sábado, 17 de outubro de 2020

Compartilhe

Em uma rodada onde particularmente tivemos várias atuações de destaque por parte dos calouros, vamos conferir quais chamaram mais atenção, assim como aqueles que decepcionaram, com o Rastreando Draftados da semana 5 da NFL:

BRILHARAM

Ataque

WR Chase Claypool (PIT): 7 recepções para 110 jardas e 3 TDs; 3 tentativas de corrida para 6 jardas e 1 TD.

49ª escolha geral (2ª rodada)

Chase Claypool é o primeiro novato da história da NFL a marcar pelo menos 3 touchdowns recebidos e 1 touchdown corrido em um único jogo. Tal fato já diz muito sobre o quão impactante e histórica foi sua atuação, mas além disso, o recebedor mostrou que está muito mais além da sua formidável combinação de tamanho e velocidade, transparecendo o quanto já evoluiu correndo rotas e em seu realease, algo que deve ser celebrado e ter o mérito dividido com o Pittsburgh Steelers e sua comissão, que tão bem consegue desenvolver jovens recebedores.

O WR calouro ainda chegou a anotar seu quinto TD, mas ele foi anulado com uma falta um tanto quanto duvidosa de interferência de passe ofensiva, o que só reforça como conseguiu ser dominante e foi particularmente mortal quando alinhado no slot, tendo a cobertura por vezes de LBs. Seu papel no ataque do Steelers deve continuar a aumentar, principalmente com Diontae Johnson lidando com problemas físicos. Claypool tem a luxuosa companhia de alguns jogadores Hall da Fama com o feito de anotar 4 TDs como novatos, dentre eles Gale Sayers, Emmith Smith e Jim Brown.

Leia Mais: Ep #6 NFL – Tática Liga dos 32

Leia Também: Power Ranking Liga dos 32 – Semana 5

QB Justin Herbert (LAC): 20 de 34 passes completos para 264 jardas e 4 TDs; 4 tentativas de corrida para 8 jardas.

6ª escolha geral (1ª rodada)

A vitória no fim não veio, mas foi muito mais por um detalhe, do tipo dos muitos que tem acontecido com o Chargers nos últimos anos, do que por demérito de Justin Herbert. Pelo contrário, o calouro fez sua parte e efetivamente conseguiu colocar o time em posição de conquistar a vitória diante do New Orleans Saints, mas o kicker Michael Badgley acabou errando o chute decisivo que daria a vitória ao time da Califórnia.

A partida de Justin Herbert não deixa de ser menos impressionante pelo resultado final, pois enfrentando uma boa defesa, o novato conseguiu ótima produção, mostrou boa presença de pocket, paciência e muita evolução na progressão de suas leituras, além do habitual e natural talento de seu poderoso braço. Se levarmos em consideração a fraquíssima atuação da OL do time de Los Angeles e ainda todos os desfalques no ataque, incluindo o do WR Keenan Allen logo no início da partida, o desempenho de Herbert se torna ainda mais impactante e merece ser muito celebrado. O novato oriundo de Oregon briga forte pelo prêmio de calouro ofensivo do ano.

Menções honrosas: RB Jonathan Taylor (IND), RB J.K. Dobbins (BAL), WR CeeDee Lamb (DAL), WR Henry Ruggs (LV), WR Laviska Shenault (JAX), WR Collin Johnson (JAX), WR Tyler Johnson (TB), G Damien Lewis (SEA) e T Jedrick Wills Jr. (CLE).

Defesa

LB Patrick Queen (BAL): 9 tackles totais, 1.0 sack, 1 fumble forçado, 2 fumbles recuperados e 1 touchdown defensivo.

28ª escolha geral (1ª rodada)

O linebacker Patrick Queen foi uma presença absolutamente dominante e destrutiva na partida contra o Cincinnati Bengals, se fazendo presente por todo o campo e atormentando a vida de seu ex-companheiro de LSU Joe Burrow. O calouro liderou o time em tackles e ainda conseguiu realizar um “strip sack”, forçando e recuperando fumble, tendo conseguido ainda recuperar um segundo fumble, dessa vez forçado por Marlon Humphrey, onde o retornou por 53 jardas até a end zone, anotando o primeiro touchdown de sua carreira. Muito eficaz e extremamente perigoso nas situações de blitz, o jogador está cada vez mais à vontade na defesa do Ravens e além da titularidade, começa a exercer um papel de liderança e protagonismo que sem dúvidas o coloca como um forte candidato ao prêmio de calouro defensivo do ano.

S Jordan Fuller (LAR): 4 tackles totais e 2 passes desviados.

199ª escolha geral (6ª rodada)

Aug 22, 2020; Inglewood California, USA; Los Angeles Rams safety Jordan Fuller (32) during a scrimmage at SoFi Stadium. Mandatory Credit: Kirby Lee-USA TODAY Sports

Em se tratando de novatos que jogam na defesa, Jordan Fuller é uma das maiores surpresas da temporada até aqui, pois além de ganhar a posição de titular no Los Angeles Rams, superando a qualificada concorrência de Taylor Rapp, o jogador vem atuando em alto nível e mostrando que pode realmente ter sido um achado no draft da equipe. Na última partida contra Washington, teve uma de suas melhores atuações até aqui, conseguindo 4 tackles totais, 2 passes desviados e permitindo apenas uma recepção para 8 jardas, nas 3 bolas lançadas em sua direção. No entanto, nem tudo foi alegria para Fuller, que sofreu uma lesão no pescoço e acabou sendo colocado na IR, onde ficará afastado, no mínimo, pelos próximos três jogos.

Menções honrosas: DT James Lynch (MIN), DT Larrell Murchison (TEN), LB Willie Gay (KC), LB Logan Wilson (CIN), LB Akeem Davis-Gaither (CIN), CB Jaylon Johnson (CHI), CB Darnay Holmes (NYG), S Antoine Winfield (TB), S Jeremy Chinn (CAR) e S Daniel Thomas (JAX),

DECEPCIONARAM

QB Joe Burrow (CIN): 19 de 30 passes completos para 183 jardas e 1 interceptação; 3 tentativas de corrida para 10 jardas; 2 fumbles sofridos.

1ª escolha geral (1ª rodada)

Nada funcionou ou deu certo para Burrow no confronto contra o Baltimore Ravens e é bem verdade que grande parte desse insucesso se deve ao excelente desempenho da defesa adversária, que não deixou o QB calouro sossegar um único instante. Contudo, não dá para eximir a parcela de culpa do próprio jogador e também de sua linha ofensiva, talvez a grande vilã em todo o jogo. Burrow foi pressionado em mais de 50% de seus dropbacks e teve uma média de apenas 1,6 jardas por tentativa nessas situações, o que nitidamente mostra como foi difícil conseguir jogar assim. Apesar disso, o jogador tem que proteger melhor a bola e evitar sofrer turnovers, principalmente quando tenta escapar do pocket, ponto que tem chamado atenção negativamente.

CB Cameron Dantzler (MIN): 5 tackles totais.

89ª escolha geral (3ª rodada)

A missão de enfrentar o ataque do Seahawks comandado por Russel Wilson era ingrata não somente para o calouro, mas para toda a defesa do Vikings, que assim como o próprio jogador, começou bem e conseguiu segurar o ímpeto do adversário no primeiro tempo. Porém, depois do intervalo tudo mudou e Dantzler sofreu demais na marcação de D.K. Metcalf, permitindo além de um touchdown, uma conversão chave de quarta descida, crucial para o resultado partida. Ao todo foram 91 jardas permitidas, 1 TD e um passer rating de 119,9 quando foi alvejado. O início da jornada de Cameron Dantzler na NFL não tem sido nada fácil e o calouro tem deixado a desejar, mas com seu talento e potencial pode e deve dar a volta por cima.

Menções desonrosas: G Cesar Ruiz (NO), DE K’Lavon Chaisson (JAX), LB Tae Crowder (NTG) e CB Lamar Jackson (NYJ).

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Leave A Reply