sexta-feira, 17 de maio de 2019

Compartilhe

Patrick Peterson (CB, Arizona Cardinals)

Patrick Peterson sempre foi um dos pilares do Arizona Cardinals. Escolha de primeira rodada no draft de 2011 (11ª escolha geral), o defensive back que brilhava em LSU nos tempos de college não demorou para se destacar em Arizona. Peterson foi titular desde o início da sua carreira, inclusive sendo All-Pro em seu ano de calouro. Desde 2011 são oito Pro-Bowls consecutivos (2011-2018), três seleções como All-Pro (2011, 2013 e 2015), e um reconhecimento absurdo dos seus companheiros de time e da comissão técnica. Peterson foi um mentor para o safety Tyrann Mathieu quando o mesmo estava entrando na liga depois de alguns problemas extracampo em LSU. Os dois jogadores eram as engrenagens de uma secundária versátil, atlética e eficiente que por muito tempo foi um dos pilares da equipe. Depois da saída de Mathieu, Peterson foi mais do que nunca o grande jogador da secundária de Arizona e se o time nunca foi tão vulnerável no jogo aéreo é por causa da presença intimidadora do cornerback.

Cerca de dois meses atrás, alguns rumores indicavam que Patrick Peterson desejaria ser trocado. Com 29 anos e chegando ao final do contrato, tudo indicava que Peterson queria ter uma última chance de conquistar algo em um lugar diferente e não era difícil de imaginar que vários times estariam interessados nos serviços do cornerback. Todavia, na última quinta-feira, 16 de maio, a NFL anunciou que Patrick Peterson estaria suspenso por seis jogos na próxima temporada regular. A punição vem em decorrência do uso de anabolizantes (PED’s em inglês) caso muito semelhante ao que ocorreu com o WR Julian Edelman (New England Patriots) na última temporada. Peterson já se pronunciou em vídeo. O cornerback lamentou a situação e pediu desculpas a todos os companheiros, familiares e etc, além de ter dito que pretende deixar isso para trás e que espera que este episódio não manche sua carreira dentro do esporte. Particularmente, achei bastante coerente. O jogador demonstrou estar abatido e é possível ver que o mesmo está transtornado. Considero a punição justa, embora não concorde com a atitude da liga em punir menos severamente atletas envolvidos em episódios de violência doméstica. É importante lembrar que ainda não sabemos o que será feito com a situação lamentável de Tyreek Hill.

Leia Mais: Corre sangue de mafioso nas veias do irmãos Bosa

Leia Mais: Quem vai pegar o cargo de Rob Gronkowski como melhor TE da NFL?

Patrick Peterson fará uma falta absurda dentro e fora do campo. Quando o Arizona Cardinals selecionou Byron Murphy (Washington) no topo da segunda rodada, havia uma grande expectativa em ver ambos jogadores dentro de campo desde a semana 1. Esta dupla de cornerbacks têm tudo para ser espetacular (na medida do possível), infelizmente vamos ter que esperar até a semana 7 para observamos. A tendência é que o calouro seja muito mais exigido a partir de agora, provavelmente sendo o CB1 da equipe.

Embora não esteja jogando, creio que Patrick Peterson deverá ser o mentor dos defensive backs calouros selecionados no draft (Murphy já citado e Deionte Thompson). A suspensão do jogador não afetas os treinamentos da pré-temporada, logo Peterson terá a oportunidade de ajudar no desenvolvimento do calouros durante a intertemporada. É importante lembrar que Peterson é um dos grandes responsáveis pela volta do cima de Tyrann Mathieu e uma grande parcela do desenvolvimento do jogador vem do respeito que o mesmo possui no vestiário. Peterson sempre foi um grande líder e todos seus colegas de equipe não poupam elogios a sua conduta dentro e fora de campo.

Patrick Peterson (CB, Arizona Cardinals)

É muito decepcionante pensar que um jogador que sempre demonstrou uma enorme ética profissional seja pego numa atitude bastante antidesportiva. Sabemos que Peterson possivelmente não é o único a fazer uso dessas substâncias, mas isso não diminui a frustração. No fim das contas, espera-se que este seja um episódio isolado na carreira brilhante do jogador. Patrick Peterson ficar fora de campo é ruim para os Cardinals e para os que admiram o jogo do cornerback, mas uma conduta errada não pode ficar impune. É torcer para que o jogador volte logo e que possamos presenciar esta secundária promissora estando completa em 2019.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.