quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Compartilhe

Continuando nossa cobertura especial sobre o Super Bowl 52, vamos analisar o elenco de Eagles e Patriots para saber quem tem os melhores jogadores em cada posição.

Quem conhece qualquer esporte coletivo sabe que nem sempre a equipe com os melhores atletas é necessariamente o melhor TIME. O objetivo aqui não eleger o melhor time, mas ao invés disso olhar os pontos fortes (e os não tão fortes) desses dois grandes times.

Vamos começar então pela posição mais importante do esporte e aqui não há nenhuma dúvida de quem leva a vantagem.

QUARTERBACKS

Ter o melhor QB é certamente a maior vantagem que você pode ter sobre um adversário. Principalmente quando o seu QB é um Hall da Fama em atividade chamado Tom Brady e o QB do seu adversário é o reserva improvável que estava cogitando desistir da carreira e se aposentar na última offseason.

Mas justiça tem que ser feita com Nick Foles que fez um grande jogo contra uma das melhores defesas da NFL, batendo o  Vikings de forma contundente na final da NFC. Outra partida parecida aumentaria muito as chances do Eagles nesse jogo.

Vantagem: PATRIOTS


RUNNING BACKS

Esses dois backfields são muito parecidos na medida que rodam bastante as oportunidades entre três nomes, mas há uma diferença sutil nos componentes que esses RBs adicionam a cada time. O Patriots tem mais qualidade de recepção, já que James White e Rex Burkhead tem boas mãos e correm ótimas rotas e Dion Lewis também consegue ser bem explosivo depois do passe. Patriots ainda conta com o FB James Develin, usado majoritariamente para abrir caminho para os companheiros de backfield.

Pelo lado do Eagles, há mais força para correr pelo meio e quebrar tackles em campo aberto. Jay Ajayi e LeGarrette Blount é uma dupla que consegue desgastar uma defesa ao longo da partida. Já Corey Clement é o ás na manga de Doug Pederson, ele desempenha um papel importante na redzone e frequentemente está presente nas jogadas mais cruciais do time, atuando como um recebedor mais explosivo que os demais.

Vantagem: EMPATE


WIDE RECEIVERS

Pelo lado do Patriots: Brandin Cooks, Chris Hogan e Danny Amendola são os principais nomes. Há uma boa versatilidade, já que Cooks consegue esticar mais o campo, permitindo que Hogan e Amendola trabalhem no meio do campo. Phillip Dorsett é o quarto WR, ele é mais um velocista que pode dobrar com Cooks quando o time estiver realmente querendo explorar o fundo do campo. Cooks e Amendola vem em uma fase espetacular, mas é bom ficar de olho no Hogan também, que lidou com algumas lesões nesse ano, mas é uma das armas favoritas de Brady na red zone.

Já o Eagles conta com Alshon Jeffery como o grande destaque do grupo, o jogador que chegou pela Free Agency ajudou muito na transformação no ataque de Philadelphia. Torrey Smith é outro que chegou na última offseason e vem de um grande jogo contra o Vikings. Ele é um dos jogadores do Eagles que já tem um anel de Super Bowl, de quando jogava com o Ravens. E o terceiro nome que cabe ressaltar aqui é Nelson Agholor. O ex-bust teve finalmente uma temporada em que conseguiu dar indícios do motivo de ter sido escolhido no primeiro round do Draft de 2015. Um slot receiver perigoso que teve uma boa porções de big plays no ano.

Vantagem: PATRIOTS


TIGHT ENDS

Curiosamente as armas mais perigosas dos dois times são seus TEs. Pelo lado do Patriots, Gronk é o melhor da liga e se for liberado da concussão (como muito provavelmente será), deverá ser o grande foco do plano defensivo do Eagles. O Patriots eventualmente usa Dwayne Allen e Jacob Hollister, mas o que faz a diferença mesmo aqui é Rob Gronkowski.

Ertz por sua vez fez um grande ano e se consolidou como um dos melhores TEs da liga. Sua presença requer atenção redobrada da defesa do Patriots e muitas vezes vai requerer marcação dobrada também. Principalmente na red zone. Acredito que o Eagles tenha até mais qualidade nos seus TEs reservas: Trey Burton e Brent Celek deverão ver suas parcelas de jogadas e tiveram contribuições significativas durante a temporada.

Vantagem: PATRIOTS


LINHA OFENSIVA

A linha ofensiva do Patriots fez um trabalho muito consistente ao longo do ano. O LT Nate Solder é o jogador mais experiente da unidade que vai ter mais um grande desafio, depois de lidar com o pesado pass rush do Jaguars. Joe Thuney, David Andrews e Shaq Mason também fazem uma grande temporada no miolo da Linha. O maior problema do time é na posição de RT desde que Marcus Cannon se lesionou. Cameron Fleming e LaAdrian Waddle tem se revezado na posição.

O Eagles também sofreu com uma lesão importante na sua linha depois de perder Jason Peters e seu substituto (Halapoulivaati Vaitai) também é o ponto fraco de uma Linha que é excelente. Inclusive o site analítico Pro Football Focuspremiou a Linha do Eagles como a melhor da NFL esse ano. O grande destaque é o C Jason Kelce, possivelmente o melhor center da NFL em 2017. O lado direito da OL também é muito forte com a dupla Brandon Brooks de guard e Lane Johnson que se consolidou como um dos melhores RTs da liga.

Vantagem: EAGLES


LINHA DEFENSIVA

E aqui é a maior vantagem do Eagles em todas as categorias que vamos comparar, de uma ponta à outra da linha, não há muito o que ser discutido. A defesa do Patriots como um todo tem muito pouca grife, mas fez um trabalho espetacular pressionando Marcus Mariota e posteriormente Blake Bortles. Trey Flowers é o pass rusher mais confiável, Malcom Brown e Lawrence Guy ocupam o meio da linha, enquanto muitos outros pouco conhecidos como Ricky Jean François, Eric Lee e Deatrich Wise rodam bastante no decorrer dos jogos. O DT calouro Adam Butler é um bom nome para ficar de olho no futuro, ele consegue bastante penetração no meio da linha, pressionando o QB adversário com frequência.

Já o time de Philadelphia tem quatro jogadores muito acima da média ao longo da linha. Podemos começar por Fletcher Cox, um dos melhores DTs da atualidade que é praticamente impossível de ser parado por um só bloqueador. E colocar uma marcação dupla no Cox é um perigo, pois você provavelmente vai deixar caras como Brandon Graham, Vinny Curry, Chris Long e Derek Barnett em marcação individual. Timmy Jernigan também faz um grande trabalho fechando o meio da linha ao lado de Cox e o resultado disso foi a defesa que menos cedeu jardas corridas na temporada regular.

Vantagem: EAGLES


LINEBACKERS

O nome mais pesado no corpo de Linebackers do Patriots é definitivamente James Harrison. O problema aqui é que ele já está próximo dos seus 90 anos de idade e não tem mais o pique de ser eficiente em todas as descidas. Kyle Van Noy que veio a preço de banana em uma troca com o Lions tem um papel importante dentro do esquema e Elandon Roberts é o segundo anista que ganhou mais espaço com a perda de Hightower no início do ano. O front seven do Patriots é certamente o calcanhar de aquiles do time em termos de talento dos jogadores.

O Eagles aqui também tem uma concentração de talentos melhor que a do Patriots. Nigel Bradham vem fazendo uma temporada impecável, inclusive contribuindo eventualmente na defesa aérea e ao seu lado conta com Mychal Kendricks, um LB que sempre se destacou por trabalhar muito bem cobrindo a corrida. Os dois vão ter um papel importante no duelo com os RBs do Patriots no meio do campo. E na rotação, Daniel Ellerbe traz a experiência de ter vencido um SB com o Ravens, tendo tido um grande destaque naquela campanha.

Vantagem: EAGLES


CORNERBACKS

Esse é outro setor que vejo os dois times em patamares parecidos. Os corners do Patriots tiveram um ano mais turbulento, Stephon Gilmore demorou a se encaixar no esquema e tende a alternar ótimos jogos com algumas falhas grotescas. Junto de Malcolm Butler forma uma dupla bem acima da média da NFL. Eric Rowe (ex-Eagles) é o CB encarregado de marcar os Slot WRs adversários e vem fazendo um bom trabalho ali.

No lado do Eagles o trio principal consiste em Jalen Mills, Patrick Robinson e Ronald Darby. Darby perdeu boa parte da temporada lesionado e esse foi um dos motivos para que a defesa do Eagles fosse muito melhor marcando RBs do que WRs. Cabe destacar o trabalho que Robinson está fazendo esse ano, especialmente marcando os slot receivers.

Vantagem: EMPATE


SAFETIES

Mais uma disputa pesadíssima entre pontos muito fortes das duas defesas. Do lado do Patriots, Devin McCourty é um dos melhores da NFL e Patrick Chung também faz um ano excelente. Chung costuma jogar mais próximo aos LBs, inclusive passou o jogo quase todo contra o Jaguars lá. É importante que ele tenha essa versatilidade para atuar de diferentes maneiras, mas nesse jogo é possível que ele tenha uma maior responsabilidade em conter Ertz. Duran Harmon é a terceira peça mais importante nesse grupo, quando ele entra em campo, tende a tomar conta do fundo do campo, deixando muitas vezes McCourty e Chung mais adiantados.

Com todas as qualidades dos safeties do Patriots, a dupla do Eagles não deixa a desejar. O FS é Rodney McLeod, que fez sua segunda temporada muito boa desde que chegou ao Eagles e o grande veterano e destaque do grupo é Malcolm Jenkins, o SS faz um trabalho espetacular no jogo corrido e também vai ter a responsabilidade de acompanhar Gronk em vários momentos da partida. O veterano Corey Graham é mais um nome do Eagles que foi campeão do Super Bowl pelo Ravens. Na época ele era CB, mas fez uma transição muito boa para safety nessa reta final de sua carreira.

Vantagem: EMPATE


ESPECIALISTAS

Depois de Tom Brady, Gostkowski é o jogador do Patriots com o maior número de participação em Super Bowls, foram 4, essa experiência pode pesar bastante em um jogo dessa magnitude. Belichick também tem uma preferência histórica por punts canhotos que é algo curioso de se analisar. A diferença do “pé bom” do kicker influência na direção que a bola vai rotacionar e consequentemente na direção dessa bola ao bater no chão. Por mais bobo que isso possa parecer, os punts de Ryan Allen vez ou outra pega os retornadores desprevenidos.

Do lado do Eagles, Jake Elliott fez uma temporada muito boa para um calouro que só foi acionado por causa de uma lesão do titular na semana 2. Ao longo do ano ele fez alguns chutes inacreditáveis e errou outros que era para ter feito. Nos últimos anos Gostkowski também tem cometido mais erros do que estava acostumado anteriormente, mas ainda assim é mais consistente e a experiência de muitos outros Super Bowls pesa nessas horas. Donnie Jones tem números muito parecidos com Ryan Allen nessa temporada, mas no conjunto da obra, o time de especialistas do Patriots leva uma vantagem.

Vantagem: PATRIOTS


CONCLUSÃO

Os dois times têm pouquíssimos buracos e não é atoa que estão no Super Bowl. A comparação proposta nessa matéria chega a uma constatação que o Patriots leva uma vantagem significativa no ataque, especialmente na posição mais importante de todas. Já o Eagles tem muito mais talento que o Patriots concentrado na defesa, especialmente no front seven, onde a diferença de talento dos dois times é bem significativa.

É curioso que o Patriots tem um HC com vocação defensiva e tem o melhor ataque, já o Eagles tem um HC com mentalidade ofensiva e possui a melhor defesa. Mas isso de forma alguma quer dizer que a defesa do Patriots é ruim e nem tampouco que o ataque do Eagles é péssimo, apenas não são os pontos mais fortes de dois times bem redondos.

E você aí da poltrona, concorda com as análises? Quero saber a opinião de vocês sobre quem tem os melhores jogadores nessa disputa. Deixa aí nos comentários para a gente continuar essa conversa.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

5 Comentários

  1. Discordo de RB – Eagles são melhores. TE – O correto seria empate. WR – Empate tbm. Especialistas – Empate de novo.

  2. Wr apenas o Jeffrey é melhor q oa dos Pats, de resto nada e por isso o empate. TE o Gronk é de longe o melhor da liga então como ter empate? Ertz fez um bom ano, apenas um. E RB acho discutível, são uns corpos bem diversificados, oq pesa pro Pats é ter o segundo melhor FB da liga e ter RB que recebem melhor.

  3. Smith e Jeffery e Agholor se equivalem a Cooks e Amendola e Hogan. Deveria ser empate mas na matéria deu vantagem Patriots. Ertz fez 1 bom ano? kkkk. Gronk é realmente o melhor da liga mas Ertz é um dos top 5 e na matéria ele diz que os outros TE do Eagles são melhores ou seja o certo era empate. RBs tem a corrida como principal e caracteristica que pese mais em um desempate… não receber… e os do Eagles tem tanto corridas fortes, como rapidas lateralmente alem do Clement ser um ótimo recebedor tbm.

  4. VictorMachado1998 on

    Não entendi a comparação do Kenjon Barner com o Ryan Allen, já que o Barner é retornador e o Allen é punter.

Leave A Reply