quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Compartilhe

Quarta-feira é dia de conferir aqui no Rastreando Drafatdos os novatos que mais se destacaram na última semana da NFL, seja de modo positivo ou negativo, mas que impactaram dentro de campo para seus times. Vamos então destacar e analisar as principais atuações dos calouros.

BRILHARAM

Ataque

QB Kyler Murray (ARI): 27 de 37 passes completos para 340 jardas e 3TDs; 11 tentativas de corrida para 32 jardas.

1ª escolha geral (1ª rodada)

Kyler Murray teve boa performance pela segunda semana consecutiva.

Kyler Murray figura de maneira positiva em nossa coluna pela segunda semana consecutiva após mais uma boa atuação, que rendeu a conquista de sua segunda vitória consecutiva com o Cardinals. Visivelmente mais confiante, dessa vez o novato não correu tanto com a bola, porém, soltou bastante o braço, distribuindo bem a bola e conectando com nove recebedores diferentes. Suas corridas, parte fundamental de seu jogo, foram muito mais utilizadas em terceiras descidas cruciais, com o jogador tendo alta porcentagem de conversão. Ainda nessa partida contra o Falcons, foi possível ver uma evolução na red zone e uma melhor tomada de decisões, mas permanece sendo um ponto a se evoluir. Após um início naturalmente complicado, vai florescendo o jogo de Murray e ele já desponta como um dos fortes concorrentes ao prêmio de calouro ofensivo do ano, até porque seria difícil imaginar que a equipe de Arizona pudesse estar fazendo tão bons jogos sem o seu novo quarterback.

Leia Mais: Destaques e Decepções: AFC West em baixa – Chiefs sucumbe novamente e Chargers segue decepcionando

Leia Também: Panini lança álbum de figurinhas da temporada 2019-2020 da NFL

WR Terry McLaurin (WAS): 4 recepções para 100 jardas e 2 TDs.

76ª escolha geral (3ª rodada)

McLaurin comemorando mais um de seus TDs na vitória sobre o Dolphins.

O Washington Redskins conseguiu a sua primeira vitória na temporada e vide o desempenho que o time vem mostrando, ela só poderia ter vindo mesmo diante do Miami Dolphins. De toda forma, o resultado só foi possível pela performance de Terry Maclaurin, que foi responsável por mais de 60% das jardas aéreas do time na partida, tendo mais um jogo de pelo menos 100 jardas e conseguindo pela primeira vez marcar dois touchdowns numa partida. O calouro é o grande nome e a boa notícia para o Redskins num ano tão complicado, onde pelo menos a franquia parece ter acertado o alvo na busca por um recebedor produtivo e dominante que, algo que já durava anos. O produto de Ohio State é disparado o principal recebedor da classe até aqui.

Menções honrosas: QB Devlin Hodges (PIT), WR D.K. Metcalf (SEA), WR Jakobi Meyers (NE), RB Miles Sanders (PHI), RB Benny Snell Jr. (PIT), RB Alexander Mattison (MIN), OT Dennis Daley (CAR), OT Justin Skule (SF), OT Tytus Howard (HOU), G Dalton Risner (DEN), G Elgton Jenkins (GB) e C Erik McCoy (NO).

Defesa

LB Devin Bush (PIT): 7 tackles totais, 1 passe desviado, 1 interceptação e 1 fumble recuperado para TD.

10ª escolha geral (1ª rodada)

Devin Bush interceptando passe de Philip Rivers desviado pela sua defesa.

A troca realizada pelo Pittsburgh Steelers no primeiro dia de Draft para subir até a décima posição vem se mostrando e provando a cada semana como um dos melhores e mais inteligentes movimentos realizados na offseason. Apesar do valor da negociação ter sido contestado, Devin Bush está cada vez mais à vontade na defesa da equipe e junto com toda a unidade vem evoluindo e se apresentando de uma maneira dominante. No Sunday Night Football contra o Chargers uma ótima e fundamental atuação do linebacker, que não só colaborou para o ataque do Chargers permanecer zerado no placar durante mais da metade do jogo, como também conseguiu anotar o seu primeiro touchdown da carreira ao mostrar muita perspicácia e inteligência em recuperar passe para trás de Phillip Rivers sem hesitar e retorná-lo até a end zone. A essa altura da temporada, Bush já está forte na briga pelo prêmio de calouro defensivo do ano.

S Juan Thornhill (KC): 4 tackles totais, 1 passe desviado e 1 interceptação.

63ª escolha geral (2ª rodada)

A defesa do Kansas City Chiefs segue extremamente problemática e com dificuldades em parar seus adversários, principalmente o jogo terrestre, no entanto, serve como um alento a ótima atuação de Thornhill no último domingo, na derrota para o Houston Texans. O safety foi muito ativo na partida, mesmo atuando mais profundo na maior parte do tempo, como um free safety propriamente. O jogador não perdeu um único tackle no confronto e conseguiu sua primeira interceptação, numa bomba lançada por Deshaun Watson em tentativa de conversão de quarta descida. Após um início devagar, o calouro tem tudo para continuar evoluindo e aparecer mais na defesa de Kansas, com seu potencial e talento de ball hawk mostrado desde o tempo de College.

Menções honrosas: DT Charles Omenihu (HOU), DT Dexter Lawrence (NYG), DT Quinnen Williams (NYJ), EDGE Josh Allen (JAX), EDGE Chase Winovich (NE), DE Kyle Phillips (NYJ). LB Devin White (TB), LB Troy Reeder (LA), S Will Harris (DET) e CB Kendall Sheffield (ATL).

DECEPCIONARAM

QB Gardner Minshew (JAX): 14 de 29 passes completos para 163 jardas e 1 interceptação; 2 tentativas de corrida para 1 jarda.

178ª escolha geral (6ª rodada)

Justamente no dia da #MinshewMania, com os fãs todos devidamente caracterizados do bigode que já e peculiar, óculos e outros adereços, a magia não apareceu e Gardner Minshew teve o seu o pior jogo da carreira até então. O ataque do Jaguars não fluiu, o jogador teve muitas dificuldades e acabou lançando uma interceptação e saindo de campo zerado de pontuações. Verdade seja dita, o mérito da fortíssima defesa do Saints é gigante, pois vem atuando em alto nível e teve um jogo espetacular, limitando não apenas Minshew como também Leonard Fournette, que obviamente é parte fundamental do plano de jogo do QB. É natural a oscilação e talvez seja até bom, no momento, para lembrar a todos que o novato quarterback do Jaguars ainda tem um caminho longo a percorrer de desenvolvimento e melhora.

WR Darrius Shepherd (GB): 1 recepção para 1 jarda.

Calouro não draftado

Momento seguinte em que o WR Darrius Shepherd dropou passe de Aaron Rodgers que virou interceptação.

É injusto e até um pouco ilógico colocar um jogador não draftado como decepção, pois, no geral, pouco se espera desses atletas ao longo de uma temporada, principalmente em seu primeiro ano. Contudo, abrirei exceção para Shepherd, pois o recebedor teve uma atuação desastrosa na última segunda-feira e quase compromete totalmente a partida do Green Bay Packers diante do Detroit Lions. O jovem jogador entrou no elenco de Green Bay basicamente para ser um retornador, porém, diante de lesões no elenco e da baixa profundidade na posição, teve de entrar mais em campo e acabou protagonizando um drop na linha de duas jardas, na beira da end zone, que virou uma interceptação para o Lions que quase decretou a vitória do time. Anteriormente, naquela que é a sua principal função e especialidade, retornando punts, o jogador ainda sofreu um fumble que deu uma ótima posição de campo ao Lions e gerou pontos posteriormente. Noite para se esquecer do novato que talvez fosse até dispensado em outro momento ou se o resultado tivesse sido outro que não a vitória para o Packers.

Menções desonrosas: WR A.J. Brown (TEN), TE T.J. Hockenson (DET e TE Noah Fant (DEN).

Compartilhe

Comments are closed.