quinta-feira, 30 de maio de 2019

Compartilhe

Rams x Seahawks

A NFC West promete ser uma das divisões mais disputadas da próxima temporada. Não pela competividade de todos os times participantes, pois o Arizona Cardinals está em processo de reconstrução e o San Francisco 49ers, embora tenha bons nomes, ainda é uma grande incógnita. A real disputa tende a ser entre os dois campeões de divisão nos últimos três anos. De um lado, o Seattle Seahawks de Russel Wilson, Pete Carroll e cia. Um time com uma defesa jovem e sólida, que depois de ter feito um bom trabalho no draft recolhendo várias escolhas com trades down, se vê em posição de desafiar o principal rival na luta pelo título da divisão atualmente. Do outro lado, o Los Angeles Rams de Jared Goff e Sean McVay, que conta com uma das mais talentosas unidades defensivas da liga e um dos ataques mais explosivos dos últimos tempos.

Vamos começar pelos desafiantes. Depois de dominar a divisão entre 2013 e 2016, onde conquistou três título de divisão, o Seattle Seahawks viu os Rams tomaram a frente por dois anos consecutivos. A “queda” da equipe se deve principalmente pela expiração do contrato de calouro de Russel Wilson e a reconstrução defensiva pela qual a equipe passou. No primeiro contrato do QB foram 20 milhões de média salarial e no segundo, assinado há pouco tempo, serão 35 milhões (maior salário da liga). Wilson obviamente é um franchise quarterback e fez por merecer o contrato que recebeu, mas vale também a máxima do cobertor curto. Quando a equipe aloca tanto recurso em uma posição, sobrará menos para outras áreas do time e estas ficarão mais carentes de jogadores talentosos casos estes não venham via draft. Por isso, no último draft os Seahawks trocaram pra baixo e acumalaram mais escolhas, pois mais do que nunca é importante achar valores no meio do draft para compensar a falta de recursos que vem como um ônus do contrato de Wilson. A Legião de Boom, unidade que foi o coração do time na grande fase vitoriosa, chegou ao fim com a aposentadoria de SS Kam Chancelor e o corte de FS Earl Thomas. Hoje, a defesa dos Seahawks recheada de jovens talentos deve ser liderada pelo excelento ILB Bobby Wagner. No ano passado, o grupo apesar de jovem fez um bom trabalho ficando em 16ª em jardas totais cedidas com 353 jardas por jogo e em 13ª em jardas terrestres cedidas com 113 jardas por jogo. É uma produção mediana mas condizente com o perfil jovem do grupo. O ataque da equipe deverá ser mais equilibrado e Russel Wilson tenderá a ser o ponto focal do grupo como já deveria ser há algum tempo. O QB já mostrou que pode levar a sua equipe a grandes triunfos com jogadas espetaculares e agora, mais do que nunca, precisará manter o alto nível que vem apresentando.

Leia Mais: Os melhores trios de WR indo para temporada regular

Leia Também: Browns não pode se iludir com status de favorito na divisão

Os atuais campeões são os grandes favoritos aos títulos por diversos motivos. A comissão técnica composta pelos técnicos Sean McVay e Wade Phillips é de encher os olhos. A defesa liderada por Aaron Donald foi uma das melhores pressionando o quarterback adversário no último ano e a secundária formada pela dupla de CB Aquib Talib e Marcus Peters pode ser sufocante para os recebedores adversários. Pelo lado ofensivo, Jared Goff estará no seu último ano de contrato e depois do fiasco apresentado no último Super Bowl, precisa provar que é o futuro da franquia. O corpo de recebedores é extremamente talentoso com nomes como Brandin Cooks, Robert Woods e Cooper Kupp. O RB Todd Gurley, caso volte saudável, é uma enorme ameaça terrestre e áerea. Pode até parecer que a equipe não possui pontos fracos, mas o tape do Super Bowl LIII está disponível para mostrar o contrário. A linha ofensiva foi um problema na pós-temporada e apesar dos reforços que vieram via draft, pode continuar sendo problemática. A saúde e disponibilidades de peças importantes também poderá ser um fator crucial no desempenho da equipe. Na ausência de Talib e Peters, a secundária dos Rams foi exposta por diversas vezes. Além disso, há a famosa ressaca após uma temporada de sucesso (apesar da derrota no Super Bowl). Mais difícil do que chegar ao topo é se manter lá. Os Rams estão dominando a divisão nos últimos anos, contudo os Seahawks estão se preparando para tentar roubar a coroa da cabeça dos rivais.

Russel Wilson fugindo da linha defensiva dos Rams

 

As equipes se enfrentam na semana 5 no Thursday Night em Seattle e no domingo a tarde na semana 14 em Los Angeles. Façam suas apostas e vamos ver o que acontece até lá.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.