quarta-feira, 12 de junho de 2019

Compartilhe

Com as questões para controlar o CAP Space, de forma a tentar mantê-lo sempre saudável e viável para que uma franquia continue forte e com boa margem de espaço, é cada vez mais raro, atualmente na liga, ver jogadores renovando o contrato com seus respectivos times por duas vezes consecutivas, excetuando obviamente os quarterbacks, por razões nítidas de longevidade e relevância para o sucesso das equipes.

É mais difícil ainda essa ocorrência quando se está prestes a completar 30 anos de idade, marco temporal que normalmente “taxa” e machuca o poder dos atletas em conseguir ainda grandes e duradouros contratos. Na contramão dessa tendência e como uma forte exceção, vem a extensão contratual do Defensive End Cameron Jordan, confirmada ontem, com os valores de $52,5 milhões de dólares, podendo atingir o valor máximo de $55,5 milhões, por um período de três anos, com o valor garantido no contrato chegando a incríveis $42 milhões de dólares.

Leia Mais: A estranha demissão de Brian Gaine pelo Texans

Leia Também: Austin Seferian-Jenkins Não Será a Resposta do Patriots Para a Posição de Tight End

Importante ressaltar que o jogador ainda está sob contrato, fruto de sua anterior renovação, que foi selada em 2015, cujos termos estipulados foram no valor de $55 milhões por 5 anos. Desse modo, Jordan fica vinculado ao time de New Orleans por mais 5 anos, até 2023, por um valor máximo que pode chegar a impressionantes $74,5 milhões de dólares.

O atleta completa 30 anos de idade nesse próximo mês de julho e não dá quaisquer sinais ou mostras de uma possível queda de desempenho, sendo o grande pilar da defesa do Saints ao longo dos últimos anos, tendo assumido um papel de destaque e relevância desde o seu segundo ano na NFL, em 2012, quando desde então conseguiu pelo menos 7,5 sacks em cada temporada. Ao todo são 71,5 sacks nos seus oito anos de carreira e incríveis 44 passes desviados, que expressam bem como Jordan tem uma leitura e visão sobre o quarterback muito acima da média, vislumbrando as jogadas. Possui ainda 10 fumbles forçados e duas interceptações, além de um touchdown defensivo, números que só reforçam sua posição de importância e relevância não somente para o time, mas também como sendo um dos melhores de toda a NFL.

Não bastassem todos os ótimos números supracitados, o que chama mais atenção no jogador é o fato de não ter perdido um único jogo em toda sua carreira, algo raríssimo e que mostra bem o tipo de atleta que é Cameron Jordan. Numa liga onde permanecer saudável é uma característica cada vez mais valorada e tão difícil de ser encontrada, tal longevidade e disponibilidade é louvável, ainda mais numa posição onde o contato é constante, com choques e grandes impactos repetitivos de frente para a linha ofensiva.

O pacote que é e representa Jordan, mais que isso, inclui ainda uma grande liderança no vestiário, exemplo de ética e dedicação no trabalho, fato que é constantemente reportado por seus treinadores, companheiros e ainda por muitos jornalistas que cobrem de perto o New Orleans Saints. Diante desse cenário e de todo o conjunto exposto, fica fácil compreender essa renovação e todos os altos valores envolvidos, que não são motivo de preocupação ou problema para o time de Luisiana, pelo menos não por enquanto, valendo a pena ficar de olho no desempenho do jogador daqui para frente, agora que efetivamente está chegando na terceira década de vida e a temida curva de declínio de produção se aproxima um pouco mais.

DE Cameron Jordan em ação pelo Saints

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.