bye: Rams e Chiefs.

Texto produzido pela equipe do site Oddsshark.

 

Compartilhe

Comments are closed.