quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Compartilhe

Quarta-feira é dia de conferir aqui no Rastreando Drafatdos os novatos que mais se destacaram na última semana na NFL, seja de modo positivo ou negativo, mas que de alguma forma impactaram dentro de campo para seus times. Vamos então aos novatos que fizeram barulho nessa rodada.

BRILHARAM

Ataque

QB Drew Lock (DEN): 22 de 27 passes completos para 309 jardas, 3TDs e 1 Int.; 3 tentativas de corrida para 15 jardas.

42ª escolha geral (2ª rodada)

Segunda partida como quarterback titular e a segunda vitória conquistada, o começo não poderia ser melhor e mais animador para Drew Lock e o Denver Broncos. Contra o Houston Texans uma grande atuação do calouro, surpreendendo a todos e garantindo não somente a vitória, como exercendo também uma dominação sobre a defesa do Texans. Lock completou 81,5 % de seus passes (22 de 27), lançando para 309 jardas e 3 touchdowns, alcançando um passer rating de 136.0. De quebra, ainda se tornou o primeiro QB calouro a passar para pelo menos 300 jardas e 3 touchdowns em sua primeira partida como visitante na carreira na era Super Bowl. Ainda é cedo, mas o QB produto de Missouri vai mostrando que tem condições e ferramentas para se desenvolver e poder ser realmente o futuro do Denver Broncos, contudo, é preciso ter paciência e se ter na mente que o jovem ainda é um grande projeto inacabado e que está sujeito a alguns erros bobos, como a feia interceptação lançada na mesma partida.

Leia Mais: Mesa Redonda – NFC Oeste, Carolina Panthers e mais…

Leia Também: Rastreando Draftados – Devin White avassalador e ED Oliver dominante

WR A.J. Brown (TEN): 5 recepções para 153 jardas e 2 TDs; 1 tentativa de corrida para 13 jardas.

51ª escolha geral (2ª rodada)

Dinâmico, explosivo, imparável, decisivo, são todos adjetivos que poderiam facilmente ser empregados para qualificar a atuação de A.J. Brown contra o Oakland Raiders. O Tennessee Titans nesse momento é uma das equipes mais quentes de toda a NFL e Brown é parte direta nisso, despontando como o principal e mais acionado recebedor do time desde que Ryan Tannehill se tornou o titular, deixando um pouco de lado a irregularidade apresentada no início da temporada, tendo conseguido pelo menos 80 jardas recebidas em três dos últimos cinco jogos. As 153 jardas aéreas de domingo foi sua melhor marca até aqui, com o calouro mostrando do que é capaz com a bola nas mãos e ganhando muitas jardas após a recepção, com cortes e tackles quebrados. Se o ataque do Titans já era extremamente produtivo e perigoso correndo com a bola, a franquia parece ter conseguido o playmaker (projeto) que faltava para também ser efetivo no jogo aéreo, junto do novo quarterback.

Menções honrosas: QB Devlin Hodges (PIT), RB Devin Singletary (BUF), RB Miles Sanders (PHI), RB Patrick Laird (MIA), RB Kerrith Whyte Jr. (PIT), RB Alexander Mattison (MIN), WR Darius Slayton (NYG), WR Diontae Johnson (PIT), WR Deebo Samuel (SF), WR Terry McLaurin (WAS), WR D.K. Metcalf (SEA), WR Olamide Zaccheaus (ATL), WR Deonte Harris (NO), WR Olabisi Johnson (MIN), TE Noah Fant (DEN), TE Foster Moreau (OAK), TE Jesper Horsted (CHI), G Dalton Risner (DEN), G Elgton Jenkins (GB) e C Erik McCoy (NO).

Defesa

DT Jeffery Simmons (TEN): 05 tackles totais, 2 TFL e 1.0 sack.

19ª escolha geral (1ª rodada)

Mais um jogador do Titans, mais uma escolha alta da equipe no Draft de 2019, fato que elucida bem como o time vem colhendo os frutos pelo bom processo de recrutamento que fez. Jeffery Simmons teve mais um excelente jogo e vai se solidificando como peça importantíssima da linha defensiva de Tennessee, auxiliando não apenas a conter o jogo terrestre como a estabelecer pressão pelo miolo da linha. O calouro conseguiu seu segundo sack na temporada e ainda teve dois tackles para perdas de jardas, um deles numa 3ª descida muito importante, parando o time de Oakland já próximo a end zone.e forçando a quarta descida. Simmons tem tudo para continuar seu desenvolvimento e se estabelecer como um dos principais jogadores de defesa da equipe com o passar do tempo.

 

CB Deandre Baker (NYG): 1 tackle total e 3 passes desviados.

30ª escolha geral (1ª rodada)

No geral, Deandre Baker vem sofrendo muito em sua temporada de estreia e sendo amplamente criticado por atuações muito abaixo da média e expectativa, para um jogador selecionado na primeira rodada. Todavia, o cornerback aos poucos vem conseguindo melhorar e mostrar um pouco de seu potencial e talento, tendo feito um ótimo jogo no último Monday Night Football diante do Philadelphia Eagles, onde permitiu apenas uma única recepção nas cinco bolas que foram lançadas em sua direção, conseguindo desviar três passes. Por mais que o ataque aéreo do Eagles esteja enfraquecido e a qualidade de seus WRs sejam questionáveis, não se pode diminuir a boa performance de Baker e como ele vem respondendo bem após um começo difícil, onde esteve inclusive várias vezes como decepção aqui em nossa coluna. Com sua atuação, o calouro obteve uma das notas mais altas do PFF para jogadores de sua posição na última semana com 86,7.

Menções honrosas: DE Nick Bosa (SF), OLB Oshane Ximines (NYG), OLB Jaylon Ferguson (BAL), OLB Andrew Van Ginkel (MIA), DT Shy Tuttle (NO), DT Dexter Lawrence (NYG), LB Devin White (TB), LB Jahlani Tavai (DET), LB Cole Holcomb (WAS), LB Drue Tranquil (LAC), LB Germaine Pratt (CIN), S Kahri Willis (IND), S Taylor Rapp (LAR), S Sheldrick Redwine (CLE), S Julian Love (NYG) e CB Nik Needham (MIA).

DECEPCIONARAM

QB Gardner Minshew (JAX): 24 de 37 passes completos para 162 jardas e 1 TD; 6 tentativas de corrida para 31 jardas.

178ª escolha geral (6ª rodada)

A Magia não voltou. Iniciando sua primeira partida como titular após o retorno de Nick Foles e sua colocação como reserva, Minshew pouco fez e produziu para tentar mudar o panorama do Jacksonville Jaguars na partida contra o Chargers e, por conseguinte, na temporada. Assim, após mais uma derrota feia a equipe de Jacksonville praticamente não tem mais aspirações na temporada e faz valer o seu comportamento passivo que mostra exatamente isso. Apesar ter tido um jogo “limpo”, sem turnovers, foi muito pouco para aquilo que era esperado e que Minshew até mesmo já mostrou nessa temporada. Ainda assim, é preciso paciência e crédito com o garoto, já que ao que tudo indica, no primeiro momento, ele vai mesmo ser a aposta do time para o futuro.

Menções desonrosas: WR Marquise Brown (BAL), WR Parris Campbell (IND), DT Quinnen Williams (NYJ), DE Clelin Ferrell (OAK), LB Devin Bush (PIT)

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.