segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Compartilhe

Um dos maiores atrativos das partidas de pré temporada é, além de matar a saudade do seu time e do esporte em si, acompanhar o desempenho dos calouros em suas primeiras oportunidades jogando fora do treino. Sim, ainda é só pré temporada. O ritmo de jogo é completamente diferente e muitos dos companheiros de time (assim como adversários) nem irão estar na liga durante a temporada regular. Mas mesmo assim é interessante avaliar como se saíram e nestes primeiros confrontos e abordaremos aqui os destaques positivos nestes 3 dias de jogos.

Sam Darnold (QB do New York Jets)

Em sua estréia Darnold já se colocou na briga para ser o titular do Jets da semana 1 contra o Detroid Lions. O calouro foi um dos grandes destaques em um partida em que a franquia de Nova Iorque amassou o Atlanta Falcons. Foram 13 passes completos em 18 tentados, 96 jardas e 1 touchdown. Mesmo jogando atrás de uma linha ofensiva que não o ajudou, ele demostrou mobilidade e tranquilidade dentro de pocket bagunçado, precisão nos passes em todos os níveis do campo e um braço muito bom. Conseguiu lançar bem também em movimento, como na jogada que resultou em seu primeiro touchdown na liga. Foi o suficiente para o torcedor do Jets entrar em modo “empolgou”.

Baker Mayfield (QB do Cleveland Browns)

Provavelmente a melhor estréia entre todos os calouros, Mayfield já começa a justificar a confiança nele depositada com a primeira escolha geral no Draft deste ano. Em uma noite em que, pasmem, tivemos boas atuações de mais de um quarterback do Brows, o calouro se destacou com 11 passes completados em 20 tentativas, 212 jardas e 2 touchdowns. Mayfield se mostrou extremamente confortável em sua estréia, sendo preciso a noite toda e se movimentando muito bem no pocket. Um de seus touchdowns saiu de um passe colocado em uma janela apertadíssima para Antonio Calaway, em um lugar onde só o recebedor poderia pegar a bola.

Harold Landry (EDGE do Tenesse Titans)

Conseguir selecionar Landry na segunda rodada do Draft foi um real achado para o Tenesse Titans. Cotado por muitos como o segundo melhor pass rusher desta classe, o calouro mostrou em campo o mesmo desempenho promissor que tem mostrado nos treinamentos. Sua explosão na linha de scrimmage e a habilidade de fazer uma curva fechadíssima pelo lado externo do defensor se mostraram contra o Packers, com um sack e um fumble forçado durante a partida.

Shaquem Griffin (LB do Seattle Seahawks)

Quem acompanhou esta intertemporada sabe da história de vida espetacular de Shaquem Griffin. Mas espetacular também foi seu desempenho durante a partida contra o Indianapolis Colts. Em seus quatro primeiros snaps na partida conseguiu 4 tackles, terminando a noite com um total de 9 tackles combinados (melhor marca do jogo), sendo um deles para perdas de jardas. Ainda é cedo para saber se ele conseguirá um lugar fixo na defesa do Seahawks, mas sua velocidade e explosão farão que pelo menos um membro valiosíssimo de times especiais ele seja.

Josh Allen (QB do Buffalo Bills)

Sobre a estréia de Allen, todos se apegaram muito a uma jogada bisonha que ele teve durante a partida, onde não se livrou da bola e acabou aceitando um sack a mais de 15 jardas atrás da linha de scrimmage. Mas poucos falaram que isso aconteceu em uma quarta descida (sendo que caso não completasse a jogada o time entregaria a bola de qualquer forma) e este fato acabou mascarando uma atuação que foi bastante boa. Sim, ele ainda é cru e tem muito a melhorar. Mas durante sua estréia mostrou em diversas situações calma e boa presença no pocket, passes difíceis e em janelas pequenas além do já conhecido braço monstruoso. Como exemplo, seu passe para touchdown, que foi em uma janela minúscula e queimando uma marcação dupla. Isso não quer dizer que ele vai ter sucesso na NFL, porém já foi possível ver evolução em seu jogo.

D.J. Moore (WR do Carolina Panthers)

Sua partida teve um começo bastante tímido. No primeiro quarto, Moore teve apenas uma recepção para 6 jardas. Porém a vigésima quarta escolha geral deste Draft entrou de vez na partida no segundo quarto, adicionando mais 3 recepções para 69 jardas. Mostrou habilidade tanto para quebrar tackles e ganhar jardas após a recepção quanto para fazer ajustes em sua rota, como fez em um passe bem ruim que acabou resultando em uma recepção de 32 jardas. A tendência é que seja um alvo importante para Cam Newton durante a temporada.

Richie James Jr (WR do San Francisco 49ers)

James está bem fora do radar nesta pré-temporada, até por ser uma escolha da sétima rodada deste Draft, mas de qualquer forma chamou muita atenção em sua estréia pelo 49ers. Mesmo com um número moderado de recepções (4 para 46 jardas), James recebeu com sucesso todas as tentativas de passe lançadas em sua direção, todas elas jogando no slot. E ainda garantiu o touchdown que deu a vitória ao 49ers no final da partida. Possuindo boas mãos, bastante agilidade e capacidade de separação (características adoradas por Kyle Shanahan), o calouro começou bem a corrida para uma vaga no elenco final da equipe para a temporada.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Leave A Reply