sexta-feira, 3 de julho de 2020

Compartilhe

Na medida em que o tempo vai passando, o desejo de todo o grande fã da NFL vai se constituindo, que é a chegada do mês de setembro, com o início da temporada regular. Embora já tenhamos a tabela e até data da apresentação dos times para o início dos trainings camps (final do mês de julho), o cenário pandêmico que estamos vivendo ainda traz vários questionamentos e indefinições sobre o ano da liga.

Particularmente, não tenho dúvidas quanto a realização da temporada, seja ela da maneira como foi, mais curta, com limitações de público ou até mesmo de deslocamento dos times. Isto em razão da importância da liga, seu poder financeiro para, mesmo com todas as dificuldades, ainda realizar os jogos e principalmente por toda a questão contratual envolvida com patrocinadores e a televisão, algo que internamente já deve estar falando muito alto e gerando articulações sobre todos os cenários possíveis.

Leia Mais: Free Agents que ainda podem ajudar muito seu time – EDGE Rushers

Leia Também: Casos de Covid-19 entre atletas ligam o alerta na NFL

É importante destacar as primeiras medidas que vão sendo divulgadas ou mesmo descobertas para esse retorno da NFL e como elas vão impactar não somente para as franquias, mas também aos jogadores. Já não é mais novidade o encurtamento da pré-temporada pela metade, assim como o cancelamento do Hall of Fame Game, contudo, ontem (02/07/2020), a ESPN americana divulgou a impactante informação de que os elencos das franquias devem contar com um número reduzido de jogadores, algo entre 75 e 80 atletas, ao invés do tradicional número de 90, como forma de combate e prevenção ao coronavírus. Enquanto isso, na temporada regular as equipes devem continuar com um roster composto por 53 jogadores, porém, o practice squad, que já havia sido ampliado de 10 para 12 jogadores antes da pandemia, deverá contar, de maneira extraordinária no ano de 2020, com um número variando entre 16 e 20 atletas, a fim de facilitar e promover de maneira mais simples, eventuais substituições necessárias de jogadores com covid-19.

Numa primeira e mais rasa visão, a redução do número de jogadores para o início dos trabalhos em campo pode não ter um grande efeito ou diferença, mas traz um impacto enorme na vida de muitos jovens jogadores. Fatalmente calhará para os jogadores mais jovens, principalmente calouros não draftados, esses cortes inicias, antes mesmo de entrarem em campo para um único treino conjunto com o time que assinaram contrato. Uma realidade que já era dura e demandaria muito esforço nos treinos e jogos de pré-temporada, agora pode ser ceifada antes mesmo do início da caminhada para se tornar de fato jogador profissional. É evidente que tais atletas estarão na alça de mira para integrarem o practice squad da franquia que o contratou, mas ainda assim, numa situação infinitamente mais difícil do que o que normalmente já o é.

É preciso ter a sensibilidade de se colocar na posição e observar o quão valioso é esse momento de pré-temporada para os jogadores mais novos e que sequer foram draftados ou então foram selecionados no final do draft e que naquele momento brigam incessantemente pela oportunidade de fazer parte do elenco final de um time. Apesar de isso ser difícil, não é algo raro de se ver e todos os anos temos exemplos de jovens que despontam nesse momento e conseguem brilhar posteriormente. Agora imaginem a dificuldade e quanto talento pode estar sendo privado simplesmente de se mostrar em um ambiente competitivo e de alto nível, diante dessa possível medida.

Não questiono a postura da NFL com a possiblidade dessa medida, uma vez que nitidamente tem o caráter preventivo e de zelar pela saúde dos atletas, porém, é preciso alertar para o problema que isso possivelmente irá causar na carreira de centenas de jovens jogadores, que a essa altura já foram privados de rookie minicamps e demais atividade das off season voltadas para eles e agora podem não ter mais outras formas de “aparecer e despontar”, podendo até mesmo nem voltarem a ter uma nova oportunidade dentro da liga, algo que deve ser observado e também levado em consideração no futuro de cada um.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.