quinta-feira, 25 de abril de 2019

Compartilhe

Acabou a espera. A melhor parte da offseason começa nesta quinta-feira (25). Fãs, especialistas, jogadores e comissões técnicas se reúnem em Nashville, Tennessee, e começam a definir o futuro das 32 franquias. No entanto, cinco torcidas (até o momento) terão que esperar até sexta-feira (26) para conhecer seus novos atletas. Cleveland Brown, Dallas Cowboys, New Orleans Saints, Kansas City Chiefs e Chicago Bears entram em ação na segunda e terceira rodada do Draft, mas já projetam as escolhas a partir desta noite.

Para ter o badalado Odell Beckham Jr como alvo de Baker Mayfield, o Browns “vendeu” a 17ª escolha ao New York Giants. Com isso, o time de Cleveland só deve dar as caras no draft a partir da 49ª escolha. E a palavra “deve” tem que ser exaltada neste caso, pensando no estilo do General Manager John Dorsey. Foram 17 trocas desde que assumiu a franquia em 2017. Focando apenas na segunda rodada, no entanto, a equipe de scout tem bons prospectos para analisar.

Leia Mais: O draft e as vantagens de escolher no meio do round

Leia Também: Previsões para o Draft da NFL 2019

 

Com o ataque fortalecido desde as chegadas do QB Baker Mayfield e RB Nick Chubb, no draft do ano passado, além do WR Jarvis Landry e agora Beckham Jr, o Browns pode virar os olhos para a defesa. Um CB para o lado oposto do agora segundo anista Denzel Ward seria uma opção interessante para a equipe do estado de Ohio. Os dois mais cotados para posição neste ano são Byron Murphy e Greedy Williams, mas devem ser selecionados já na primeira rodada. Rock Ya-Sin (Temple) pode ser uma ótima aposta se cair nas projeções. O S Darnell Savage também aparece opção para ajudar a secundária.

O Dallas Cowboys também gastou a escolha de primeira rodada por um WR. E, pela primeira impressão, foi uma grande troca para a equipe. Amari Cooper teve ótimas atuações desde que chegou ao time elevou o nível do ataque comandado por Dak Prescott.

A renovação do DE Demarcus Lawrence (US$ 105 milhões em 5 anos) e a aquisição do pass-rusher Robert Quinn, em uma troca com o Miami Dolphins, pode virar as atenções do time do Texas também para a secundária. Após falhar na tentativa de contratar Earl Thomas, o Cowboys precisa buscar um jovem safety para o elenco. Acredito que Jonathan Abram, de Mississippi State,  e Deonte Thompson, de Alabama, serão escolhidos antes. Então os melhores prospectos disponíveis seriam Juan Thornhill, de Virginia, e Taylor Rapp, de Washington.

Já na posição 62, o finalista da NFC em 2018 New Orleans Saints tende a se preocupar mais com a parte ofensiva neste draft. Drew Brees não encontrou um verdadeiro WR 2 e Michael Thomas ficou sobrecarregado no final da temporada. Os recebedores Parris Campbell (Ohio State) e Hakeem Butler (Iowa State) são ótimas alternativas para o time de Sean Payton. Alinhando um desses dois com WR Thomas, TE Jared Cook e RB Kamara, o time de New Orleans terá, mais uma vez, um ataque explosivo nas mãos de um dos melhores QBs da história.

Outra opção para o Saints é reforçar a linha ofensiva, que possui jogadores que já não estão mais na flor da idade. A equipe ainda sofreu com lesões na temporada passada e um OT ou OG pode dar mais proteção a Brees. Neste caso, a melhor escolha possível seria Chris Lindstrom (Boston College). Mas é bom que os amantes da equipe New Orleans também fiquem atentos a prováveis trocas. O histórico do HC Sean Payton e GM Mickey Loomis contribui para isso.

Com uma posição acima e outra logo abaixo do Saints, o Kansas City Chiefs é o único das cinco franquias com duas escolhas de segunda rodada em 2019. A equipe comandada por Andy Reid cedeu a 29ª escolha para ter o pass-rusher Frank Clark, ex-seahawks.

Apesar de ter contratado o texugo do mel, S Tyrann Mathieu, a equipe precisa de reforço para a secundária, grande fragilidade do time na última temporada. O CB Lonnie Johnson (Kentucky) ou Trayvon Muller (Clemson) são nomes que agradam já na posição 61.

Já para 63ª escolha, a franquia de Kansas pode virar as atenções para mais um recebedor. Apesar de já contar com três ótimos alvos, um sangue novo no time de WRs ou TEs não seria má ideia. O WR Terry McLaurin (Ohio State) é um prospecto a ser analisado com bons olhos pelos especialistas do Chiefs. Um center para a vaga de Mitch Morse, que foi para o Buffalo Bills, também é uma opção válida.

Sem escolhas na primeira e segunda rodada, o Chicago Bears só aparece no Draft a partir da 87ª escolha. A equipe perdeu o RB Jordan Howard para o Philadelphia Eagles e vai precisar de mais um jogador no backfield para fazer dupla com Tarik Cohen. Darrell Henderson (Memphis) e Devine Ozigbo (Nebraska) são garotos que ajudariam e muito o playbook de Matt Nagy.

Apesar de ter uma das melhores defesas de 2018, peças importantes deixaram o time de Chicago na free agency, o que liga o radar no Draft. Principalmente pensando na secundária, no qual o time perdeu o excelente S Adrian Amos Jr, para o rival Green Bay Packers, e o CB Bryce Callahan, para o Denver Broncos. Não me assustaria se pintasse um novo defensive back na lista do Bears já terceira rodada.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.