quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Compartilhe

A temporada do Washington Redskins está seriamente ameaça após a equipe ter perdido seus dois principais quarterbacks, Alex Smith e Colt McCoy, para graves lesões. Apesar da campanha de 6-6 representar apenas uma partida de distância para o Dallas Cowboys, atual líder da NFC leste, a falta de um jogador viável na posição mais importante do jogo torna a missão de ir aos playoffs quase impossível.

Mark Sanchez, contratado para ser reserva de McCoy após a lesão de Smith, é o atual titular da posição de quarterback em Washington. Nessa terça-feira, vários nomes foram cogitados para chegarem para a reserva e até disputarem posição com o ex-New York Jets. Entre eles, Colin Kaepernick.

Leia Mais: A NFL não sabe lidar com casos de violência doméstica

Leia Também: Power Ranking – Esquenta a briga pelos Playoffs

Kaepernick está fora da NFL desde o final da temporada de 2016 – seu último jogo foi no dia primeiro de janeiro de 2017, quando completou 17 de 22 passes para 215 jardas e um touchdown em uma derrota do San Francisco 49ers para o Seattle Seahawks. O quarterback, líder do movimento que consistia em ajoelhar durante o hino nacional americano como forma de protesto à violência racial da polícia norte-americana, está processando a liga, alegando que existe um complô para nenhuma equipe contratá-lo.

O técnico principal do Redskins, Jay Gruden, disse à imprensa: “Com certeza nós o cogitamos. Mas não existe muito tempo para implementar um sistema completamente novo em poucos dias. Falamos muito sobre ele, mas provavelmente iremos em uma direção diferente”.

Ironicamente, a equipe contratou Josh Johnson, que não lança um passe na NFL desde 2011 e tem um estilo que é bem mais próximo ao de Kaepernick que ao de Sanchez. Se as principais preocupações quanto à contratação do ex-49ers são o tempo que ele está sem jogar e a diferença do ataque que ele requer ao atualmente empregado pelo Redskins, parece que a escolha por Johnson não faz muito sentido.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.