terça-feira, 28 de maio de 2019

Compartilhe

Ainda falta certo tempo para o começo dos training camps, mas já nas OTAs vemos que algumas batalhas para titularidade na posição de QB serão interessantes de se acompanhar até o início da temporada regular.

Foram levadas em consideração batalhas em potencial, além das que já estão ocorrendo, usando como base o nível dos jogadores de cada time e o fato de gerar certo conflito para o cargo de titular.

Leia Mais: Dicas culturais da offseason

Leia Mais: A NFL perde uma lenda e uma ótima pessoa em Bart Starr

Josh Rosen vs Ryan Fitzpatrick

A primeira batalha citada talvez seja a mais clara de todas, haja vista que já está acontecendo. Após o Cardinals selecionar Kyler Murray com a primeira escolha geral do draft, o Miami Dolphins não perdeu tempo e mandou uma pick de segunda rodada e uma quinta do ano que vem por Rosen. Apesar de uma temporada de calouro abaixo dos outros QBs escolhidos no primeiro round do draft de 2018 (Baker Mayfield, Sam Darnold, Josh Allen e Lamar Jackson), o camisa 3 mostrou alguns flashes do que pode se tornar, caso tenha um ataque bom à sua volta, sobretudo uma linha ofensiva sólida. O valor pago por Rosen foi válido, visto que a franquia da Flórida adquiriu um potencial franchise QB por uma escolha baixa no segundo round. Por isso Josh, hoje, é a esperança que o Dolphins tem para liderar seu time nas próximas temporadas.

Mas para estar na liderança do time, Josh precisa bater um reserva especialista em tomar a titularidade alheia: Ryan Fitzpatrick. Desde que entrou na liga em 2005, Fitzpatrick foi titular pelo menos um jogo em todos os times que passou, sendo esses Rams, Benglas, Bills, Titans, Texans, Jets e Buccaneers. Sempre começando nos times como reserva, Ryan sempre se aproveitava de lesões ou outros problemas dos titulares para tomar o cargo e de lá não mais sair. No caso mais recente, Jamies Winston – titular do Bucs – foi suspenso por três jogos na última temporada, e isso foi o suficiente para o camisa 14 ser nomeado o titular mesmo com a sua volta. Felizmente para Winston, após algumas partidas como Fitztragic, o antigo starter voltou para o posto.

Na primeira semana das OTAs, foi reportado que o veterano está saindo na frente, muito embora Josh também esteja jogando bem. Caso Rosen tenha que batalhar com o modo Fitzmagic, talvez tenha problemas em garantir sua titularidade, e ainda que a consiga, a história mostra que ter Fitzpatrick como seu reserva não é o cenário mais seguro de todos.

Imagem relacionada

Case Keenum vs Dwayne Haskins

Uma das batalhas mais interessantes de se acompanhar, pelo fato de Keenum não estar vindo de uma boa temporada no Broncos e Haskins ser uma grande incógnita chegando na liga.

O cenário no Washington Redskins é bem claro: trouxeram um veterano para ser ponte de aprendizado na transição de um calouro talentoso para a NFL. É uma receita de bolo que se repete frequentemente, tendo como caso mais atual o reinante MVP da liga, Patrick Mahomes, que foi reserva de Alex Smith por um ano em Kansas City.

Keenum é um reserva de longa data. Depois de uma boa temporada com o Vikings em 2017, assinou com o Broncos para ser o titular, mas voltou a mostrar seu jogo medíocre, sendo trocado para o Redskins ao fim da temporada passada. Enquanto isso, Haskins tem muitas interrogações à sua volta. Foi titular por apenas uma temporada em Ohio State e seus apenas 14 jogos mostram que pode ter problemas em se acostumar a um ritmo de starter da NFL. Jay Gruden, HC da franquia da capital, disse que ambos estão no mesmo patamar e até agora vêm recebendo a mesma quantidade de snaps nos treinos de time, tendo Case recebido os primeiros.

Mais uma vez dois QBs que acabaram de chegar a sua equipe e terão de aprender todo um sistema do zero. Todavia, a experiência deve favorecer o veterano nesta disputa. Ao menos por agora.

Resultado de imagem para keenum haskins 1200x800

Marcus Mariota vs Ryan Tannehill

Essa é uma batalha não tão clara e aberta como as citadas anteriormente, isso porque o GM Jon Robinson e o HC Mike Vabrel ao serem questionados por uma possível disputa pela titularidade, afirmaram que o titular é Mariota e fim.

Contudo, o Titans mandou uma escolha de quarto e uma de sétimo round, além de reestruturar o contrato de Tannehill, fazendo com que possa ganhar até 12M na temporada que está por vir. São valores bem altos para um jogador que, teoricamente, nem aspirará ao cargo de titular. No mínimo, o camisa 17 foi trazido para colocar alguma pressão no atual principal QB da equipe, uma vez que um sentimento de competição pode fazer com mesmo o Mariota melhore. Nas últimas temporadas, Marcus não tem sido o que o Titans esperava com a segunda escolha geral de 2015, mesmo que tenha mostrado flahses de um franchise QB, após quatro anos, o atleta ainda não é um unânime titular completo para a posição.

Sendo assim, mesmo com membros do staff da franquia falando que não terá batalha, caso Tannehill jogue bem no training camp, não seria surpresa uma batalha ser aberta na pré temporada. Não será a primeira vez que treinadores afirmam algo em um tempo e mudam de opinião em outro momento.

Mariota tem tudo para ser o titular, mas certamente Ryan Tannehill quer ser mais que um reserva de luxo para possíveis lesões do camisa 8. Essa é uma história de disputa em potencial interessante para se acompanhar nos próximos meses.

Resultado de imagem para mariota tannehill 1200x800 ota

Tendo isto sendo dito, agora nos resta aguardar para ver quem serão os vencedores dos respectivos confrontos pela posição mais importante do jogo. Além de acompanhar outras brigas que podem surgir repentinamente, sobretudo quando se tratam de calouros. Abram os olhos, Eli Manning, Andy Dalton e Joe Flacco.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.