quinta-feira, 6 de junho de 2019

Compartilhe

Dentro do futebol da bola da redonda, o esporte mais popular do planeta, a “Lei do Ex” já virou instituição consagrada e não deixa passar impune nem mesmo os maiores e mais vitoriosos times do mundo. Não exclusiva apenas do futebol, ela também não está livre de acontecer em outras modalidades esportivas. Na nova temporada da NFL que se aproxima, algumas datas e confrontos colocarão frente a frente atletas de destaque contra suas ex-equipes, em duelos que só por esse simples fator aumentam de importância dentro do calendário.

Nesta semana, o DT Gerald McCoy, que por 9 anos atuou como um dos principais líderes e ídolos da defesa do Tampa Bay Buccaneers, anunciou seu acordo com o Carolina Panthers por três temporadas. McCoy, que já participou de seis Pro-Bowls na carreira, tinha currículo suficiente para buscar uma vaga em equipes com melhores chances de chegar ao Super Bowl do que o Panthers, mas a possibilidade de enfrentar o ex-time em duas oportunidades dentro da mesma temporada falou mais alto para o defensor.

Leia Mais: Gerald McCoy assina com o Carolina Panthers

Leia Também: 5 jogadores da AFC que podem explodir em 2019

Logo após a sua saída, Tampa Bay anunciou a chegada de Ndamukong Suh, que usará o mesmo 93 de McCoy logo em seu primeiro ano na Florida. Por esses motivos, o encontro do dia 12 de Setembro na Carolina merece um olhar especial dos fãs da NFL. Além do reencontro de McCoy com o Bucs na semana 2, a nova temporada estará recheada de possibilidades para que a “Lei do Ex” dê as caras. No texto especial de hoje, separamos seis personagens que estarão buscando vingança em 2019.

RB Le’Veon Bell (NYJ) – New York Jets x Pittsburgh Steelers

Provavelmente o duelo mais esperado entre um jogador e sua antiga equipe nesta temporada. Após recusar o acordo proposto pelo Steelers em 2018 e não atuar durante todo o último ano, Bell assinou o seu novo contrato com o Jets nesta offseason e está pronto para retornar em alto nível e provar que ainda pode ser considerado um dos melhores Running Backs da NFL. Marcado para o dia 22 de dezembro no Metlife Stadium, o reencontro de Bell com o Steelers pode ser fundamental para as aspirações das duas equipes na busca pelos playoffs e uma atuação acima da média do camisa 26 será fundamental. Com a data certamente marcada no seu calendário, o RB quer dar a resposta para a franquia que preferiu não pagar o valor que ele achava justo receber. Imperdível.

S Earl Thomas (BAL) – Baltimore Ravens x Seattle Seahawks

Um dos membros originais da Legion Of Boom, o S Earl Thomas não chegou a um acordo com o Seattle Seahawks e se despediu da franquia de forma melancólica na última temporada, deixando o campo machucado logo na semana 4 contra o Arizona Cardinals. Contratado pelo Baltimore Ravens em 2019, ele terá a oportunidade de mostrar para o seu antigo time que ainda pode ser considerado um dos melhores da posição em duelo bastante esperado no Sunday Night Football da semana 7. Apesar dos últimos anos conturbados em Seattle, Thomas é o 3º jogador ativo com mais interceptações na NFL desde 2010, ano em que foi draftado. Russell Wilson que se cuide.

QB Kirk Cousins (MIN) – Minnesota Vikings x Washington Redskins 

Após brilhar em Washington por duas temporadas, Kirk Cousins se juntou a extensa lista de jogadores que não receberam o contrato que gostariam em 2018 e mudou de endereço. Em Minnesota, o camisa 8 fechou um acordo totalmente garantido com o Vikings e se tornou um dos jogadores mais pressionados da liga, o que o rendeu uma temporada abaixo do esperado e algumas críticas em seu primeiro ano na NFC Norte. Em 2019, Cousins espera estar mais adaptado ao estilo de jogo em Minnesota e terá a chance de enfrentar a ex-equipe na semana 8, jogando em casa. Neste confronto, o camisa 8 é o que mais tem motivos para ter uma das melhores performances da carreira, mostrando ao Redskins que eles erraram em não confiar no seu potencial. A curiosidade do encontro é que, do outro lado da bola, Washington poderá estar sendo conduzido por Case Keenum, QB que levou Minnesota a final de conferência em 2017.

S Landon Collins (WSH) – Washington Redskins x New York Giants 

Outro jogador que terá a oportunidade enfrentar o seu ex-time em duas oportunidades é o Safety Landon Collins. Contratado pelo Redskins na offseason, Collins parecia destinado a construir sua carreira em Nova Iorque, após três temporadas selecionado para o Pro-Bowl e entre os melhores da sua posição. Apesar disso, assim como fez com o WR Odell Beckham JR, o Giants decidiu liberar o jogador e continuar o seu processo de reconstrução sem ele. A decisão, bastante duvidosa por sinal, abriu o caminho para o defensor assinar um contrato de seis anos com o Redskins, escolhendo por se manter dentro da NFC Leste. Exatamente por isso, nas semanas 4 e 16, Collins terá a missão de tornar a vida de Eli Manning (ou Daniel Jones) um verdadeiro pesadelo.

LB Khalil Mack (CHI) – Chicago Bears x Oakland Raiders

O primeiro encontro de Khalil Mack com o Oakland Raiders não acontecerá na Califórnia, mas colocará frente a frente o defensor e o técnico Jon Gruden, em duelo marcado para Londres, na semana 5. Após ser preterido por Gruden e a diretoria do Raiders, Mack encontrou uma nova casa em Chicago e se mostrou bem adaptado a NFC, terminando o ano com 12.5 sacks, 1 interceptação e 1 TD, transformando defesa do Bears em uma das mais dominantes do futebol americano. Negociado por escolhas de draft, Mack deverá encontrar um Raiders mais fortalecido nesta temporada, após um ano abaixo da crítica em 2018. Sorte para o público de Londres, azar para Derek Carr e a linha ofensiva de Oakland.

Adam Gase (NYJ) – New York Jets x Miami Dolphins

Mudando o foco de dentro para fora dos gramados, o nosso último personagem disposto a colocar a “Lei do Ex” em prática na NFL em 2019 será Adam Gase, novo treinador do New York Jets. Após três anos em Miami, Gase se desligou do Dolphins para assumir o lado verde de Nova Iorque e terá duas oportunidades no ano para vencer um duelo particular contra o seu ex-time. Na florida, Gase encerrou a sua passagem com 47% de aproveitamento e uma viagem aos playoffs logo em sua primeira temporada, mas não conseguiu repetir o sucesso nos dois anos seguintes.

Conhecido por desenvolver bons trabalhos ofensivos, ele terá a sua disposição um emergente Sam Darnold para trabalhar na posição de Quarterback, construindo do zero a nova cara do ataque do Jets. Acompanhando o status dos elencos dos dois times neste momento, a chance de Gase conseguir a sua vingança parece bastante grande. Os jogos acontecem nas semanas 8 e 14.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.