quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana de NFL completada, a temporada definitivamente está a pleno vapor e antes de olhar adiante, vamos conferir os novatos que mais se destacaram na quarta rodada, seja de modo positivo ou negativo, mas impactando diretamente em campo para seus respectivos times.

BRILHARAM

Ataque

WR A.J. Brown (TEN): 3 recepções para 94 jardas e 2 TDs.

51ª escolha geral (2ª rodada)

A.J. Brown fazendo a recepção de seu segundo TD na partida contra o Falcons.

Depois de uma excelente estreia e de dois jogos onde foi mais tímido e não participou tanto assim, A.J. Brown voltou a aparecer muito bem nessa semana e explodiu no jogo contra o Falcons anotando os dois primeiros touchdowns de sua carreira. O calouro mostrou um pouco daquilo que tanto chamava atenção ainda no College, seu polimento correndo rotas e a capacidade de ganhar jardas após a recepção, sendo fundamental na partida para a vitória do Titans. Com Mariota tendo um bom ano até aqui e a inconsistência permanente de Corey Davis em sua produção, já está na hora de Brown ganhar mais snaps e ter a oportunidade de impactar ainda mais no ataque desse time, tendo a o potencial para ser de fato o fator que faltava no jogo aéreo de Tennessee.

Leia Mais: Destaques e Decepções: 95 pontos em L.A. e a queda de invictos

Leia Também: Rastreando Draftados – Terry McLaurin é a boa notícia da temporada do Redskins

QB Gardner Minshew (JAX): 19 de 33 passes completos para 213 jardas e 2 TDs, além de 1 tentativa de corrida para 2 jardas.

178ª escolha geral (6ª rodada)

QB Gardner Minshew conseguiu sua segunda vitória como titular

Minshew magic atacou novamente e comandou uma grande virada para o Jaguars, fora de casa e contra o Denver Broncos e sua forte defesa, que se não está tão bem assim, ainda possui peças importantes e que complicaram muito o jogo. Embora essa nem tenha sido a melhor partida do QB novato na temporada em termos estatísticos, chamou muita atenção o modo como ele se comportou, controlou o jogo e foi um verdadeiro líder para a equipe até concretizar a virada no placar nos últimos instantes. Ainda é cedo para falar, porém, até esse momento, nenhum outro QB calouro mostrou tanta consciência e inteligência para jogar, com Minshew já sendo um fortíssimo candidato ao prêmio de calouro ofensivo do ano. A equipe de Jacksonville terá um bom problema para enfrentar quando Nick Foles se recuperar de sua lesão.

Menções honrosas: QB Daniel Jones (NYG), WR Diontae Johnson (PIT), RB Miles Sanders (PHI), RB Josh Jacobs (OAK), RB Ryquell Armstead (JAX), WR Miles Boykin (BAL), TE T.J. Hockenson (DET), TE Noah Fant (DEN), TE Foster Moreau (OAK), G Dalton Risner (DEN), G Elgton Jenkins (GB) e C Erik McCoy (NO).

Defesa

LB Devin Bush (PIT): 9 tackles totais, 3 TFL, 1.0 sacks e 1 passe desviado.

10ª escolha geral (1ª rodada)

LB Devin Bush sackando o QB Andy Dalton em sua dominante apresentação na última segunda-feira

Tudo bem que foi contra o Cincinnati Bengals, que está numa temporada complicada e teve um desempenho pífio no último Monday Night Football, principalmente de sua linha ofensiva e ataque, mas Bush não tem nada a ver com isso e passou por cima de quem estava pelo seu caminho na partida. O jogador começa a justificar o preço pago pelo Steelers para subir no Draft até a décima posição e escolhê-lo, vindo com uma boa sequência de jogos, produzindo e ajudando tanto na cobertura do meio do campo, como parando o jogo terrestre ou efetuando Blitzes. A essa altura já desponta como um dos grandes concorrentes ao prêmio de calouro defensivo do ano.

LB Ryan Connelly (NYG): 5 tackles totais, 1 TFL, 1.0 sack, 1 passe desviado e 1 interceptação.

143ª escolha geral (5ª rodada)

Momento em que Ryan Connelly é retirado de campo lesionado.

Aqui uma história com um misto de alegria e muita tristeza em seu final, pois Ryan Connelly vinha sendo uma surpresa positiva para a defesa do New York Giants, já que ganhou mais oportunidades, inclusive de ser titular, por necessidade e vinha atuando muito bem, como nesse último jogo contra o Redskins, em que o novato vindo de Wisconsin fez um pouco de tudo, dando sack, distribuindo tackles e conseguindo uma interceptação pelo segundo jogo consecutivo. Contudo, Connely rompeu o ligamento do joelho (ACL) e está fora do restante da temporada, encerrando o conto de fadas vivido brevemente em 2019 pela escolha de 5ª rodada do Giants. Agora resta ao linebacker trabalhar na recuperação para mostrar que pode continuar nesse nível em 2020.

Menções honrosas: OLB Brian Burns (CAR), S Khari Willis (IND), OLB Oshane Ximines (NYG), EDGE Chase Winovich (NE), CB Byron Murphy (ARI), LB Quincy Williams (JAX), OLB Malik Reed (DEN), DT Jerry Tillery (LAC) e DE Maxx Crosby (OAK).

DECEPCIONARAM

WR D.K. Metcalf (SEA): 1 recepção para 06 jardas.

64ª escolha geral (2ª rodada)

D.K. Metcalf não conseguiu ser um fator contra o Arizona Cardinals.

Depois de um começo forte de temporada, sendo acionado com frequência e mostrando boa sintonia com Russel Wilson, Metcalf esteve mais discreto em seus últimos jogos, sobretudo neste último, onde o jogador praticamente desapareceu em Arizona, recebendo apenas 1 passe dos 04 que foram lançados em sua direção. É natural a oscilação de recebedores calouros e ainda veremos muitos altos e baixos do jogador ao longo dessa temporada. Como crítica ou alerta, está o fato do novato ter apenas 10 recepções em 23 alvos de passes, taxa baixa e que pode resultar num afastamento natural de Metcalf em algumas partidas, tal qual como essa, onde também foi bem marcado, merece essa ressalva.

T Tytus Howard (HOU).

23ª escolha geral (1ª rodada)

Offensive tackle Tytus Howard sofreu na partida contra o Carolina Panthers.

A partida contra o Carolina Panthers foi muito complicada não apenas para o rookie right tackle, como para toda a OL do Texans que continua tendo um desempenho fraco e comprometendo bastante a produtividade ofensiva do time. Foram 6 sacks cedidos, 10 QB hits e muita pressão chegando o tempo todo em cima de Deshaun Watson, principalmente no lado direito e em cima de Howard. O jogador tem muito potencial técnico e principalmente físico, porém, está sofrendo um pouco no início da carreira por já ter que queimar etapas e aparecer como titular, ainda sem o tempo suficiente para uma melhor maturação e amadurecimento de seu jogo. Como atenuante está o fato de ter enfrentado um front seven forte e que está jogando muito bem, mas vale ficar de olho na evolução do jogador e se ele consegue elevar seu nível nos próximos confrontos.

Menções desonrosas: QB Dwayne Haskins, WR Marquise Brown (BAL), DT Dexter Lawrence (NYG).

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.