quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Compartilhe

denver-broncos-defesa-liga-dos-32

“Ataques vencem jogos, defesas ganham campeonatos.”, a velha máxima dos esportes coletivos parece se confirmar a cada ano para os que ainda duvidam. No futebol americano, isso ficou muito claro no ano de 2013, quando o Seattle Seahawks – melhor defesa da NFL naquela temporada – enfrentou o Denver Broncos – melhor ataque – no Super Bowl XLVIII. O placar foi 43 a 8 para a franquia de Seattle, que, liderada pelo CB Richard Sherman, pelo LB Bobby Wagner e pelo FS Earl Thomas, teve o setor defensivo fazendo uma partida espetacular, onde limitou o QB Peyton Manning a 280 jardas aéreas e o jogo corrido do time de Denver a míseras 27 jardas; é bom lembrar que, naquela temporada, o QB do Broncos teve, em termos estatísticos, a melhor temporada da história para um atleta da posição, mas a defesa do Seahawks não se importou com isso e levou o título para a casa.

Dois anos após a derrota no Super Bowl XLVIII, o Denver Broncos parece ter tirado lições importantes daquela partida. Logo no ano seguinte, a franquia trouxe o CB Aqib Talib (ex-Patriots) para ser o novo titular ao lado de Chris Harris Jr., o SS T.J. Ward (ex-Browns) para ser a peça de força que faltava na secundária, o OLB DeMarcus Ware (ex-Cowboys) para formar o quarteto de LBs junto com Von Miller, Brandon Marshall e Danny Trevathan, e ainda selecionou o CB Bradley Roby no Draft para entrar na rotação principal. O ataque liderado por Peyton Manning continuou produzindo bem, a defesa contra o jogo terrestre foi excelente (2ª melhor da NFL) e contra o passe foi a 9ª melhor da liga, mas as estrelas do setor defensivo ainda não estavam 100% entrosadas, tanto que o time foi derrotado em casa pelo Indianapolis Colts no AFC Divisonal Game em um dia não muito bom dos defensores.

Em 2015, as coisas começaram animadoras em Denver. Para completar a secundária, o FS Darian Stewart foi contratado após uma temporada com o Ravens e, pelo menos nos três primeiros jogos, pareceu estar à vontade com os novos companheiros. Outra aquisição, essa talvez a mais impactante e que mais vem dando certo até agora, foi o coordenador defensivo Wade Phillips, famoso por construir grandes defesas em cada time que passou. Então, vamos olhar para cada uma das três partidas do Broncos na temporada regular de 2015:

aqib-talib-broncos-liga-dos-32

Contra o Baltimore Ravens, na semana 1, o ataque do Broncos teve o primeiro teste do ano, onde enfrentou a forte defesa liderada pelos LBs Elvis Dumervil e Terrell Suggs. A linha ofensiva renovada teve bastante problemas para conter as pressões ao QB Peyton Manning, que não teve lá uma boa atuação, coube ao setor defensivo da franquia de Denver ser a diferença. Com uma atuação muito segura de todos os atletas de defesa, o QB Joe Flacco só conseguiu lançar para 117 jardas, o WR Marlon Brown foi o que mais recebeu jardas – com 25 – e o jogo terrestre comandado por Justin Forsett foi limitado a apenas 73 jardas. Além de impedir os avanços do ataque adversário, os defensores da equipe do Colorado conseguiram gerar turnovers em momentos importantes da partida. Ao fim do jogo, o CB Aqib Talib somou 1 INT retornada para TD, o FS Darian Stewart teve 1 INT e os LBs DeMarcus Ware e Brandon Marshall conseguiram 1 Sack cada. O placar “magro” de 19 a 13 só foi possível graças a atuação da defesa, que esteve presente ativamente em todas as partes do campo.

Na segunda rodada, fora de casa contra o Kansas City Chiefs – mais um duelo contra uma ótima defesa -, outro teste de fogo para a linha ofensiva, para Peyton Manning e para o ataque de uma maneira geral. O início de jogo foi parecido com o da primeira rodada: problemas com a pressão e a defesa aparecendo para evitar o pior. As duas equipes “acordaram” no segundo quarto, os pontos saíram e o jogo ficou empatado em 24 a 24 até quase o final da partida. Com pouco menos de 30 segundos para os times se encaminharem para a prorrogação, o ILB Brandon Marshall – novamente decisivo – tirou a bola das mãos do RB Jamaal Charles e o CB Bradley Roby terminou o trabalho recuperando o fumble e anotando o touchdown que deu a vitória ao Broncos. Diferente do jogo de estreia, o ataque teve uma atuação melhor com Manning, Thomas e Sanders bem entrosados. A defesa, assim como foi na primeira semana, apareceu no momento mais importante do jogo para dar a vitória ao Broncos e a secundária novamente forçou turnovers: 1 INT do CB Chris Harris Jr. e 1 INT do CB Aqib Talib, além de 1 Fumble Forçado pelo SS reserva David Bruton, que também somou 1 Sack.

Na última rodada, contra o Detroit Lions – outra boa defesa -, fora de casa, o Denver Broncos contou com mais uma grande atuação defensiva para sair com a vitória; foram apenas 28 jardas terrestres cedidas e 12 pontos permitidos. O ataque confirmou a boa fase e a linha ofensiva teve a melhor atuação no ano, o que, automaticamente, deu tempo para Peyton Manning castigar o adversário, “mandar” na partida e marcar 24 pontos. O ILB Brandon Marshall apareceu muito bem com 12 tackles totais, assim como o OLB DeMarcus Ware, que somou 1,5 sacks, e a secundária, novamente foi o destaque com 1 INT do CB Bradley Roby e 1 INT do SS David Bruton, mostrando que não são apenas os titulares que estão jogando em alto nível.

broncos-ravens-2015

Números dos Defensores do Denver Broncos até a Semana 3:

DE Malik Jackson: 9 tackles e 1,5 Sacks
NT Sylvester Williams: 7 tackles e 1 Sack
DE Vance Walker: 4 tackles
OLB Von Miller: 5 tackles e 1 Sack
ILB Danny Trevathan: 20 tackles
ILB Brandon Marshall: 24 tackles, 1 Sack, 1 Fumble Forçado e 1 passe desviado
OLB DeMarcus Ware: 10 tackles e 3,5 Sacks
CB Aqib Talib: 10 tackles, 2 INTs, 1 TD e 5 passes desviados
CB Chris Harris Jr.: 9 tackles, 1 INT e 1 passe desviado
CB Bradley Roby: 3 tackles, 1 INT e 2 passes desviados

FS Darian Stewart: 16 tackles, 1 INT e 1 passe desviado
SS T.J. Ward: 13 tackles e 1 passe desviado
SS David Bruton: 11 tackles, 1 Sack, 1 INT, 1 Fumble Forçado e 3 passes desviados

Até aqui, o Denver Broncos é a melhor defesa da NFL em jardas totais por jogo (259), melhor em jardas de passe por jogo (176,3), 7ª em jardas terrestres por jogo (82,7), 3ª em número de Sacks (13), 2ª em número de interceptações (6), 4ª em número de Fumbles Forçados (4) e a 6ª em passes desviados (20). Além de estar presente entre as dez melhores em praticamente todas as estatísticas defensivas, a defesa foi responsável direta por 40% dos pontos anotados pela equipe – touchdowns, interceptações, fumbles forçados e recuperados que foram capitalizados pelo ataque -, um número surpreendente se considerarmos o potencial que o time ofensivo possui nas figuras de Peyton Manning, Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders.

Como foi falado na primeira frase desse texto: “Ataques vencem jogos, defesas ganham campeonatos” e a equipe de Denver sabe bem disso. O Super Bowl XLVIII ainda dói no coração dos torcedores e essa temporada pode ser a redenção, assim como para o QB Peyton Manning, que nunca teve uma defesa tão boa. Por ironia do destino, o camisa 18 só conta com um setor defensivo de alto nível aos 39 anos, já em fim de carreira, mas não se deixe enganar pela idade, já duvidamos de Manning em 2012 e ele mostrou que não se deve fazer isso. Tudo bem que estamos apenas caminhando para a quarta rodada da temporada regular, porém, com três vitórias em três jogos com atuações quase perfeitas da defesa e o ataque entrando nos trilhos, o Denver Broncos merece ser colocado na conversa de possível vencedor do Super Bowl 50.

Compartilhe

Comments are closed.