quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Compartilhe

Um dos times mais tradicionais e vencedores da NFL, o Pittsburgh Steelers vive um 2019 complicado. Após começar o ano 0-3 e perder seu QB titular, a comissão técnica da equipe realizou duas trocas para fortalecer a equipe. Minkah Fitzpatrick, defensive back ex-Dolphins e Nick Vannett, TE ex-Seahawks, chegaram num espaço menor que uma semana. O primeiro por uma primeira rodada, que gera uma pressão para dar um grande salto de talento na defesa, e Vannett, após uma lesão no titular da posição, Vance McDonald, por uma 5ª. Apesar de não estarem sendo muito criticados pela torcida, esses movimentos podem causar um impacto negativo no futuro.

Para começar, o Steelers está 0-3. O pior inicio da equipe desde 2013, quando começou 0-4. No entanto, dessa vez, a equipe não terá Ben Roethlisberger para reerguer seu ano. Com uma lesão no cotovelo, o QB já está oficialmente fora da temporada. Sobrou para o segundo anista, Mason Rudolph, assumir a posição de titular em meio uma certa crise que já sobrevoa a franquia. A expectativa, após o fim definitivo dos problemas que Bell e Brown geraram ano passado, era de que a equipe voltaria ao bom futebol e seria novamente competitiva. No entanto, mesmo enquanto Roethlisberger ainda estava saudável, a equipe dava péssimos sinais. Após uma derrota acachapante para o Patriots na semana 1, jogou mal contra o Seahawks na semana 2. Melhorou com a entrada de Rudolph na verdade, mas nada que pudesse impedir mais um revés. Agora, na semana 3, tomou uma virada de Jimmy Garoppolo e companhia dentro dos dois minutos finais de jogo. Mais um soco no estomago. Assim, ainda sem vencer na temporada, Mike Tomlin e Kevin Colbert continuam se mexendo.

Leia Mais: os destaques da nova geração de quarterbacks da Liga

Leia Também: Destaques e decepções – a incrível virada do New York Giants na estreia de Daniel Jones

Pode ser que seja um movimento por seus empregos, ou não. O fato é que as duas trocas realizadas até agora, principalmente a de Minkah Fitzpatrick, onde cederam sua escolha de 1ª rodada, é muito arriscada. No momento, ainda sem vencer na temporada, pode ser que a equipe tenha uma escolha top10 no Draft. E ai? O valor pago ao Dolphins terá sido justo? Por mais que o safety se torne um grande jogador e fique por anos no Steelers, devemos admitir a possibilidade de que ele pode ter sido um erro. Sabemos que Big Ben quer voltar, é a vontade do QB. Mas aos 37 anos, vindo de uma cirurgia e com o histórico de lesões que ele tem, eu não ficaria chocado com uma volta abaixo da média ou até mesmo uma aposentadoria forçada. E como fica?

Fica que a responsabilidade de Rudolph agora se multiplicou. Se antes a equipe poderia aguardar e analisar calmamente seu QB, medir seu potencial e sem pressões por resultados porque a temporada praticamente já tinha acabado, agora, ele precisará mostrar resultados. A equipe mandou uma escolha de 5ª rodada para o Seahawks, trazendo mais uma arma para ele. Reforçou a defesa. E com qual objetivo? Claramente de competir. Na visão de Tomlin, ainda da para ganhar. Da para chegar aos playoffs e ter uma temporada vitoriosa. Isso gera expectativa, que se traduz em pressão, tudo que o garoto não precisa nesse momento. Invés de poder ter um ano de aprendizado de luxo, agora ele vai ter que corresponder, e rápido.

HC e GM colocaram seu nome na reta. Arriscaram. Pediram um voto de confiança para a torcida e deram o recado. O que pode ser bom se der certo. O problema, é que se der errado, pode se tornar uma bomba a médio prazo. Baltimore é um time estabelecido, um contender na conferência. O Browns está em processo de crescimento. E o Bengals, se reestruturando. O Steelers não sabe como está. Quer vencer, se reforça para isso. Busca novamente as glórias de algumas temporadas atrás, e é claro, se acostumou com isso. No entanto, não consegue, mas se recusa a não conseguir. O Steelers está tentando, brigando, fazendo de tudo para voltar aos trilhos e brigar nos playoffs. Tomlin sabe que está correndo perigo, e agora com esse movimento, jogou por um tudo ou nada.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.