sábado, 3 de outubro de 2020

Compartilhe

Sábado, que tradicionalmente é o dia do College, também é dia de ver quais calouros mandaram bem na rodada com o Rastreando Draftados. Vamos então conferir quais novatos impactaram de maneira positiva e negativa em seus times:

BRILHARAM

Ataque

 WR Justin Jefferson (MIN): 7 recepções para 175 jardas e 1 touchdown.

22ª escolha geral (1ª rodada)

Após aparições discretas nas duas primeiras semanas da temporada, Justin Jefferson viu sua carga de trabalho aumentar consideravelmente na semana 3 diante do Titans e explodiu na produção, liderando o Minnesota Vikings em alvos, recepções e jardas aéreas. De suas 175 jardas, 78 foram conquistadas após a recepção, ganhando 07 primeiras descidas com as 07 recepções e tendo a excelente marca de 5 recepções e 131 jardas nas situações em que esteve marcado por cobertura simples.

O produto de LSU anotou seu primeiro touchdown da carreira numa belíssima jogada de 71 jardas, ainda tendo outras recepções para ganhos de 33 e 31 jardas, mostrando muita explosão, ótima capacidade de YAC e um bom entendimento de rotas. Sem dúvidas Jefferson teve uma das atuações mais impressionantes de um WR calouro nos últimos tempos e isso serve de alento e ao mesmo tempo uma esperança, para a decepcionante campanha de três derrotas do Vikings até aqui.

Leia Mais: NFL Tática – EP #4 – O domínio dos ataques sobre as defesas

Leia Também: Adam Gase, o New York Jets e a mediocridade

RB James Robinson (JAX): 11 tentativas de corrida para 46 jardas e 2 TDs; 6 recepções para 83 jardas.

Não draftado, assinou como agente livre.

Sep 24, 2020; Jacksonville, Florida, USA; Jacksonville Jaguars running back James Robinson (30) runs the ball against Miami Dolphins linebacker Elandon Roberts (44) during the first half at TIAA Bank Field. Mandatory Credit: Douglas DeFelice-USA TODAY Sports

O conto de fadas de James Robinson continua e o novato não cansa de surpreender com suas atuações em alto nível. Mesmo com a derrota do Jaguars no último Thursday Night, o RB foi de longe o melhor jogador da equipe e dessa vez pode mostrar uma faceta de seu jogo até então pouca vista e utilizada, até mesmo enquanto ainda estava no College atuando por Illinois State, que é a capacidade de receber passes e também ser efetivo no jogo aéreo. Robinson já registra a excelente média de 13.5 jardas após a recepção, tendo quebrado 07 tackles em suas 10 recepções.

De mero desconhecido a titular e dono do backfield do Jacksonville Jaguars, James Robinson já se coloca como um dos principais RBs nessas três primeiras semanas de NFL e demonstra muito potencial para seguir nessa toada, mesmo estando numa equipe que apresenta muitas dificuldades ofensivas. Não à toa, ganhou merecidamente o prêmio de calouro ofensivo do mês de setembro.

Menções honrosas: QB Joe Burrow (CIN), RB Clyde Edwards-Helaire (KC), RB Jonathan Taylor (IND), RB Antonio Gibson (WAS), RB Anthony McFarland (PIT), WR Brandon Aiyuk (SF), WR Tee Higgins (CIN), WR Gabriel Davis (BUF), WR CeeDee Lamb (DAL), TE Harrison Bryant (CLE), G Michael Onwenu (NE), T Mekhi Becton (NYJ) e T Tristan Wirfs (TB).

Defesa

S Antoine Winfield Jr. (TB): 6 tackles totais, 1 TFL, 1 sack e 1 passe desviado.

45ª escolha geral (2ª rodada)

Winfield volta a figurar dentre os principais destaques pela segunda semana consecutiva, o que mostra como calouro não tem tido qualquer problema de adaptação e já pode ser considerado uma peça importantíssima na defesa do Buccaneers. Na partida contra o Broncos, o coordenador defensivo Todd Bowles usou o safety de maneira prolífica próximo à linha de scrimmage, fazendo-o ser um “blitzer” em pelo menos 10 jogadas, o que resultou em boa parte da produção de Winfield, com um sack, uma pressão e um passe desviado. Além disso, o jovem jogador também foi bem contra a corrida e na cobertura, colocando-se dentre os principais jogadores de sua posição nesse início de temporada, o que consequentemente o levou a ganhar o prêmio de calouro defensivo.do mês de setembro.

S/LB Jeremy Chinn (CAR): 12 tackles totais e 1 TFL.

64ª escolha geral (2ª rodada)

Por mais que para alguns analistas e expectadores a partida de Jeremy Chinn não tenha sido tão boa, me vejo obrigado a discordar diante da produtividade e importância tão rápida que o calouro ganhou para a defesa do Carolina Panthers. Exercendo o papel de jogar mais próximo do box, o novato fez sua presença ser sentida por todo o campo com a impressionante marca de 12 tackles, com vários desses não sendo sua responsabilidade principal, o que só valoriza seu poder de perseguição e espírito de equipe apurado. Com 100% dos snaps jogados até aqui, o novato de Southern Illinois já se apresenta como um dos líderes da defesa e é um dos calouros mais produtivos da NFL, tendo a incrível marca de 26 tackles nos três jogos, se saindo melhor inclusive do que a maioria dos LBs da classe.

Menções honrosas: DT Jordan Elliott (CLE), DT Derrick Brown (CAR), DE Alton Robinson (SEA), DE A.J. Epenesa (BUF), Mykal Walker (ATL), LB Logan Wilson (CIN), LB Krys Barnes (GB), CB Kristian Fulton (JAX), CB Jaylon Johnson (CHI), CB Noah Igbinoghene (MIA), CB Jeff Okudah (DET) e S Brandon Jones (MIA).

DECEPCIONARAM

LB Patrick Queen (BAL): 4 tackles totais.

28ª escolha geral (1ª rodada)

Definitivamente não foi uma boa jornada para o LB Patrick Queen no último Monday Night Football diante do Kansas City Chiefs, mas muito mais do que um demérito, o jogador e toda a defesa do Ravens não conseguiram quaisquer respostas efetivas para o inspirado ataque do Chiefs. O calouro por muitas vezes esteve fora de posição e mostrou-se perdido e totalmente envolvido com as chamadas e variação de jogadas do ataque adversário. Travis Kelce e Clyde Edwards-Helaire foram um tormento explorando o meio do campo e trouxeram um choque de realidade para Queen, que ainda tem muito no que trabalhar e evoluir com todo seu potencial.

RB Joshua Kelley (LAC): 8 tentativas de corrida para 43 jardas e 2 recepções para 9 jardas; 1 fumble perdido.

112ª escolha geral (4ª rodada)

O excelente e produtivo início de carreira de Joshua Kelley sofreu um abalo na última partida do Chargers, disputada contra o Carolina Panthers. Apesar de até conseguir uma boa média jardas por tentativas, o novato pecou naquilo que é uma das principais tarefas de um RB: cuidar bem da bola. Kelley sofreu seu primeiro fumble e isso acabou custando caro para seu time, pois a partir dele que o Panthers anotou seu único touchdown na partida e conseguiu tomar a frente do placar. Além do erro, com o time atrás do placar, o RB viu sua carga de trabalho diminuir, o que pode vir a ser uma tendência comum para o futuro, mostrando que ainda há um caminho considerável para que possa vir a efetivamente dividir o backfield com Ekeler.

Menções desonrosas: WR Chase Claypool (PIT), G Solomon Kindley (MIA), G John Simpson (LV), DE K’Lavon Chaisson (JAX) e CB C.J. Henderson (JAX),

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.