terça-feira, 1 de março de 2016

Compartilhe

Franchise-Tag-Destaque

Se o dia da abertura do mercado de transferências da NFL for igual ao último dia da aplicação da Franchise Tag nós ficaremos muito felizes. As equipes precisavam decidir até às 18:00 (horário de Brasília) em quem usar ou não a Franchise Tag, uma “garantia” de mais uma temporada com o jogador na franquia. Geralmente, ela é usada para as equipes ganharem tempo e depois renovarem os contratos de atletas que merecem (e quase sempre ganham) uma renovação com valores merecidos. Nesta Offseason, foram dez nomes que receberam essa designação e vão permanecer por pelo menos mais uma temporada em seus respectivos times:

LEIA MAIS: Termos da Free Agency
LEIA MAIS: Valores da Franchise Tag em cada posição

Von Miller (Outside Linebacker) – Denver Broncos

von-miller-top10-broncos

Não é dessa vez que o OLB Von Miller vai para o mercado. Na tarde desta terça-feira, o Denver Broncos utilizou a Franchise Tag para garantir a presença do MVP do Super Bowl 50 por pelo menos mais uma temporada junto à franquia. O atleta era cotado como o primeiro jogador na lista dos melhores Free Agents de 2016 feita pela própria NFL, mas agora receberá um pouco mais de U$ 14M pela próxima temporada de 2016. Com a Franchise Tag destinada ao LB, o QB Brock Osweiler e o DE Malik Jackson estarão livres para receberem propostas no mercado de transferências no próximo dia 09/03.

Josh Norman (Cornerback) – Carolina Panthers

josh-norman

O Carolina Panthers utilizou a Franchise Tag para assegurar por, pelo menos mais um ano, Josh Norman, o principal CB do time Pelas informações da imprensa americana, a franquia continuará trabalhando para acertar um contrato de longa duração com o atleta, mas até então, o jogador receberá a quantia de quase U$ 14M no próximo ano. Norman pode ser considerado o melhor CB da NFL em 2015, onde teve 4 interceptações na temporada (duas retornadas para TD), além de 3 fumbles forçados, 18 passes desviados e uma merecida escolha para o All Pro Team.

Muhammad Wilkerson (Defensive End) – New York Jets

Muhammad Wilkerson

O New York Jets se movimentou para garantir o DE Muhammad Wilkerson por pelo menos mais um ano com a franquia. O jogador tem sido a principal peça da defesa desde que foi selecionado na primeira rodada no Draft de 2011 e vem de sua melhor temporada na carreira com a marca de 12 sacks. Wilkerson era listado como o terceiro melhor Free Agent no ranking da NFL, mas agora vai faturar U$ 15,7M na próxima temporada . Vale lembrar que a franquia ainda não tem um QB garantido para a próxima temporada, já que Ryan Fitzpatrick ficará livre para negociar com qualquer equipe quando o mercado de transferências abrir .

Kirk Cousins (Quarterback) – Washington Redskins

kirk-cousins-nfl-preseason-washington-redskins-cleveland-browns3-850x560

You Like That? Nesta terça-feira, o QB Kirk Cousins recebeu a “non-exclusive Franchise Tag” do Washington Redskins, isso significa que ele pode receber propostas de outros times, mas a equipe tem o direito de igualar a oferta ou receber duas escolhas de primeira rodada no Draft como compensação. Com isso, o jogador vai receber quase U$ 20M na próxima temporada. Cousins teve um ano histórico em 2015, onde quebrou diversos recordes da franquia e aproveitou um mercado inflacionado e sem grandes nomes para conseguir um bom dinheiro.

Eric Berry (Safety) – Kansas City Chiefs

t berry

Depois de ficar fora de grande parte da temporada de 2014 devido a um câncer, Eric Berry se recuperou, voltou com tudo ano passado e se colocou novamente como um dos melhores em sua posição. Chegando ao fim de seu contrato nesta Offseason, o atleta recebeu a Franchise Tag do Kansas City Chiefs e agora vai ficar por lá por pelo menos mais uma temporada. Assim que assinar o acordo, o jogador irá receber por volta de U$ 10,7M pela temporada de 2016 e isso vai dar mais tempo para a franquia negociar um acordo de longa duração com o atleta. Ano passado ele foi escolhido para o Pro Bowl, eleito para o All-Pro Team e venceu o “Comeback Player of the Year”.

Trumaine Johnson (Cornerback) – Los Angeles Rams

trumaine-johnson

Uma das grandes dúvidas do Los Angeles Rams para a próxima temporada estava em sua dupla de CBs: Trumaine Johnson e Janoris Jenkins chegaram ao fim de seus acordos e se tornariam livres para negociarem com qualquer equipe da NFL logo na abertura do mercado de transferências no dia 09/03. A franquia teve que escolher entre um dos dois e colocou a Franchise Tag em Johnson, garantindo assim o atleta no time por pelo menos mais uma temporada. Na próxima temporada ele receberá quase U$ 14M e terá mais tempo para chegar a um acordo de longa duração com o time. Ano passado foram 7 interceptações e 17 passes desviados, números que o colocaram entre um dos ótimos CBs de toda a NFL. Em compensação, o também ótimo Janoris Jenkins deve ir para o mercado semana que vem.

Oliver Vernon (Defensive End) – Miami Dolphins

oliver-vernon

Como vimos, o último dia para a aplicação da Franchise Tag foi agitado, e o Miami Dolphins utilizou a Transition Tag no DE Olivier Vernon. O jogador estava listado como o sexto melhor na lista dos melhores jogadores dessa Free Agency e, se não receber nenhuma outra proposta, receberá quase U$ 13M pela temporada de 2016. A Transition Tag é a oferta de um ano na qual o jogador recebe a média dos dez maiores salários para a sua posição e garante que o time original tenha direito de igualar a oferta de qualquer outro. É o segundo ano em que o Dolphins usa essa opção, ano passado foi assim com o TE Charles Clay, que posteriormente assinou com o Buffalo Bills.

Cordy Glenn (Offensive Tackle) – Buffalo Bills

glenn

Cordy Glenn tem sido um atleta de enorme valor para o time de Buffalo e, no esquema que prioriza o jogo corrido, um jogador como ele ganha ainda mais prestígio. Com a non-exclusive Franchise Tag ele vai receber quase U$ 14M pela próxima temporada, sendo que as duas partes ainda podem negociar um contrato maior até o dia 15 de julho. Outros times podem negociar com o jogador, mas o Bills tem o direito de igualar a proposta, ou então receber duas escolhas de primeira rodada como compensação.

Justin Tucker (Kicker) – Baltimore Ravens

Justin-Tucker

O Baltimore Ravens anunciou na sexta-feira (26) que usou a Franchise Tag no K Justin Tucker, um dos astros da equipe. O valor para a próxima temporada é de U$ 4,5M. Na última temporada, o atleta acertou todos os 29 XPs da franquia e dos sete erros de FGs, seis eram além da marca de 50 jardas. Em sua quinta temporada na NFL o camisa 9 é o segundo Kicker mais preciso da liga, com 87,8% de acerto, atrás somente de Dan Bailey do Dallas Cowboys. A franquia ainda deve negociar uma extensão contratual com o atleta, que deve ficar por lá mais um bom tempo.

Alshon Jeffery (Wide Receiver) – Chicago Bears

alshon-jeffery

O contrato de Alshon Jeffery, principal recebedor do Chicago Bears, chegou ao fim, mas a diretoria do time anunciou que usou a Franchise Tag no atleta e assim o garantiu por pelo menos mais uma temporada. Com isso, o atleta receberá por volta de U$ 14,5M na próxima temporada. Mesmo assim, a franquia e o agente de Jeffery ainda devem se reunir para tentarem fechar um acordo de longa duração. Com a saída do veterano Brandon Marshall para o New York Jets ano passado, ele se tornou o alvo número um do time e mostrou competência para assumir o posto.

Compartilhe

Comments are closed.