quarta-feira, 18 de maio de 2016

Compartilhe

nfl

Caros amigos fanáticos pelo esporte da bola oval, o crescimento da NFL no Brasil nos últimos anos é algo excelente para nós que nos emocionamos com este esporte. Hoje em dia temos dois canais (ESPN e Esporte Interativo) fazendo o melhor para nos oferecer um conteúdo de qualidade e a garantia de muitos jogos transmitidos a cada semana. Quando comecei a acompanhar a NFL, há mais de 10 anos, era impensável que teríamos a transmissão de sete jogos diferentes por semana aqui em terras tupiniquins. Mas essa é a verdade, além das transmissões do Thursday Night Football, do Sunday Night Football e do Monday Night Football, no ano passado estávamos acompanhando pelo menos quatro jogos, fora do horário nobre, por domingo. A ESPN, ESPN+ e o Esporte Interativo transmitiam três jogos diferentes na faixa das 13 horas (EST) e a ESPN trasmitia um dos jogos das 16 horas (EST).

Mas mesmo com muitos jogos transmitidos, não há nenhuma garantia de que você conseguirá o seu time nas telinhas daqui, especialmente se teu time não estiver em boa fase. Além dos links piratas que muitos já estão acostumados a usar (e passar raiva usando), uma outra opção é o NFL Game Pass, um serviço disponibilizado no site da NFL. Além dos jogos ao vivo, existem outros benefícios como: a possibilidade de assistir jogos antigos, jogos condensados (sem intervalo), vários jogos simultaneamente, câmeras diferentes e uma programação 24 horas. O problema é o preço que é muito salgado, especialmente com o preço atual do dólar.

Mas será que vale a pena comprar o Game Pass? O Gabriel Plat, do site Blue Star Brasil, desenvolveu no ano passado uma equação para ajudar a prever a quantidade de jogos de cada time que serão transmitidos e facilitar a conta do pessoal se vale ou não a pena pagar o preço do Game Pass. O Gabriel gentilmente nos cedeu a fórmula para fazer esse cálculo e resolvi brincar de prever a probabilidade de jogos de cada time serem transmitidos na televisão brasileira, mesmo que esses números possam variar muito, especificamente devido a tabela flexível da NFL que permite trocar os jogos de SNF entre as semanas 5 e 17, o que é uma fórmula de valorizar os times vivendo um bom momento em contrapartida a jogos que se imaginavam mais importantes na época que a tabela foi feita. Como ainda não foi divulgado o preço do plano “Follow Your Team” do Game Pass, ainda não posso fazer o cálculo de quanto seria o custo por jogo não transmitido para os torcedores das 32 equipes, mas no futuro podemos levar esse cálculo adiante.

JOGOS QUE CERTAMENTE SERÃO TRANSMITIDOS

Antes de entrar na parte da matemática, vamos ver quantos jogos no horário nobre cada time terá, ou seja, jogos que muito provavelmente serão transmitidos, salvo os casos de SNF que possam ser trocados. Essa tabela inclui não somente os jogos de horário nobre, como TNF, SNF e MNF, mas também os jogos no Thanksgiving, Natal e os jogos realizados em Londres, pois todos terão transmissão garantida.

horarionobre

Todos os times jogarão pelo menos um TNF, dessa forma, é garantido que pelo menos um jogo de cada equipe seja transmitido, mas com a exceção dessa regra, não há garantias de equilíbrio na divisão dos holofotes, geralmente times com uma maior torcida ou vindo de boas campanhas, têm prioridade no horário nobre.

Para fazer a previsão dos demais jogos que serão exibidos, analisei cada rodada e coloquei os jogos em perspectiva para tentar prever quais têm mais chance de serem transmitidos, depois disso encaixei na fórmula desenvolvida pelo Gabriel Plat. Todos os jogos foram inseridos em quatro categorias:

– Jogos com chance baixa de serem televisionados no Brasil
– Jogos com chance média de serem televisionados no Brasil
– Jogos com chance alta de serem televisionados no Brasil
– Jogos que estão previstos para serem televisionados no Brasil (Horário nobre, Thanksgiving, Natal e em Londres)
Para cada categoria em que o jogo se encaixasse, teria um peso diferente no cálculo final que estipula a probabilidade de transmissão:
– Chance baixa 25%
– Chance média 50%
– Chance alta 75%
– Horário nobre 100%
Encaixar todos os jogos em cada uma dessas categorias não é uma tarefa fácil, independe apenas da qualidade dos jogos, ou do apelo gerado por uma rivalidade, por exemplo: se houverem apenas dois jogos de grande apelo no horário das 13 horas, são altas as chances de que dois dos nossos três canais estejam transmitindo-os, mas se houverem dois jogos de grande apelo na faixa de 16 horas, as chances de transmissão caem, porque só temos um jogo dessa faixa horária transmitido por semana.
PROBABILIDADE DE TRANSMISSÃO DE CADA JOGO FORA DO HORÁRIO NOBRE
Usando a fórmula acima citada, coletamos a média de probabilidade de cada jogo fora do horário nobre. O gráfico a seguir mostra a probabilidade, por equipe, de cada jogo fora do horário nobre ser transmitido:

probabilidadeforadohorarionobre

 

Podemos notar que os times que estão na parte favorável do gráfico são aqueles vindos de boas campanhas, ou então que tem uma boa base de torcedores no Brasil, enquanto os jogos com menor probabilidade de transmissão são de times vindo de más campanhas. Mas como falado anteriormente, além do apelo de cada jogo, a “concorrência” de jogos acontecendo no mesmo horário também impactou as categorias em que classifiquei cada jogo

ESTIMATIVA DE JOGOS TRANSMITIDOS POR EQUIPE

E por fim, a expectativa total de jogos por equipe que serão transmitidos. Esse gráfico contém a estimativa de todos os jogos, incluindo aqueles no horário nobre.

jogos por equipe

Dentre os 12 times que estiveram nas finais do ano passado, 9 deles estão entre os 12 times no topo da nossa lista. Os três intrusos na lista são o Cowboys, o Eagles e o Giants. Apesar de virem de temporadas ruins, esses times tem um apelo grande no Brasil, são membros de um divisão equilibrada ao longo dos anos e têm uma grande quantidade de torcedores. Mas uma parte dessa “anomalia estatística” se dá ao fato que esses três times também estão acima da média na quantidade de jogos no horário nobre. Giants e Cowboys são os dois únicos times com 6 jogos previstos para horários onde nenhum outro jogo estará acontecendo simultaneamente.

Já no outro lado do espectro, vemos uma relação com os times que estavam no topo do Draft deste ano, e isso não é coincidência. Mas se você torce para esses times, não há motivos para perder a esperança, ainda. Como toda conta envolvendo probabilidade, há uma margem de erro, ainda mais porque o nível de interesse das emissoras com cada time vai variando proporcionalmente ao seu desempenho e suas chances de pós-temporada.

Com a agenda flexível adotada pela NFL em 2006, os jogos entre a semana 10 e 15 eram passíveis de serem trocados. E desde 2014 os jogos de SNF entre a semana 5 e 17 podem ser trocados por um dos jogos da tarde de domingo. Duas alterações podem acontecer entre os SNF da semana 5 à 10 e da semana 11 à 17 todos podem ser alterados. Os clubes precisam ser avisados no máximo 12 dias antes da partida caso haja alteração, exceto na semana 17, onde a NFL toma mais liberdades para garantir que os jogos valendo vaga nos Playoffs possam ter o devido destaque, no caso da última semana os jogos podem ser alterados com 6 dias de antecedência.

QUAL A MARGEM DE ERRO?

Considerando as variáveis citadas anteriormente, a margem de erro provavelmente será significativa para times que excederem ou falharem mediante suas expectativas iniciais. Pretendo acompanhar a quantidade de jogos transmitidos de cada equipe no decorrer da próxima temporada e comparar os resultados finais com a minha expectativa atual. Ao final da temporada poderemos ter uma ideia maior da precisão desses cálculos.

Compartilhe

Comments are closed.