sábado, 5 de março de 2016

Compartilhe

Como todo ano, o NFL Scouting Combine pode ser favorável a alguns jogadores e ao mesmo tempo nem tanto a outros. Certamente o evento não deve servir de base para afirmar se um determinado jogador terá sucesso na NFL ou não. Entretanto, o mesmo é extremamente importante para as avaliações físicas individuais de cada jogador, as quais nem sempre podem ser profundamente observadas durante as partidas. Com isso em mente, juntamente com o fim da edição 2016, chegou a hora de avaliar quem saiu ganhando e quem saiu perdendo do evento que aconteceu em Indianapolis do dia 23 a 29 de fevereiro:

LINHA OFENSIVA E RUNNING BACKS

Vencedores

Apesar de não participar de todos os exercícios, o OT Laremy Tunsil (Ole Miss) impressionou não apenas nas atividades que realizou como também nas medidas. Com 1,96m e 140,6 kg, Tunsil  mostrou atleticismo e naturalidade em seus movimentos apesar do enorme porte físico. Os  OTs Jason Spriggs (Indiana) e Jack Conklin (Michigan State) foram outros jogadores que  chamaram a atenção. Spriggs vem subindo no radar dos times desde o Senior Bowl e o final de  semana em Indianapolis levantou sobrancelhas novamente. Foram 31 repetições no supino (4ª  melhor marca entre os OLs), 4,94s na corrida de 40 jardas, melhor salto em distância e o segundo melhor tempo no Shuttle Drill. Já Conklin mostrou seu atleticismo com apenas 5,00s na corrida de 40  jardas e sua força com 21 repetições no supino, ambos números bastante convincentes.

ezekiel elliott

Entre os Running Backs, os grandes vencedores do dia foram Ezekiel Elliott (Ohio State) – foto –, Derrick Henry (Alabama) e Keith Marshall (Georgia). Elliott se solidificou como primeiro RB a ser eventualmente escolhido com um bom tempo de 4,47s na corrida de 40 jardas, ótimos desempenhos correndo com a bola e recebendo passes. Henry mostrou o que o torna um atleta tão anormal. Apesar de seus 1,91m e 112Kg (maiores marcas entre os RBs), o ex-Crimson Tide fez um ótimo tempo na corrida de 40 jardas (4.,4s) para alguém com seu porte físico, além de acumular excelentes resultados nos drills físicos, como 22 repetições no supino. E por último, mas não menos importante, Marshall conseguiu nada menos do que o melhor tempo da edição 2016 no tiro de 40 jardas com apenas 4,31s. Do jeito que os times na NFL amam jogadores velozes, certamente Marshall ajudou bastante a si mesmo em Indianapolis.

Perdedores

Antes do Combine, OL Vadal Alexander (LSU) foto era visto como um jogador apto para jogar tanto de Guard como de Tackle, mas a performance dele no evento levantou algumas duvidas quanto a isso. Não se esperam tempos muito rápidos dos OLs nas 40 jardas, mas os 5.57s de Alexander foram considerados muito alto até mesmo para os jogadores de linha ofensiva. Além disso, o jogador não se deu muito bem em outros drills que requerem agilidade e certamente não ajudou a si mesmo.

vadal-alexander-nfl-combine

Entre os RBs, Alex Collins (Arkansas) foi quem saiu mais prejudicado. Ele teve um tempo alto de 4,59s e teve desempenhos nos saltos verticais e horizontais piores que alguns jogadores de linha ofensiva. Além disso, o jogador não demonstrou ser um recebedor natural nos exercícios de recepções, o que certamente deve levantar preocupações sobre sua efetividade no jogo aéreo.

QUARTERBACKS, WIDE RECEIVERS E TIGHT ENDS

Vencedores

Os QB Jared Goff (California) e Carson Wentz (North Dakota State) são os favoritos à escolha #2 do Draft, pertencente ao Cleveland Browns, e o Combine não ajudou a chegar a um consenso sobre quem deve ser o escolhido. Ambos os QBs foram muito bem e demostraram seus respectivos pontos fortes. Goff se movimentou com bastante naturalidade para a posição e conseguiu fazer passes bastante precisos. Wentz já começou a impressionar desde suas medidas. Com 1,96m e 105kg, o jogador tem um excelente porte para a posição, mas não foi só isso que chamou atenção. Apesar de um pouco lento, a precisão de Wentz e o jogo de pés chamou atenção e certamente seu nome ainda será discutido bastante nas próximas semanas.

will-fuller-576x324

Entre os recebedores, destaque para os WRs Will Fuller (Notre Dame) – foto –, WR Josh Doctson (TCU) e o TE Ben Braunecker (Harvard). Fuller conseguiu a segunda melhor marca do evento nas 40 jardas com 4,32s, mas o que realmente chamou a atenção foram as mãos confiáveis do recebedor que não deixou nenhum passe escapar. Doctson, que era questionado sobre sua velocidade, respondeu com um ótimo tempo de 4,50s para um WR do seu porte, além de ótimos números nos saltos, mostrando bem seu grande raio de alcance. Com TEs mais badalados de fora por boa parte dos exercícios, Braunecker roubou a cena. O jogador de 1,91m e 105kg se colocou entre os 3 melhores do evento entre os TEs em 6 exercícios e entre os 5 de outro.

Perdedores

Se no ano passado ele era visto por alguns como escolha de primeira rodada, o QB Cardale Jones (Ohio State) – foto – já não é avaliado da mesmo forma e sua semana no Combine não ajudou. Por causa de uma lesão no músculo posterior da coxa durante a corrida de 40 jardas, Jones ficou de fora do resto dos exercícios e perdeu a chance de causar uma boa impressão no maior evento pré-Draft. Resta agora ao jogador tentar impressionar durante o Pro Day do Buckeyes.

cardale

Entre os recebedores, WR De’Runnya Wilson (Mississipi State) foi o grande perdedor. Devido ao seu porte (1,96m e 101kg), já era esperado um tempo não muito rápido do jogador. Entretanto, seus 4,85s foram péssimos e o deixou como o WR mais lento do Combine. Para efeito de comparação, Wilson seria o 4º TE mais lento de todo o evento.

LINHA DEFENSIVA E LINEBACKERS

Vencedores

Entre os jogadores de linha defensiva, Joey Bosa (Ohio State) e Jonathan Bullard (Florida) foram os grandes vencedores do dia. Com 4,86s e 4,93s respectivamente nas 40 jardas, o que realmente impressionou em ambos os jogadores foram os tempos nas 10 primeiras jardas onde conseguiram menos de 1,7s, evidenciando a explosão dos dois, além de mostrarem bastante agilidade com ótimos tempos nos 3-cone drill.

NFL Combine Football

Pelos Linebackers, é difícil não apontar Darron Lee (Ohio State) – foto – como o grande vencedor do dia. Toda a velocidade e atleticismo ficaram visíveis em Indianapolis. Com o excelente tempo de 4,47s nas 40 jardas, Lee foi o único LB com um tempo abaixo dos 4,5s. A agilidade e naturalidade com que se movimenta em campo ficaram bastante evidentes também e certamente o jogador se garantiu como uma futura escolha de primeira rodada.

Perdedores

Shawn Oakman (Baylor) e A’Shawn Robinson (Alabama) – foto – não se ajudaram muito durante o Combine. Oakman, que no início da temporada passada era considerado uma escolha de primeira rodada por alguns analistas, mostrou o porquê de ter caído bastante nos últimos meses. O jogador não foi rápido, nem ágil e nem explosivo o bastante durante boa parte das atividades. Já Robinson, mostrou ótimos números durante as medições, mas seu trabalho em campo deixou um pouco a desejar. O defensor esteve entre os DTs mais lentos, não foi muito ágil no 3-cone drill e teve um número de repetições mediano no supino.

ashawnrobinson

Entre os LBs, Scooby Wright III (Arizona) e Jaylon Smith (Notre Dame) saíram perdendo mas por razões diferentes. Wright, que já era visto com incerteza entre os olheiros, não ajudou a si mesmo em Indianapolis. Não foi apenas seu tempo horrível de 4,90s nas 40 jardas, ele teve desempenhos fracos em quase todas as atividades restantes. Jaylon Smith nem participou dos drills, mas talvez tenha sido o grande perdedor do dia. Os comentários sobre a situação do seu joelho, o qual machucou no último jogo da temporada no College Football, não foram nada agradáveis. A expectativa ainda é que o jogador volte a ser um excelente LB, mas que talvez ainda não esteja pronto para contribuir na próxima temporada.

DEFENSIVE BACKS

Vencedores

Não tem como falar de vencedores do Combine sem citar o S/CB Jalen Ramsey (Florida State) – foto. Ramsey talvez tenha sido o grande vencedor de todo o evento. Os números dele, tanto nas medidas como nos exercícios, não apenas atingiram as expectativas como as superaram. Alto, com ótimo porte físico e braços longos, Ramsey fez um tempo excelente de 4,41s nas 40 jardas e mostrou toda a fluidez de seus movimentos durante o restante dos exercícios. O CB Vernon Hargreaves III (Florida) foi outro vencedor do dia. Os 4,50s na corrida de 40 jardas não foram sensacionais, mas foram suficientes, tirando isso, Hargreaves dominou o resto dos exercícios. Os ótimos números nos saltos também justificaram a reputação do CB de ser um defensor que joga “mais alto” do que sua estatura mostra.

jalen-ramsey

Perdedores

Após afirmar que era o melhor jogador do Draft, o CB Mackensie Alexander (Clemson) – foto – não participou de nenhuma atividade durante o combine. Por causa disso e do bom desempenho de outros companheiros de posição, as projeções sobre ele devem cair um pouco. O S Darian Thompson (Boise State)  chegou a gerar discussões se não seria um jogador de primeira rodada. A performance do mesmo durante os jogos ajudam nesse status, mas seu desempenho no Combine certamente não. Os 4,69s de Thompson nas 40 jardas foram decepcionantes, além dos 7,26s no 3-cone drill (o mais lento entre todos os Safeties que realizaram o exercício).

640Alexander

Compartilhe

Comments are closed.