quinta-feira, 9 de junho de 2016

Compartilhe

top-10

Durante esse período sem jogos da NFL, aproveitamos para fazer em nosso site as listas com os dez melhores jogadores da liga em diversas posições. Sucesso absoluto ano passado, começamos a edição desta temporada falando sobre os grandes Running Backs no futebol americano profissional. Para escolher os nomes, levamos em consideração os números da carreira, as habilidades atléticas, velocidade, força, capacidade em receber passes e agilidade dos atletas. Antes de comentar, elogiar ou criticar lembre-se que o critério foi uma soma da CARREIRA com o MOMENTO ATUAL vivido pelos jogadores e a lista traz uma opinião, então não é uma verdade absoluta e todos são livres para discordar. Calouros na temporada passada não entram na lista, pois, em nosso julgamento, um ano na NFL é muito pouco para colocar um jogador entre os dez melhores da posição.

10º) Chris Johnson – Arizona Cardinals

chris-johnson

Se essa lista fosse feita há quatro anos atrás, Chris Johnson estaria entre os cinco primeiros. Porém, perto dos 31 anos de idade, ele já caminha para a parte menos produtiva de sua carreira. Selecionado pelo Tennessee Titans na primeira rodada do Draft de 2008, Johnson teve um carreira excelente por lá, com direito a 2.000 jardas terrestres na temporada de 2009 – na época, apenas o 6º na história da NFL a alcançar tal marca -, o que lhe rendeu o prêmio de “Offensive Player of the Year”. Em seus seis anos em Tennessee, sempre correu para mais de 1.000 jardas, recebia passes muito bem e era o grande nome do ataque até sua saída em 2014 para o New York Jets. Depois de ser reserva em seu novo time, o Arizona Cardinals resolveu acreditar nele no ano passado e não se arrependeu. Após assumir a titularidade logo na segunda rodada, o atleta voltou a ter grandes atuações e vinha no ritmo para passar das 1.000 jardas mais uma vez em sua carreira, até se lesionar na reta final e perder o resto da temporada. Agora voltando de lesão, com o “surgimento” de David Johnson e com contrato de apenas um ano, o veterano dificilmente terá outra oportunidade de brilhar e terá que se contentar com a divisão das corridas no Cardinals.

9º) Doug Martin – Tampa Bay Buccaneers

doug-martin-buccaneers-liga-dos-32

Desde que se tornou profissional, a carreira de Doug Martin vem sendo uma verdadeira montanha-russa. Selecionado pelo Tampa Bay Buccaneers na primeira rodada o Draft de 2012, ele chegou impressionando na NFL com suas 1.454 jardas terrestres e 11 TDs, o que lhe rendeu uma participação no Pro Bowl logo em sua temporada de calouro. Porém, as duas temporadas seguintes foram comprometidas por lesões e Martin não conseguiu passar nem das 500 jardas durante este período. A redenção veio no ano passado, quando estava em seu último ano de contrato e precisava mostrar serviço se quisesse continuar correndo com a bola no Buccaneers. O atleta perdeu peso e voltou a sua melhor forma para correr novamente para mais de 1.400 jardas, anotar 6 TDs e ser eleito pela primeira vez para o All-Pro Team. Com o acordo renovado por mais quatro anos, ele agora precisa confirmar o bom momento e mostrar que merece continuar sendo considerado um dos melhores RBs da NFL.

8º) Eddie Lacy – Green Bay Packers

lacy packers top 10

Muita gente acreditava em um grande ano de Eddie Lacy na temporada passada para ele se firmar como um dos melhores RBs da NFL, mas o que vimos dentro de campo foi bem diferente. Selecionado pelo Green Bay Packers na segunda rodada do Draft de 2013, ele é um atleta que se destaca pela força física e tem um estilo de jogo parecido com o ex-jogador Marshawn Lynch. Logo em sua temporada de calouro foi escolhido para o Pro Bowl e, com suas 1.178 jardas terrestres e 11 TDs, levou para casa o prêmio de “Offensive Rookie of the Year”. Em seu segundo ano como profissional somou números parecidos e conseguir manter o nível de atuação e confiança no ataque da equipe. Fora do peso ideal em 2015, ele não repetiu as atuações sólidas que teve nas duas temporadas anteriores e chegou até ser reserva por algumas partidas devido ao fraco desempenho dentro de campo, o que resultou em menos de 800 jardas e apenas 3 TDs no fim do campeonato. Depois de uma dieta e força de vontade para perder peso, o atleta precisa mostrar que o ano passado foi apenas um acidente e voltar aos seus melhores momentos, se não fica quase impossível não derrubá-lo no TOP 10 da próxima temporada.

7º) DeMarco Murray – Tennessee Titans

demarco murray titans top 10

Assim como Eddie Lacy, a temporada passada de DeMarco Murray é para ser esquecida, mas o que deixa o novo jogador do Tennessee Titans nesta posição são suas outras temporadas ao longo da carreira. Selecionado na terceira rodada do Draft de 2011 pelo Dallas Cowboys, ele é um dos mais pacientes atrás da linha ofensiva e, graças a sua força e explosão, consegue passar pelos buracos abertos e fazer estragos. Até 2014, ele nunca tinha conseguido atuar em todas as partidas do ano e sofria com lesões, mas quando conseguiu ficar inteiro o resultado foi o melhor possível. Ainda defendendo o time que o selecionou, Murray teve a melhor temporada de sua carreira, correu para incríveis 1.845 jardas, anotou 13 TDs, merecidamente foi eleito o “Offensive Player of the Year” e ajudou o Cowboys a vencer NFC Leste com 12 vitórias e apenas 4 derrotas. Negociado com o Philadelphia Eagles antes da temporada passada, não se adaptou ao esquema de ataque do técnico Chip Kelly e chegou a até ser reserva do contestado Ryan Matthews. Mais insatisfeito do que criança quando não ganha presente no natal, o jogador conseguiu ser trocado para o Tennessee Titans neste ano e, ao lado de Marcus Mariota, vai tentar reviver os melhores anos de sua carreira para justificar seu lugar entre os melhores RBs da NFL.

6º) Frank Gore – Indianapolis Colts

Frank Gore colts top 10

Atualmente, com 12.040, Frank Gore é o jogador ativo com mais jardas terrestres em toda NFL. Mesmo com seus 33 anos, ainda consegue ter um bom desempenho dentro de campo e pode ultrapassar nomes lendários como Thurman Thomas, Marcus Allen, Marshall Faulk e até Jim Brown. Selecionado na terceira rodada do Draft de 2005 pelo San Francisco 49ers, fez história antes de se despedir da franquia. Tirando seu primeiro ano como profissional e 2010, quando se machucou e ficou fora dos últimos cinco jogos, teve incríveis oito temporadas com mais 1.000 jardas terrestres e se tornou o atleta com mais jardas e TDs pelo chão na história da franquia de San Francisco. Defendendo o Indianapolis Colts desde o ano passado, ficou muito perto da marca das 1.000 jardas novamente e surpreendeu muita gente que achava que ele já estava acabado na NFL. Gore nunca foi o RB mais completo da liga, nem mesmo o mais rápido ou o mais ágil, mas sempre foi um dos mais regulares entre os jogadores da posição e, ao que parece, será assim até o momento em que decidir se aposentar.

5º) Matt Forte – New York Jets

matt forte jets top 10

Desde que se tornou profissional, Matt Forte mostrou ser ótimo correndo com a bola e melhor ainda recebendo passes. Selecionado pelo Chicago Bears na segunda rodada do Draft de 2008, foi a grande referência do time até sua saída este ano. Se destacou por fazer diversas funções dentro de campo e em 2014, bateu o recorde de mais recepções feitas por um RB em uma única temporada, quando somou 102 para 808 jardas e 4 TDs, mais do que muitos WRs naquela temporada. Falando mais sobre seu trabalho carregando a bola, ele nunca somou mais do que 1.250 jardas e também nunca passou da marca de 10 TDs pelo chão em uma temporada ao longo de sua carreira, por isso deixa um pouco a desejar se comparado com os quatro primeiros desta lista. Agora defendendo novas cores, Forte será o titular no ataque do Jets e, mesmo com a indefinição na posição de QB, fará o possível e o impossível para continuar sendo um dos RBs mais produtivos da NFL.

4º) LeSean McCoy – Buffalo Bills

lesean mccoy bills top 10

Às vezes muitos esquecem de LeSean McCoy na discussão dos melhores RBs da NFL, mas não tem como deixar de lado um atleta com os grandes feitos já realizados na liga profissional de futebol americano. Selecionado pelo Philadelphia Eagles na segunda rodada do Draft de 2009, foi um grande ídolo da torcida em seus tempos por lá. Tirando sua temporada de calouro, quando nem titular era, e 2012, quando ficou fora dos últimos quatro jogos da temporada regular devido a uma lesão, McCoy sempre correu acima da marca de 1.000 jardas e foi bastante útil recebendo passes também, tendo uma boa média de mais de 400 jardas por ano. Desde que chegou a NFL foi escolhido quatro vezes para o Pro Bowl, duas vezes para o All-Pro Team e podemos destacar as temporadas de 2011, quando teve 17 TDs pelo chão, e de 2013, quando liderou a NFL em jardas terrestres com 1.607. Nem mesmo a troca para o Buffalo Bills impediu o jogador de continuar produzindo muito bem: fora de quatro partidas por concussão ou lesões, somou praticamente 900 jardas e anotou 5 TDs totais. Dividindo as corridas com Karlos Williams no Bills, não sabemos se McCoy continuará sendo um dos melhores RBs no que diz a respeito a desempenho individual, mas se ficar em campo por mais tempo, não há dúvidas que ele será um pesadelo para as defesas.

3º) Le’Veon Bell – Pittsburgh Steelers

le-veon-bell-rb-pittsburgh-steelers_pg_600

Com apenas 24 anos de idade, Le’Veon Bell é o principal candidato a assumir o topo da lista em pouco tempo. Selecionado na segunda rodada do Draft de 2013 pelo Pittsburgh Steelers, assumiu a titularidade e teve uma boa primeira temporada como profissional, até se lesionar e perder as últimas três partidas do ano. Porém, recuperado e com sangue nos olhos, foi um dos melhores RBs da NFL em 2014, quando correu para 1.361 jardas, anotou 8 TDs pelo chão, recebeu 83 passes para 854 jardas e mais 3 TDs, números que o colocaram no All-Pro Team e no Pro Bowl pela primeira vez. Suspenso dos dois primeiros jogos da temporada passada, quando entrou em ação deu outra dimensão ao ataque do Steelers, mas sua terceira temporada como profissional durou apenas seis jogos, pois uma lesão séria de ligamento cruzado anterior do joelho pôs fim ao ano do atleta quando tinha uma ótima média de 4,9 jardas por tentativa, 556 jardas e 3 TDs. Lutando para ficar saudável e atuar em todas as partidas, Bell tem um potencial absurdo para despontar como o principal RB da liga daqui a pouco anos, os únicos adversários dele são seu próprio corpo e as lesões que vem o assombrando desde sua chegada à liga.

2º) Jamaal Charles – Kansas City Chiefs

JamaalCharles

Se não tivesse se machucado tanto em sua carreira, Jamaal Charles teria números ainda melhores do que tem hoje em dia e possivelmente levaria algum prêmio de destaque para colocar em sua prateleira. Selecionado pelo Kansas City Chiefs apenas na terceira rodada do Draft de 2008, ele é o recordista na história da NFL em jardas por tentativa na carreira (5,5) e nunca teve uma temporada com menos de 5,0 jardas por carregada. Quando saudável, Charles produz como ninguém na liga, prova disso são as temporadas de 2012 e 2013, quando atuou em 15 jogos e teve mais de 1.500 jardas terrestres e 19 TDs em cada uma dessas, respectivamente. Chegando à casa dos 30 anos, com várias lesões na carreira e agora com Charcandrick West e Spencer Ware no ataque do Chiefs, provavelmente o jogador será um pouco mais acionado no ataque durante a próxima temporada, mas precisa ser reconhecido e valorizado pelo que já conquistou e rende quando está dentro de campo.

1º) Adrian Peterson – Minnesota Vikings

peterson vikings top 10

Não é muito difícil concordar que Adrian Peterson é, de longe, o melhor RB da NFL há um bom tempo. Um verdadeiro rolo compressor dentro de campo, ele foi selecionado pelo Minnesota Vikings na primeira rodada do Draft de 2007 e até hoje, com 30 anos, é a principal peça do ataque da equipe. Ao longo de sua carreira, foi escolhido para o Pro Bowl em sete oportunidades, eleito para o All-Pro Team quatro vezes, liderou a liga em jardas terrestres três vezes (2008, 2012 e 2015), premiado como “Offensive Player of the Year” e MVP na temporada monstruosa em 2012, quando somou 2.097 jardas e ficou a apenas nove de bater o recorde absoluto de mais jardas terrestres em uma única temporada. Hoje em dia só fica atrás de Frank Gore como o atleta em atividade com mais jardas pelo chão, mas com pouco menos de 400 de diferença é apenas uma questão de tempo até ele assumir a liderança. Ainda mostrando ser bastante útil e rendendo em alto nível desde sua chegada na NFL, Peterson talvez seja o único RB em atividade hoje em dia que temos certeza que entrará para o Hall da Fama logo depois de se aposentar.

Compartilhe

Comments are closed.